Segunda, 15 de Outubro de 2018 - 11:00

Jerônimo Rodrigues

por Lucas Arraz / João Brandão

Jerônimo Rodrigues
Apesar de uma vitória contudente, o cooordenador da campanha do governador Rui Costa (PT) à reeleição, Jerônimo Rodrigues, revelou que alguns momentos repensou a estratégia após pesquisas demonstrarem que o postulante ao Senado do grupo governista Angelo Coronel (PSD) estava atrás de Irmão Lázaro (PSC) na disputa pelo Senado. "As pesquisas influenciam bastante. A gente se preocupou. [...] A própria estratégia de pesar um pouco mais o diálogo de Wagner, colocando que não valeria a pena eleger só um, e só valeria a pena se fosse dois. O próprio discurso de Rui de que o Senado é uma casa que representa o Estado, então por tanto não era lugar de oposição ao governador. Isso fez com que a gente pesasse um pouco mais, tanto no marketing como nas presenças físicas que a gente fez na campanha", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. O ex-secretário de Desenvolvimento Rural disse que agora nesse segundo turno, entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), vai trabalhar para tentar pegar votos baianos de Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (PV) e até de Alckmin (PSDB).  "São votos que naturalmente não tendem a ir para Bolso... 17. Não é fácil resgatar esses votos. Até porque o antipetismo referenda muito que eles neutralizem ou fiquem como se levam as mãos de Pilatos", contou

Leia mais

Segunda, 08 de Outubro de 2018 - 11:00

José Rocha Rotondano

por Cláudia Cardozo / Rebeca Menezes

José Rocha Rotondano
A eleição de 2018 foi a primeira com o uso da biometria. Para além do resultado das urnas, o que mais se ouviu foram reclamações de filas e da demora nas votações. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Edvaldo Rotondano afirmou que o problema já era previsto e lembrou que foi pedido a população que observasse essa situação “por causa da segurança nas nossas eleições, da transparência e da impossibilidade de uma pessoa votar pela outra”. Ainda na entrevista, o presidente do Regional Eleitoral, afirmou que “as transformações que nós desejamos estão nas nossas mãos”, a partir do exercício da cidadania pelo voto. Também avaliou que o “momento é exatamente de reconstrução e de reflexão” e manifestou que seu desejo, como cidadão, é de que o “o país possa se reeguer e que nós possamos nos unir mais”. “Nós precisamos unir forças em torno de um país melhor, de uma gente mais qualificada, de um povo mais bem tratado, de uma sociedade mais justa e humana, com projetos voltados para as comunidades. Porque nós somos os destinatários dos serviços prestados pelo Estado e um gestor deve observar muito profundamente os interesses da coletividade”, declarou Rotondano. O desembargador ainda destacou que o voto foi disputado “um a um” e que é assim que tem que ser. “A Democracia se faz assim, demonstrando a sua vontade, escolhendo quem estará à frente do seu país, do seu estado, os legisladores. E espero que as pessoas continuem firmes nos seus pensamentos, na sua forma de pensar, mas procurem ser mais cuidadosas na hora de votar. Que votem em pessoas comprometidas com seu país, com seu estado. É isso que nós queremos”.

Leia mais

Segunda, 01 de Outubro de 2018 - 11:00

Orlando Andrade

por João Brandão / Guilherme Ferreira

Orlando Andrade
O candidato ao governo da Bahia pelo PCO, Orlando Andrade, avalia que o maior problema do estado é a não politização da população. Ele indicou que, caso saia vencedor nas urnas, vai buscar atrair as pessoas para a discussão política, e culpou a "eleição burguesa" pela sua pouca visibilidade diante do eleitorado. "Vivenciamos um cerceamento do direito democrático no Brasil e esse cerceamento é exatamente para afastar a população das decisões e das discussões que devem ser feitas, tanto no Brasil como na Bahia", comentou Andrade em entrevista ao Bahia Notícias. Ele ressaltou que dentro do próprio PCO as decisões são tomadas em conjunto e com a participação dos militantes. Natural de Feira de Santana, onde foi candidato a vice-prefeito em 2016, Andrade também comentou o fato de, em Salvador, ter aparecido com mais intenções de voto que Zé Ronaldo, ex-prefeito de Feira de Santana. "É uma demonstração também que a população entende a necessidade de fazer mudança", avaliou. Ao Bahia Notícias, o candidato do PCO ao governo também criticou o formato atual da eleição ao falar sobre a propaganda eleitoral na televisão."A caracterização da eleição burguesa é que o Partido da Causa Operária só tem sete segundos. Em sete segundos não dá nem pra falar o nome praticamente", reclamou.

