Quinta, 17 de Outubro de 2019 - 10:15

'Quando estiver bem, vai receber oportunidade', diz Roger sobre Marco Antônio

por Ulisses Gama

'Quando estiver bem, vai receber oportunidade', diz Roger sobre Marco Antônio
Foto: Richard Ducker/FramePhoto/Folhapress

Após quase nove meses, o meia-atacante Marco Antônio voltou a jogar pelo Bahia. E foi decisivo. Foi em cima dele o pênalti que deu a chance para Arthur Caíke marcar e colocar o Esquadrão de Aço em vantagem contra o Grêmio na noite da última quarta-feira (16), em Porto Alegre. 

 

Durante entrevista coletiva após a partida, o técnico Roger Machado comentou sobre os minutos que deu ao jogador e voltou a citar que o jovem atleta precisava evoluir a questão defensiva para ter uma oportunidade e citou que é o próprio que tem o poder de se escalar novamente.

 

"Marco [Antônio], eu dizia que precisava evoluir, precisava mostrar nos treinos, números. A parte ofensiva sei que... Hoje ele nada mais fez do que faz todo dia no treinamento. Pegou a bola no fundo e vai para cima do adversário, em 90% das vezes, ele tem vitória pessoal. O que faltava era o compromisso defensivo. Ele me mostrou, nessas três semanas, quando conversei com ele, mostrei números, que, comparando com jogadores da posição dele, que colegas trabalhavam com números de sprints quatro, cinco vezes maiores que ele, ele precisava evoluir. Não era por incapacidade física, mas por desconcentração no treino, esperar que outro roubassse a bola e acionasse ele para ele fazer o que faz de melhor. Precisava participar do processo defensivo também. Hoje teve oportunidade, porque eu queria o tipo de jogo dele, precisava da vitória pessoal dele, cobrei dele recomposição defensiva. Ele me deu. Não sou eu que escalo o jogador; é ele quem se escala. Por isso parabenizei ele no final do jogo. Fico feliz, e ele também. Quando estiver bem, vai receber oportunidade", explicou.

 

Roger também contou o motivo de ter escalado Guerra no meio campo. Em jogos fora de casa, a preferência do treinador era de fechar uma trinca de volantes, mas a opção foi por ter o controle da bola em momentos de posse.

 

"Ideia era justamente porque o Grêmio tenta o controle do jogo sempre. Tendo a bola, nós iríamos contra-atacar, mas, quando a gente não conseguisse, a ideia era manter controle pela qualidade do Guerra. Não pela força do tripé e só explorar contra-ataques. Tentar impor, não controle pela roubada de bola, força, mas no controle quando a gente tivesse a posse, conseguir articular nosso jogo. Para também conseguir empurrar o Grêmio, subir nossas linhas para não ficar muito próximo do gol. Quando o Grêmio conseguiu empurrar para dentro da área, momentos em que conseguiram profundidade com os laterais ou a bola infiltrada entre os zagueiros, nos gerou problema. Por isso escolha a pelo Guerra", pontuou.

 

O Bahia volta a jogar pelo Brasileirão na próxima segunda-feira (21), contra o Ceará, no estádio de Pituaçu.

Quinta, 17 de Outubro de 2019 - 09:45

Juninho cita 'puxão de orelha' de Roger como importante para recuperação do Bahia

por Ulisses Gama

Juninho cita 'puxão de orelha' de Roger como importante para recuperação do Bahia
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Depois de uma sequência ruim de três jogos sem vencer, o Bahia bateu o Grêmio em Porto Alegre na última quarta-feira (16), pela 26ª rodada do Brasileirão. Questionado sobre o que aconteceu com a equipe, o zagueiro Juninho citou o jogo contra o Fluminense e revelou um "puxão de orelha" do técnico Roger Machado para que o grupo conseguisse retomar o caminho dos triunfos.

 

"Vi erro no jogo contra o Fluminense, que não parecia ser o time que a gente vinha mostrando. Contra o São Paulo e o Athletico tivemos oportunidades, mas não concluímos. Contra o Fluminense a gente entrou desatento. Hoje voltamos com o puxão de orelha que o Roger deu na gente", declarou.

