Segunda, 13 de Agosto de 2018 - 11:00

Sérgio Guanabara

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

Sérgio Guanabara
A discussão sobre o BRT em Salvador ficou em evidência recentemente em razão do início das obras na Avenida ACM. No entanto, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Sérgio Guanabara, acredita que esse debate poderia ter acontecido na época das audiências públicas que tinham como pauta a construção do modal. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele lembrou que essas audiências tiveram pouca participação popular. Ao Bahia Notícias, Guanabara também disse que o prefeito ACM Neto vai anunciar em breve novas ações do programa Salvador 360. O secretário preferiu ainda não adiantar sobre qual vai ser o foco delas. "Vem uma ação muito legal para a cidade, de grande impacto", despistou. "A cada dia a cidade nos impõe um desafio de fazer investimentos, de coisas novas. É nisso que a equipe do Salvador 360 fica pensando diuturnamente", disse. Quanto à parte econômica da cidade, Guanabara apontou que a requalificação de diversos pontos do Comércio e do Centro Histórico devem contribuir para a atração de investimentos privados para a região. Em relação aos incentivos fiscais, ele indicou que o segmento da construção civil pode receber benefícios em breve. "Estamos colocando uma lupa diferenciada nesse setor exatamente pela importância que ele tem na geração de emprego", declarou.

Leia mais

Segunda, 06 de Agosto de 2018 - 11:00

Rodrigo Hita

por Fernando Duarte / Lucas Arraz / Jade Coelho

Rodrigo Hita
A frente da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Rodrigo Hita defende a importância da Lei de Inovação e a desburocratização de liberação de recursos para investimento em pesquisa, tecnologia e inovação na Bahia. "Muita burocracia às vezes atrapalha, por exemplo, na inovação ela atrapalhava. Para fazer uma compra de uma coisa nova, na teoria nova e inovador, eu tinha que ter três orçamentos diferentes, então era impossível. Se é inovador então não tem três orçamentos", afirmou. Durante a conversa Hita defendeu também a criação de centros específicos de pesquisa e inovação em temas que possam beneficiar o Estado, a exemplo do semiárido. "A gente tem 75% do território semiárido, temos que ter um centro de pesquisa de semiárido, de convivência com a seca, tem que ter alternativas novas e inovadoras para isso, então a gente tem que gastar uma grana nisso, com pesquisa e inovação, criando estudo tecnológico do semiárido inclusive para tratar disso", garante.

Leia mais

Segunda, 30 de Julho de 2018 - 11:00

Vera Lúcia

por Lucas Arraz / Ailma Teixeira

Vera Lúcia
A candidata à Presidência da República pelo PSTU, Vera Lúcia Salgado, pretende fazer da sua campanha durante as eleições gerais do próximo mês de outubro um chamado à rebelião para a classe trabalhadora, capitaneada pela legenda. “O que falta é uma direção, e é exatamente isso que nós estamos querendo construir junto à classe trabalhadora. Uma direção que esteja desvinculada dos governos e dos patrões”, avaliou em entrevista ao Bahia Notícias. Durante a conversa, a militante sindical defendeu a expropriação de empresas e latifúndios, assim como a entrega da tutela dessas propriedades aos trabalhadores, como parte das medidas que adotará para combater a concentração de renda no Brasil, caso seja eleita. A pré-candidata também opinou a respeito do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, da política praticada pelo PT ao longo dos anos em que a legenda esteve no poder e afirmou que o PSTU orientaria seus correligionários a anular o voto em um eventual segundo turno disputado entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL).

Leia mais

Segunda, 23 de Julho de 2018 - 11:00

Marcus Cavalcanti

por João Brandão

Marcus Cavalcanti
O secretário de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti, afirmou que o sistema metropolitano vai ser desenhado para integrar com o metrô. Em entrevista ao Bahia Notícias, o chefe da pasta disse que, com as mudanças, a mobilidade de Salvador também será afetada. “Não vamos ter 15 empresas, vamos ter três bacias, e essas bacias vão trabalhar integradas entre elas. Então você vai poder sair de Madre de Deus e ir para Camaçari muito mais fácil do que hoje”, disse. Segundo ele, uma audiência pública vai ser realizada em agosto para debater o assunto. Cavalcanti ainda pontuou a meta de atingir a recuperação de cinco mil quilômetros de estrada até dezembro deste ano. “Hoje nós temos praticamente esse número já alcançado”, comemorou. À frente da Seinfra há quase quatro anos, ele disse só agora está colhendo os frutos agora, e desconversou sobre futuro. “A gente discute cada momento. Trabalho no serviço público há 30 e poucos anos. Já ocupei diversos cargos, mas no momento já estou dedicado a concluir esse trabalho na Secretaria de Infraestrutura. O futuro difícil eu não sei te dizer. Não sei se vou continuar no serviço público ou não”, contou.

Leia mais

Segunda, 16 de Julho de 2018 - 11:00

Gleisi Hoffmann

por João Brandão / Bruno Luiz

Gleisi Hoffmann
Além de se posicionar publicamente, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, reivindicou para a Executiva Estadual da sigla a participação da senadora Lídice da Mata (PSB) na chapa do governador Rui Costa à reeleição. No entanto, apesar das discussões internas, seu desejo não foi atendido. No fim das contas, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD), acabou sendo o escolhido. Em entrevista ao Bahia Notícias, Gleisi falou sobre o assunto. “Nós fizemos a discussão. Eu me posicionei. Obviamente que escutei o partido aqui, os posicionamentos do governo. Esse é um fato já resolvido. Vamos seguir em frente, fazer a disputa eleitoral”, afirmou. Durante a conversa, a senadora também reafirmou, como de costume, a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República, mesmo que improvável. Criticou a guerra de liminares em torno da soltura do petista, afirmou que há um conluio do Judiciário contra e disse que Lula chegou até a arrumar as malas para sair da prisão. Mas acabou frustrado.

