Quinta, 18 de Outubro de 2018 - 18:45

Em treino fechado, Bahia segue aprimorando parte tática de olho no Botafogo

por Ulisses Gama

Em treino fechado, Bahia segue aprimorando parte tática de olho no Botafogo
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia segue o seu trabalho de olho no jogo contra o Botafogo, no próximo sábado (20), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

 

Em uma atividade fechada para a imprensa na tarde desta quinta-feira (18), o elenco voltou a treinar a parte tática.

 

Na atividade, o técnico Enderson Moreira voltou a escalar a provável equipe que entra em campo e promoveu alguns testes.

 

No fim, alguns atletas ainda treinaram bolas paradas. 

 


Para o jogo, o comandante terá à disposição o retorno do lateral-direito Nino Paraíba e do zagueiro Jackson.

 

O volante Edson, que sentiu uma lesão no trabalho da última quarta-feira (17), desceu para o gramado e treinou normalmente.

 

Em processo de transição física, o zagueiro Everson e o volante Elton treinaram em campo com os preparadores.

 

 Já o zagueiro Tiago fez um treinamento da academia do clube.

 

A equipe tricolor retorna ao trabalho na manhã desta sexta-feira (19), novamente no Fazendão. Na sequência, a delegação segue viagem para o Rio de Janeiro.

'É um jogo que vale muito', diz Enderson sobre confronto direto entre Bahia e Botafogo
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Muito próximos na tabela de classificação, Bahia e Botafogo tem um encontro no próximo sábado (20), no estádio Nilton Santos, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na visão do técnico Enderson Moreira, a partida tem muito valor e indicou que as equipes devem jogar com o maior cuidado possível para evitar a derrota.

 

"Acho que a competição de mata-mata já traz um ambiente diferente. Iniciamos aquele jogo com uma pequena vantagem e o Botafogo precisava reverter aquilo. É um jogo que vale muito, os três pontos. Qualquer time que sair sem se resguardar pode comprometer muito o resultado. É um confronto direto pela classificação", indicou.

 

O Tricolor vai jogar contra o Atlético-PR na próxima quarta-feira (24), pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. Questionado sobre a possibilidade de não escalar alguns titulares, Enderson voltou a afirmar que só não joga quem não estiver em condições.

 

"Estamos com esse tipo de pensamento independente da competição. Qundo o jogador não apresenta condições, temos tirado. Não é poupar. Poupar é quando está apto e não utilizamos. Eu não posso começar uma partida com o jogador programado para sair. Tenho que iniciar o jogo com quem tem a capacidade de fechar os 90 minutos. A minha preocupação é de colocar atletas que estejam preparados para jogar os 90 minutos. A gente sempre tenta ir com a equipe mais forte possível e vai ser assim até o fim", explicou o comandante, que valorizou o elenco do Esquadrão de Aço.

 

"O Bahia nunca jogou sem onze atletas. A gente sempre acreditou no grupo. Tem jogador que nem conheciam. A gente está trabalhando com o elenco e usando muito. Não dá para lamentar ausência e nem comemorar time completo. Você falou do Tiago, do Everson, do Elton... A gente gosta de ter todo mundo, mas sempre temos uma equipe forte para representar", pontuou.

 

Com 34 pontos conquistados, o Bahia está no 13º lugar da competição nacional.

Quinta, 18 de Outubro de 2018 - 15:15

Bahia estreia contra o Confiança na Copa do Nordeste sub-20

Bahia estreia contra o Confiança na Copa do Nordeste sub-20
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu a tabela da Copa do Nordeste sub-20. Vice-campeão da competição em 2017, o Bahia vai fazer a sua estreia diante do Confiança (SE), no estádio Sabino Ribeiro, em Aracaju. O jogo é válido pelo grupo B, que também conta com CRB e Vitória.

 

A primeira fase da competição regional tem 16 equipes, divididas em grupos regionalizados, cada chave com quatro clubes. Em jogos de ida e volta nas chaves, o melhor de cada avança para as semifinais, que serão disputadas em jogo único, assim como a final.
 

Quinta, 18 de Outubro de 2018 - 09:45

Edigar Junio crê que Bahia tem condição de vencer o Botafogo: 'Vamos confiantes'

por Ulisses Gama

Edigar Junio crê que Bahia tem condição de vencer o Botafogo: 'Vamos confiantes'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia segue na luta para ficar cada vez mais distante da zona de rebaixamento. Dessa vez, o desafio será contra o Botafogo, neste sábado (20), no estádio Nilton Santos. De acordo com o atacante Edigar Junio, a equipe tem poder para conseguir os três pontos como visitante.