 

Juninho valorizou a importância do resultado e já apontou o foco para o jogo contra o Ceará, marcado para segunda-feira (21), em Pituaçu.

 

"Resultado importante para a equipe, já que a gente vinha de três resultados não muito favoráveis. Voltar a vencer é muito importante para dar sequência nesses jogos em casa. Temos que manter o foco, trabalhar e descansar para o jogo contra o Ceará", indicou.

 

 

No momento, o Bahia está no sétimo lugar, com 41 pontos conquistados. A posição do Esquadrão de Aço pode mudar a depender do resultado do jogo entre Avaí e Internacional, que acontece na noite desta quinta (17), às 19h15, na Ressacada.
 

Quinta, 17 de Outubro de 2019 - 08:40

Luiz Caldas critica narrador do Premiere no jogo entre Grêmio e Bahia: 'Parcial demais'

por Leandro Aragão

Luiz Caldas critica narrador do Premiere no jogo entre Grêmio e Bahia: 'Parcial demais'
Foto: Tiago Melo / Bahia Notícias

O cantor Luiz Caldas enviou um áudio a um amigo editor da TV Bahia criticando a "parcialidade" do narrador Daniel Pereira na transmissão do canal Premiere do jogo entre Grêmio e Bahia. As duas equipes se enfrentaram na noite desta quarta-feira (16), pela 26ª rodada do Brasileirão. Para o artista baiano, o profissional estava sendo "altamente torcedor do Grêmio".

 

"Eu estou assistindo aqui e seus colegas da imprensa estão sendo parciais demais, o pessoal do Premiere. Eu assistindo Bahia e Grêmio, o Bahia jogando de igual para igual, rapaz. É um time que merece respeito, é bicampeão brasileiro, cara. E de repente você vê um narrador altamente torcedor do Grêmio, entendeu? Quando o Bahia pegava na bola, ele desfazia até dos próprios jogadores que são profissionais também. Eu acho que você que o contato com eles dê um toquezinho para que sejam mais imparciais. Precisou um jogador, que está lá junto com ele... No pênalti mesmo, o narrador estava duvidando que era pênalti. "Não, não vi nada nisso aí". Poxa! Se quererem ser profissionais que respeitem os outros estados também. Não é só o futebol do sul não", criticou.

 

O lance apontado por Luiz Caldas aconteceu aos 42 minutos do segundo tempo. Marco Antônio recebeu passe, invadiu a área e foi derrubado por Léo Moura. A equipe do VAR chamou o árbitro Rodolpho Toski Marques para rever a jogada que confirmou a penalidade. Arthur Caíke converteu o pênalti e deu o triunfo ao Esquadrão de Aço por 1 a 0. O comentarista de arbitragem da TV Globo, Sandro Meira Ricci, também achou que o jogador do Bahia foi parado com falta dentro da grande área.

 

"Avise a eles que a torcida do Bahia é gigante. Tem muitos artistas que tem o poder de palavra. Eu não quero criar nenhuma briga com o canal, de forma nenhuma. Só que o canal é pago, se ele é pago tem que respeitar os assinantes", completou Luiz Caldas.

 

O triunfo colocou o Bahia na sétima posição, neste momento, ao somar 41 pontos na tabela de classificação. Com a mesma pontuação, o Grêmio segue na sexta colocação. Porém, o Inter, que é o sétimo com 39, ainda entra em campo nesta quinta (17) na visita ao Avaí, no complemento da rodada.

Quinta, 17 de Outubro de 2019 - 07:45

Mesmo com triunfo, Bahia promete nova representação contra Rodolpho Toski

por Ulisses Gama

Mesmo com triunfo, Bahia promete nova representação contra Rodolpho Toski
Foto: Raul Pereira /Fotoarena/Folhapress

Dentro da Arena do Grêmio na última quarta-feira (16) Bahia venceu o Grêmio por 1 a 0 e ganhou novo fôlego na disputa pelo G-6 do Campeonato Brasileiro. Mesmo com o bom resultado, o clube saiu na bronca com a arbitragem de Rodolpho Toski Marques, do Paraná.