Leia mais

Sexta, 28 de Setembro de 2018 - 11:00

Kátia Abreu

por Bruno Luiz

Kátia Abreu
Candidata a vice de Ciro Gomes para a Presidência da República, a senadora Kátia Abreu (PDT) trouxe uma novidade para os baianos na sua vinda a Salvador, que ocorreu nesta quinta-feira (27). Em entrevista ao Bahia Notícias, ela afirmou que Ciro se compromete a, caso eleito presidente, investir na ampliação do metrô Salvador-Lauro de Freitas. Segundo ela, o objetivo é levar o modal, que atualmente vai até o Aeroporto Internacional de Salvador, para mais áreas da cidade da Região Metropolitana. “Ciro sabe da importância da extensão do metrô em Salvador. Há o anseio de ampliar isso até Lauro de Freitas. Já tem o projeto, já está desenhado e precisa de recursos”, afirmou. Figura polêmica por suas posturas no Congresso a favor dos produtores rurais e acusada de contribuir para o aumento do desmatamento no Brasil e para precarização das condições do trabalhador do campo, ela defendeu que a divulgação da lista do trabalho escravo é uma condenação prévia. 

Leia mais

Segunda, 24 de Setembro de 2018 - 11:00

Célia Sacramento

por Bruno Luiz / Lucas Arraz

Célia Sacramento
Você pode conhecer Célia Sacramento como a vice-prefeita do PV que, após o primeiro mandato de ACM Neto (DEM) na gestão de Salvador, foi descartada da chapa de reeleição. Você também pode lembrar da Célia Sacramento que, pelo PPL, perdeu as eleições municipais de 2016 com menos de 0,3% dos votos da capital baiana. Para a Célia Sacramento de 2018, candidata ao governo da Bahia pela Rede, nenhuma desses momentos, entretanto, são lembrados como derrotas ou frustrações.  “Ledo engano quem pensa isso. Sou uma mulher negra vindo da pobreza que estudou na Universidade Federal da Bahia (Ufba) e na Universidade de São Paulo (USP). Sou contadora e advogada. De tudo que eu participo, nada é frustrado. Para nós negros, nesse Brasil racista que sempre nos exclui de tudo, participar de um processo como esse [disputar eleições] é sempre um sucesso total. Eu sou candidata para mostrar ao Estado que nós negros podemos sim. ”, descreveu Célia.

Leia mais

Segunda, 17 de Setembro de 2018 - 11:00

Marcos Mendes

por Ailma Teixeira

Marcos Mendes
Enquanto outros candidatos ao governo do Estado falam em aumentar o efetivo da Polícia Militar como forma de combate aos índices de violência registrados na Bahia, Marcos Mendes (PSOL) tem a desmilitarização como um dos destaques do seu plano de governo. Para ele, a solução passa pela valorização dos policiais com um plano de carreira, mas também por investimentos "pesados" em educação pública de qualidade, saúde pública de qualidade e políticas sociais. “A falta de políticas sociais do governo faz com que eles fiquem com a carga pesada de tudo que vem acontecendo de mal nos Estados e no país como um todo. Acho que isso não é justo com os policiais e com os profissionais da área de segurança pública”, defende o candidato, que diz representar o novo partido contra a velha política. Essa é a terceira vez que Marcos Mendes disputa uma eleição ao governo da Bahia. Como o Partido Socialismo e Liberdade contesta o posicionamento de grandes legendas, a sigla se juntou apenas ao PCB, UP e movimentos populares para as eleições deste ano. A candidata a vice na chapa de Mendes, ou co-governadora como eles chamam, é Dona Mira, líder do Movimento Sem Teto da Bahia (MTSB) e também filiada ao PSOL.