 

"A gente sabe que é outra situação, mas a gente entende que temos condições de chegar lá e sair com os três pontos. Temos que ir com o pé no chão pela dificuldade do jogo, mas vamos confiantes e se Deus quiser vamos sair com o triunfo", disse, em entrevista ao Programa do Esquadrão, da Rádio Sociedade.

 

Autor do gol tricolor na última partida entre as equipes, pela Copa Sul-Americana, Edigar crê que o alvinegro carioca vai entrar em campo sob pressão.

 

"Acredito que sim, mas temos que olhar para nossa equipe, cientes do que podemos fazer e dar o nosso melhor. Assim, comquistaremos grandes coisas", indicou o camisa 11, que pediu pés no chão para a reta final da competição nacional.

 

"Penso que a gente tem condição de alcançar coisas grandes. Acho que pode ser esse o momento, mas temos que ter pés no chão porque o Campeonato Brasileiro a gente não pode subestimar", alertou.
 

Quinta, 18 de Outubro de 2018 - 08:15

Jackson pede Bahia atento para minimizar erros contra o Botafogo

por Ulisses Gama

Jackson pede Bahia atento para minimizar erros contra o Botafogo
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Apesar do Bahia ter conseguido a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana contra o Botafogo, o último encontro entre as equipes foi marcado por uma derrota tricolor nos 90 minutos. Neste sábado (20), o reencontro será novamente no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Para evitar os erros da última partida entre os dois, o zagueiro Jackson pediu atenção ao time.

 

"É uma reta final para a gente importantíssima. Essa situação da parte de baixo tem incomodado muito a gente. Queremos sair o mais rápido possível. É um jogo importante, jogo de seis pontos. Esse é o objetivo. Fazer um bom jogo para trazer o triunfo. É um jogo difícil como foi na Sul-Americana, apesar da gente classificar. Perdemos o jogo, que foi muito difícil. Temos que ficar atentos para não acabarmos surpreendidos", declarou.

 

Depois de ficar cinco jogos sem vencer, o Bahia venceu o Paraná na última rodada e agora mudou a chave: são três jogos sem derrotas. Jackson espera que a equipe consiga manter o equilíbrio para cumprir os objetivos da temporada.

"A gente está buscando esse equilíbrio. Há muito tempo a gente conseguiu. Acabamos perdendo essa invencibilidade. Queremos aumentar essa marcar mais, foram oito jogos. Só nos cabe entrar focados nos jogos, como tem sido, para sair com o resultado positivo. Quanto mais prolongar isso, melhor", projetou o defensor, que apontou o objetivo de chegar aos 45 pontos, sem deixar de sonhar com algo a mais.

 

"Pensamento é somar aqueles 43 a 45 pontos para poder livrar de vez qualquer susto para rebaixamento. Depois pensamos em coisas maiores. Conseguir Sul-Americana é importante, talvez pré-Libertadores. Quanto mais demorar essa derrota vai ser importante", declarou.

 

Com 34 pontos, o Bahia está na 13ª posição da competição nacional.

Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 20:15

Bahia estreia contra o CRB na Copa do Nordeste 2019; Vitória encara o CSA

por Glauber Guerra / Ulisses Gama

Bahia estreia contra o CRB na Copa do Nordeste 2019; Vitória encara o CSA
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira (17) a tabela básica da Copa do Nordeste 2019. O Bahia vai estrear dentro de casa contra o CRB, no dia 16 de janeiro, enquanto o Vitória irá encarar o CSA, em Maceió (AL). 

 

O clássico Ba-Vi será na terceira rodada, no dia 3 de fevereiro, com mando de campo do Tricolor.

 

O Nordestão 2019 conta com 16 clubes divididos em dois grupos de oito. Os times da Chave A enfrentarão os da Chave B em turno único, classificando os quatro melhores colocados. A partir daí os duelos serão disputados no sistema eliminatório, o tradicional mata-mata, com apenas a decisão tendo confrontos de ida e volta.

 

Recentemente, o Bahia, através da sua diretoria, fez fortes críticas ao modelo da Copa do Nordeste e chegou a colocar a sua participação em dúvida (relembre aqui). No entanto, a tendência é de que o Tricolor deva participar do certame.