 

As principais reclamações são a não expulsão do zagueiro Kannemann, que fez uma falta em Flávio para interromper o ataque do Bahia, e a não marcação do pênalti em cima de Marco Antônio, que só teve a decisão alterada em virtude do árbitro de vídeo. Com isso, o vice-presidente Vitor Ferraz indicou uma nova representação contra o juiz na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

 

"Amanhã apresentaremos nova representação à Comissão de Arbitragem da CBF em relação ao árbitro Rodolfo Toski.Não bastasse não ter expulsado o zagueiro Kannemann, não fosse o VAR ele teria nos tirado o triunfo, tal qual em 2018. Nosso bom resultado não pode mascarar mais esses erros", escreveu na rede social Twitter.

 

Rodolpho Toski Marques já havia sido alvo de polêmica em 2018, quando causou controvérsia ao expulsar o zagueiro Jackson e marcar um pênalti inexistente de Gregore em cima de Marinho. Naquele ano, o jogo acabou empatado em 2 a 2.

 

 

Quarta, 16 de Outubro de 2019 - 22:13

Douglas valoriza resultado contra o Grêmio: 'O Bahia se mostrou competente'

por Ulisses Gama

Douglas valoriza resultado contra o Grêmio: 'O Bahia se mostrou competente'
Foto: Pablo Nunes/Photo Premium/Folhapress

O goleiro Douglas, do Bahia, destacou a importância do triunfo sobre o Grêmio nesta quarta-feira (16), em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. Após a partida, o arqueiro citou o fato do Esquadrão se manter perto do grupo dos seis classificados para a Copa Libertadores de 2020.

 

"Resultado importantíssimo nos nossos planos dentro da competição. A gente precisava voltar a vencer por conta da importância da rodada e de se manter próximo. A gente entende que tem condição de se manter próximo. A gente voltou ao nosso nível de atuação, concentração e competência. O Bahia se mostrou competente e competitivo", disse, em entrevista à Rádio Metrópole.

 

O Esquadrão de Aço chegou ao seu quarto triunfo fora de casa na competição nacional. Na próxima rodada, o desafio será em Salvador, mais precisamente no estádio de Pituaçu, contra o Ceará. As equipes se encontram na segunda-feira (21), às 19h30.

Roger destaca concentração e exalta atuação do Bahia: 'Uma das melhores que fizemos'
Foto: Wesley Santos/Folhapress

Em plena Arena do Grêmio, o Bahia venceu o Grêmio por 1 a 0 e acabou com um jejum de três partidas sem um bom resultado. A atuação do Esquadrão de Aço foi muito exaltada pelo técnico Roger Machado. Ao fim da partida, o comandante apontou o nível de concentração da equipe e definiu essa como "uma das melhores partidas" da temporada.

 

"Foi uma das melhores partidas que nós fizemos. O nível de concentração não baixa por si só. Ele está ligado ao desgaste. O jogo contra o São Paulo foi jogado em alta intensidade, jogo de desgaste cognitivo. Eu e tu tomamos 2400 tomadas de decisão por dia. O jogador toma 2800 em noventa minutos. Isso faz diferença. Concentração baixou e cobrei dos atletas e foi isso que salientei. Esse é o nosso time. Não o jogo do primeiro tempo contra o Fluminense. Contra o São Paulo e Athletico atuamos bem e o resultado não veio. É a primeira vez que vencemos o jogo em Porto Alegre. Festejo a vitória e a atuação. Atuação segura", declarou.

 

Durante a partida, o Bahia explorou os lados do campo e um dos marcadores era o experiente Léo Moura, de 40 anos de idade. Questionado se foi uma estratégia explorar o jogador, Roger destacou que não era esse o pensamento e elogiou o lateral.

 

"Não tem treino. O calendário não deixa. A gente estrutura conversando. Não tem nada a ver com a idade e sim com o modelo. O Grêmio ataca com os seus laterais e naturalmente os zagueiros ficam no eixo central com espaço quando rouba a bola pelos lados. A estratégia não é montada por idade. Disse a ele que é interminável. Temos que bater palma e reverenciar", apontou.