Leia mais

Segunda, 10 de Setembro de 2018 - 11:00

João Santana

por Bruno Luiz / Jade Coelho

João Santana
O candidato ao governo do estado João Santana (MDB) afirmou veementemente não tolerar corrupção. Ele, que se intitula trabalhador e honesto, garantiu que no seu governo jamais nomearia réus em investigações sobre corrupção. Amigo pessoal dos irmãos Vieira Lima, Santana não soube responder se acredita na inocência de Geddel e Lúcio no caso do bunker com R$ 51 milhões atribuído à família. Ainda em relação aos Vieira Lima, o presidente do MDB na Bahia afirmou que não costuma duvidar nem questionar colegas de partido: “Quem é o companheiro de partido que vai duvidar do outro ou achar que o outro está produzindo alguma coisa? Que é isso? Nós todos somos homens de boa fé, estamos trabalhando, fazendo as coisas todas, admitindo que está tudo bem.  Agora se as pessoas fossem trabalhar assim antes de se fazer um partido se partia o partido tá certo? Qual é a nossa profissão no caso? Somos militantes partidários e não investigadores da vida alheia”, assegurou.

Leia mais

Segunda, 03 de Setembro de 2018 - 11:00

José Ronaldo

por João Brandão

José Ronaldo
Após atacar o atual governador da Bahia e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), dizendo que o petista não construiu uma escola na Bahia durante seu governo, o postulante ao Palácio de Ondina pelo DEM, José Ronaldo de Carvalho, voltou atrás após a Secretaria Estadual de Educação (SEC) informar ao Bahia Notícias que a administração estadual inaugurou 30 unidades escolares e disse que acusação era apenas uma forma de "chamar ele para o debate sobre isso, para ele cair na realidade".

Leia mais

Segunda, 27 de Agosto de 2018 - 11:00

Rui Costa

Rui Costa
O governador Rui Costa (PT) foi convidado, juntamente com outros candidatos ao governo da Bahia, para participar da série de entrevistas com os candidatos ao Palácio de Ondina em 2018. A conversa com o petista deveria acontecer na última semana e a publicação aconteceria nesta segunda-feira (27), conforme ordem de sorteio feita ao vivo no Facebook e disponível para os leitores. Porém Rui optou por não participar da rodada de perguntas feita pela equipe do Bahia Notícias. No entanto, para manter a isonomia do processo, o espaço da entrevista ficará disponível na página inicial do site, juntamente com as perguntas que deveriam ter sido respondidas pelo candidato. Em respeito a todos os leitores e participantes das eleições, esperamos que as perguntas sejam respondidas ao longo da campanha, evitando que eleitores fiquem pouco informados sobre as ideias e projetos defendidos pelo candidato à reeleição em 2018. Confira as perguntas!

Leia mais

Segunda, 20 de Agosto de 2018 - 11:00

João Henrique

por Lucas Arraz

João Henrique
Candidato com a maior taxa de rejeição entre os nomes que disputam o governo do estado neste ano, João Henrique (PRTB) quer usar os 60 dias de campanha para tentar convencer o eleitor de que não foi um gestor ruim durante os oito anos que passou na prefeitura de Salvador. “Existe uma imagem minha na imprensa que não corresponde a pessoa que eu sou. Eu não me vejo nesse personagem de 'monstrossauro' que criaram”, comentou o candidato”. Apostando na aliança que seu partido, o PRTB, fez nacionalmente com o PSL de Jair Bolsonaro para alavancar sua candidatura, a hipótese de João Henrique é que a mídia tentar “grudar” imagens que não colam na sua testa. “Paul Joseph Goebbels, o assessor de Hitler, uma vez disse ‘minta, minta, minta e aquela mentira vira verdade'. É isso que alguns veículos da mídia tentam fazer hoje com Bolsonaro e tentaram fazer comigo nos últimos 16 anos”, explicou. Apesar da imagem negativa, ao Bahia Notícias, o candidato defendeu que possui experiência e herança política ganha do seu pai, o ex-governador João Durval, para vencer mais uma eleição. 

Leia mais

Histórico de Conteúdo