 

JOGOS DA PRIMEIRA RODADA:
Bahia X CRB
Moto-Club X Altos-PI
CSA-AL X Vitória
Botafogo-PB X Santa Cruz
Náutico X Fortaleza
Confiança-SE X Salgueiro-PE
ABC-RN X Sergipe 
Ceará  X Sampaio Corrêa

Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 18:30

Pai de Edigar Junio revela fama de ‘pé quente’: ‘Sempre que estou ele faz gols’

por Ulisses Gama / Gabriel Rios

Pai de Edigar Junio revela fama de ‘pé quente’: ‘Sempre que estou ele faz gols’
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Se depender do Seu Edigar, no sábado (20) terá gol do filho Edigar Junio. Conhecido no Fazendão por ser “pé quente”, ele comenta a fama.

 

“Todo mundo aqui no Bahia já fala logo quando eu chego: ‘O pé quente está aí, então tem gol do Edigar’. Sempre que estou aqui ele faz gols. No último sábado contra o Paraná foi a única vez que ele não marcou, mas também já entrou no final. Porém, os dois gols só saíram quando ele estava em campo”, contou ao Bahia Notícias.

 

Depois de um período lesionado, Edigar marcou contra o Botafogo no Engenhão. Para seu Edigar, o tento ajudou o filho a retomar a confiança.

 

“Muito importante [voltar a marcar]. Ele passou um período lesionado e ficou sem fazer gols. No Engenhão contra o Botafogo foi um gol importantíssimo, o que deu mais confiança. Agora ele está mais solto e mais leve”, afirmou.

 

Seu Edigar ainda relembrou de uma história engraçada com o antigo presidente do Esquadrão, Marcelo Sant’anna.

 

“Foi uma brincadeira dele. Sempre que venho, meu filho faz gols decisivos. Um dia, estava passando e ele saiu na janela e disse: ‘Vamos ter que comprar um apartamento para o senhor aqui, porque sempre tem gol (risos)”, comentou.

Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 17:15

Enderson Moreira começa a esboçar time do Bahia para enfrentar o Botafogo

por Ulisses Gama

Enderson Moreira começa a esboçar time do Bahia para enfrentar o Botafogo
Foto: Walmir Cirne

De volta aos trabalhos na tarde desta quarta-feira (17), o Bahia começou a ser montado para o jogo contra o Botafogo, no próximo sábado (20), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Depois do aquecimento, o técnico Enderson Moreira dividiu duas equipes com onze jogadores de linha e um goleiro para uma atividade em campo reduzido.

 

A primeira equipe atuou com a seguinte formação: Douglas; Bruno, Edson, Lucas Fonseca e Paulinho; Nilton, Gregore, Ramires e Vinícius; Elber, Zé Rafael e Gilberto.

 

Já o time 2 atuou com Anderson; Léo, Grolli, Jackson e Nino Paraíba; Flávio, Allione, Luís Fernando e Marco Antônio; Clayton, Júnior Brumado e Edigar Junio. 

 

Na sequência, com 10 jogadores de linha, o comandante tricolor armou a seguinte formação na atividade tática, com direito a várias alterações: Douglas; Bruno, Grolli, Jackson e Léo; Nilton e Gregore (Vinícius/Ramires); Elber, Ramires (Vinícius) e Zé Rafael (Edigar Junio); Gilberto (Edigar Junio).

 

Foto: Walmir Cirne

 

O zagueiro Lucas Fonseca foi liberado desta parte da atividade para fazer reforço muscular. O volante Edson sentiu a região anterior da coxa e também saiu mais cedo.

 

Fora da atividade, o zagueiro Everson e o volante Elton fizeram um treino de transição com os preparadores físicos. Já o zagueiro Tiago deu continuidade ao seu tratamento no departamento médico.

 

A equipe volta a treinar na tarde desta quinta-feira (17), às 15h, novamente no Fazendão.

Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 15:45

De volta, Jackson relembra dificuldades e projeta briga sadia na defesa do Bahia

por Ulisses Gama

De volta, Jackson relembra dificuldades e projeta briga sadia na defesa do Bahia
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Já fazia um tempo que o zagueiro Jackson não falava com a imprensa. Antes da tarde desta quarta-feira (17), sua última entrevista coletiva havia sido no dia 12 de junho, quando ele se preparava para entrar em campo pelo Bahia no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. De volta entre os profissionais, ele assumiu que os microfones faziam falta.

 

"Me recordo da última, não lembro da data. A pauta era o retorno aos treinos. Graças a Deus, hoje em um patamar diferente. Saudade a gente tem. Será que ainda me lembro como funciona? Mas graças a Deus estou de volta e é isso que importa", comemorou o jogador, que voltou a jogar contra o Botafogo no dia 3 de outubro. Foi o fim de uma pausa de um ano de cinco meses.