 

Essa foi o primeiro triunfo do Bahia sobre o Grêmio em Porto Alegre. Com o resultado, a equipe subiu ao sétimo lugar, com 41 pontos conquistados.

Quarta, 16 de Outubro de 2019 - 21:26

Arthur Caíke celebra gol do triunfo do Bahia: 'Pude ser frio'

por Ulisses Gama

Arthur Caíke celebra gol do triunfo do Bahia: 'Pude ser frio'
Foto: Everton Pereira/Ofotográfico/Folhapress

No finalzinho do jogo, Arthur Caíke foi o responsável por bater e converter o pênalti que deu o triunfo do Bahia na noite desta quarta-feira (16), contra o Grêmio, pelo Brasileirão. Ao fim da partida, o camisa 77 comemorou.

 

"Parabenizar toda a equipe pelo resultado de hoje, O Grêmio veio completo, a gente sabia da dificuldade. Tivemos chances e não concluímos. Graças a Deus pude entrar e ser frio na hora do pênalti", declarou.

 

A façanha do Bahia levou a equipe aos 41 pontos, na sétima posição. Na próxima segunda-feira (21), o desafio será contra o Ceará, no estádio de Pituaçu.

Quarta, 16 de Outubro de 2019 - 21:10

No final, Arthur Caíke converte pênalti e Bahia vence o Grêmio

por Ulisses Gama

No final, Arthur Caíke converte pênalti e Bahia vence o Grêmio
Foto: Everton Silveira/Agência F8/Folhapress

Após três partidas, o Bahia voltou a vencer no Campeonato Brasileiro e foi na base da emoção. Aos 44 do segundo tempo, Arthur Caíke marcou de pênalti e o Esquadrão superou o Grêmio por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (16), na Arena do Grêmio, pela 26ª rodada da competição.

 

Com o resultado, o Bahia vai aos 41 pontos e agora ocupa o sétimo lugar do certame. O próximo desafio será na próxima segunda-feira (21), contra o Ceará, em Pituaçu.
 

 

O JOGO

 

O Bahia surpreendeu o Grêmio nos primeiros minutos e pressionou. Logo aos três minutos, Artur cobrou falta e Paulo Victor se complicou para fazer a defesa e mandar para escanteio.

 

Aos dez minutos, o Grêmio respondeu e assustou. Éverton Cebolinha avançou, cruzou, Alisson ajeitou de cabeça e Geromel falhou na hora de finalizar. Um minuto depois, contra-ataque do Esquadrão. Artur invadiu a área, tentou cruzar rasteiro e Paulo Victor bloqueou.

 

A equipe do técnico Roger Machado ficou muito perto de abrir o placar. Aos 20 minutos, Flávio roubou bola e serviu Artur. O atacante cortou para o lado e finalizou muito próximo da meta. Logo depois, o Grêmio respondeu com Luan, que recebeu passe de Alisson e chutou no meio do gol. Douglas fez a defesa.

 

Aos 32, Éverton fez boa jogada pela esquerda, cruzou e a defesa cortou. Na sobra, Luan mandou um chute despretensioso e a bola quase enganou o goleiro Douglas, que espalmou para evitar o gol. Dois minutos depois, Artur bateu falta e Paulo Victor defendeu.

 

Grêmio pressiona

 

Com 38, Alisson bateu forte de fora da área e defendeu em dois tempos. Aos 42, depois de cruzamento na área, Juninho cortou pra trás, a bola bateu no travessão, João Pedro rebateu e a bola parou no escanteio.

 

Segundo tempo

 

Aos cinco minutos, Guerra roubou bola de Matheus Henrique, chutou travado e redonda ficou nos pés de Artur, que chutou mal e a finalização passou por cima da meta do goleiro Paulo Victor.

 

Com maior presença ofensiva no início da segunda etapa, o Grêmio ficou no quase aos oito. De fora da área, Thaciano bateu e a bola passou raspando a trave.

 

Aos 18 minutos, o Bahia teve uma grande oportunidade em contra-ataque. Artur avançou em velocidade e serviu Guerra com liberdade. O venezuelano não aproveitou a chance e foi travado pela defesa adversária.

 

Élber quase marca

 

Aos 33, João Pedro fez grande jogada, avançou em velcoidade e serviu Élber, que bateu firme para grande defesa do goleiro Paulo Victor. A bola ainda resvalou na trave.

 

De pênalti, Arthur Caíke marca para o Bahia

 

Quando o relógio marcava 42 minutos, Marco Antônio recebeu passe e foi derrubado por Léo Moura. Após consulta ao árbitro de vídeo, o árbitro Rodolpho Toski Marques acusou a penalidade. Na cobrança, Arthur Caíke balançou a rede.

 

FICHA TÉCNICA
Grêmio 0 x 1 Bahia
Campeonato Brasileiro - 26ª rodada

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Data: 16/10/2019 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR), com auxílio de Emerson de Almeida Ferreira e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)

Cartões amarelos: Matheus Henrique, Kannemann, Léo Moura (Grêmio) / Guerra, Gregore (Bahia)

Gol: Arthur Caíke (Bahia)

 


Grêmio: Paulo Victor; Leo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Thaciano), Matheus Henrique e Luan (Patrick); Alisson (Pepê), Everton e Tardelli. Técnico: Renato Gaúcho.


 

Bahia: Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Guerra (Marco Antônio); Artur, Élber e Gilberto (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado.

Quarta, 16 de Outubro de 2019 - 17:55

De volta, Artur projeta duelo contra o Grêmio: 'Jogo bom para voltar a vencer'

por Ulisses Gama

De volta, Artur projeta duelo contra o Grêmio: 'Jogo bom para voltar a vencer'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Recuperado de uma virose e liberado após cumprir suspensão, o atacante Artur é novidade do Bahia para enfrentar o Grêmio logo mais, às 19h15, pela 26ª rodada do Brasileirão. Ao chegar na Arena do Grêmio, o atacante destacou a importância da partida para a equipe, que vive uma sequência negativa de três jogos.

 

"Jogo difícil. A gente sabe da dificuldade, não estamos numa sequência boa, mas é um jogo importante para gente. Jogo bom para a gente voltar a vencer", disse, em entrevista ao canal SporTV.

 

Artur é um dos destaques do Esquadrão de Aço na temporada. Em 46 partidas disputadas, o camisa 98 marcou sete gols e efetuou dez assistências para gol. Confira a chegada da equipe:

 

 

Vice-presidente do Bahia critica escalação de Rodolpho Toski: 'Falta de preocupação'
Foto: Joilson César/Ag Haack / Bahia Notícias

A escalação do árbitro Rodolpho Toski Marques para a partida entre Bahia e Grêmio nesta quarta-feira (16) foi alvo de críticas por parte do vice-presidente do Esquadrão de Aço, Vitor Ferraz. Em uma postagem no Twitter, o dirigente afirmou que a escolha do juiz "evidencia uma falta de preocupação" por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

 

"Lamentável a escalação pela @CBF_Futebol  de Rodolfo Toski para arbitrar a partida de hoje. Evidencia uma falta de preocupação e cuidado inaceitáveis. Esse mesmo árbitro cometeu erros absurdos no confronto entre os Clubes em 2018, o que motivou uma representação oficial à época", declarou.

 

De acordo com Ferraz, a insatisfação com a escala de arbitragem foi manifestada para a CBF logo após a divulgação.

 

"Tão logo foi divulgada a escala da arbitragem de hoje registramos a nossa inconformidade para a Diretoria da CBF, que deve exigir da Comissão de Arbitragem mais atenção com questões sensíveis como essas", completou.

 

Em 2018, Rodolpho Toski Marques foi protagonista negativo de um jogo entre Bahia e Grêmio, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. Alguns lances geraram controvérsia e deixaram o clube baiano insatisfeito, o que gerou uma representação contra o árbitro. Na ocasião, a partida terminou empatada em 2 a 2.

Histórico de Conteúdo