 

"Representa muita coisa [o retorno]. Foi momento muito difícil o que passei. Meus amigos mais próximos sabem o que foi. Sou grato a Deus pela nova oportunidade que me deu. Se não fosse Deus e a minha família não teria conseguido", declarou.

 

No início da temporada 2017, Jackson sentiu uma lesão no joelho e foi submetido a uma artroscopia. Ele retornou no dia 7 de maio de 2017 e atuou 45 minutos contra o Vitória, na segunda partida do Campeonato Baiano. Na sequência, voltou a sentir o problema e foi submetido a uma nova cirurgia. Foi este o seu momento mais difícil.

 

"Depois da segunda cirurgia...Na primeira, era uma artroscopia simples. Passeis cinco meses tentando voltar e não conseguia, sentia dores. Na segunda cirurgia, a mais complicada, o Ávine passou por isso aqui. Não tinha certeza que voltaria a jogar. Era 50%. Isso foi muito difícil quando fiquei sabendo. Passei por processo cirúrgico, que foi bem. Na recuperação ainda tinha aquela incerteza. Entreguei nas mãos de Deus, fiz tudo que tinha que fazer na recuperação. Minha família pode falar disso, enchia o saco mesmo. Tinha que ter cabeça muito forte. Eu tratava e não via que estava andando, sabe? Meus filhos que me davam combustível para continuar. Tinha que ter psicológico muito forte, ter a cabeça muito boa. A pior parte foi isso, quando teve que ia fazer a segunda cirurgia e não sabia que se teria que jogar. Voltei e bem. Infelizmente tive uma expulsão. O árbitro botou a mão na consciência e viu que não era para tanto. Mas é ser humano, acontece. Agora é só alegria", explicou, com a voz embargada.

 

Agora que está de volta, Jackson disputa com Douglas Grolli a posição ao lado de Lucas Fonseca na defesa. A previsão é de uma briga saudável para ajudar a equipe na reta final da temporada.

 

"É uma briga muito sadia que a gente tem no dia a dia. Todo mundo se dá bem. É importante para o Enderson ter essa variação. Somos zagueiros importantes, experientes. Quem tiver dentro de campo vai corresponder, e o Esquadrão vai estar bem representado", indicou.

Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 08:45

Vinícius espera por clima de revanche em reencontro com o Botafogo

por Ulisses Gama

Vinícius espera por clima de revanche em reencontro com o Botafogo
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Após 17 dias do confronto entre Bahia e Botafogo que levou o Tricolor pela primeira vez às quartas de final da Copa Sul-Americana, as duas equipes voltam a se encontrar pelo Campeonato Brasileiro, novamente no estádio Nilton Santos. A expectativa do meia Vinícius é de encontrar um clima de revanche na partida, que é importante para as duas equipes na tabela de classificação.

 

"Com certeza. Não sei por parte dos jogadores, mas acredito que sim. Principalmente pela torcida. Naquele jogo lotou o estádio e saiu frustrada. Tenho certeza que devem estar com um gostinho amargo. Ainda mais pela situação. É um jogo de seis pontos. Se a gente conseguir o triunfo, passa seis pontos deles. A gente sabe da dificuldade, mas vai em busca dos três pontos", disse.

 

Com a expectativa de um jogo difícil, o camisa 29 lembrou da partida do dia 3 de outubro, em que o Esquadrão de Aço foi derrotado por 2 a 1 no tempo normal, mas conseguiu a classificação na disputa de pênaltis.

 

"Jogo difícil. A gente fala que é um jogo de seis pontos. Ontem eles empataram e ficaram a um ponto da gente. É um concorrente direto. A gente jogou há pouco tempo por um outro campeonato e acabou perdendo nos 90 minutos. Mas a gente sabe que os dois gols que tomou foram por falha nossa", analisou.

 

Conhecido pela descontraída dancinha, Vinícius inovou com um novo passo no final de semana ao se destacar com dois gols diante do Paraná. Não deve parar por aí. Segundo ele, há um pedido especial na família por novas coreografias.

 

"Não vou mentir que na família, nos churrascos de fim de semana, meu pai sempre soltava uma dancinha. Ainda não fiz a dele, mas ele já me cobrou. A dancinha é coisa do momento. É do momento. Nilton, nosso DJ, sempre solta o som, e a gente vai fazendo a dancinha", brincou.

 

Com 34 pontos conquistados, o Bahia está na 13ª posição da competição nacional.
 

Histórico de Conteúdo