Leia mais

Segunda, 09 de Julho de 2018 - 11:00

Vladimir Aras

por Cláudia Cardozo / Lucas Arraz

Vladimir Aras
Para o procurador regional da República Vladimir Aras, a restrição do foro privilegiado aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foi apenas o começo de uma transformação na cultura política do Brasil: “Ninguém deve imaginar que está protegido em lugar algum”.  O membro do Ministério Público Federal conversou com o Bahia Notícias e defendeu a mudança sobre a restrição aprovada no STF e que agora pode ser ampliada com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 333 no Congresso. “Em qualquer democracia é importante que as autoridades respondam como cidadãos comuns. Não deve haver foro especial, senão para grupo muito restrito de pessoas”. O grupo, na opinião do procurador, deveria ser composto pelo presidente da República, o vice-presidente, o Presidente da Câmara, o presidente do Senado, do STF e o Procurador-Geral da República. “Seis pessoas em âmbito federal”, completou.  Entre os benefícios da restrição, segundo Aras, estão o fim do fenômeno explicitado por ele como “ioiô processual”, em que determinado caso sobe e desce de grau até a prescrição. “A decisão do Supremo ainda gera dúvida, a do Superior Tribunal de Justiça gera dúvida, como também as decisões dos Tribunais de Justiça geram dúvidas. Esse momento de dúvidas pode ser aproveitado para que se continue o ping-pong entre um juiz e outro para saber qual é o competente. É melhor que acabe o foro para todos em qualquer caso, seja no exercício do cargo ou fora dele”, argumentou.  Aras trabalha com uma matemática simples: “Só temos 11 ministros no Supremo para um país inteiro enquanto temos milhares de juízes de primeiro grau no Brasil. O STF não é uma corte preparada para o tipo de processo que hoje enfrenta”, falou. A descida de processos para o primeiro grau, porém, levanta o medo de que as relações de gestores municipais com juízes locais atrapalhem os processos. “O Judiciário é um poder independente e que tem, nos seus juízes, autoridades que podem decidir com liberdade e autonomia, sem vínculo com posições políticas e partidárias. Os juízes federais de primeira instância do Rio de Janeiro e Curitiba, por exemplo, têm decidido questões com grandes graus de autonomia”, rebateu o procurador ao dizer que acredita que esse tipo de influência não deve acontecer na Bahia.

Leia mais

Terça, 03 de Julho de 2018 - 11:00

Ciro Gomes

por Bruno Luiz

Ciro Gomes
Com uma bota ortopédica, o pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, recebeu o Bahia Notícias para uma entrevista exclusiva nesta segunda-feira (2), logo após sua passagem-relâmpago pelo tradicional desfile em comemoração à Independência da Bahia, em Salvador. Com dificuldades para descer as escadas do apartamento onde ficou hospedado, no Corredor da Vitória, o pedetista veio ao encontro da reportagem para uma conversa que durou 41 minutos. O presidenciável respondeu tudo com serenidade e sem exaltações. No entanto, não deixou de lado a também conhecida incontinência verbal, que, segundo levantamento do jornal O Globo, tornou-o alvo de quase cem processos movidos por aqueles atingidos pela sua metralhadora de "amabilidades". Atacou um dos principais adversários na disputa pela Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL). "A nossa sorte é que o Bolsonaro é uma pessoa muito despreparada. Ele é uma caricatura, um personagem, que nem consegue interpretar com qualidade esse pensamento fascistoide que temos visto por aí", criticou. Clique aqui e leia a entrevista completa!

Leia mais

Segunda, 02 de Julho de 2018 - 11:00

Lídice da Mata

por Fernando Duarte / Lucas Arraz

Lídice da Mata
Fora da chapa majoritária de Rui Costa, Lídice da Mata conversou com exclusividade com o Bahia Notícias sobre o processo que se arrastou por meses e culminou na exclusão do seu nome para concorrer a reeleição ao Senado ao lado do governador. “O que muita gente pensa se tratar de uma birra em continuar na condição de senadora, não é uma birra minha. Há uma mobilização de segmentos em torno da luta da esquerda no estado que resistem a minha exclusão”, declarou. Sobre o processo, Lídice criticou a decisão de Rui de tirar uma mulher da chapa no contexto político atual. A presidente do PSB disse ainda que não entendeu bem o como o processo que desencadeou a troca do seu nome pelo de Angelo Coronel aconteceu, mas que a escolha de Rui vai de encontro com o contexto político atual. “Depois do impeachment de Dilma, tivemos um ano de manifestações de milhares de mulheres na ruas contra o governo Trump. Na Espanha, contra o governo que acabou caindo, o governo socialista assumiu com 70% do seu ministério composto por mulheres. Nesse contexto é que se tirou uma mulher da chapa na Bahia”, declarou. A senadora ainda questiona se a escolha de um nome “mais fraco” nas pesquisas que o dela nas pesquisas foi correta: “Claro que as pesquisas mostram o cenário em um determinado momento, mas tudo parte do princípio que não teria porque ser escolhida a condição menos favorável, que é de um candidato que tem 3% e que, além de tudo, é um homem tirando uma vaga de uma mulher”. O futuro político de Lídice é incerto, porém ela adiantou ao BN detalhes sobre as discussões que já começaram dentro da legenda: “O PSB já começou a discussão, no entanto não chegamos a uma decisão. Não está sendo fácil e as pessoas precisam entender”.

Leia mais

Segunda, 25 de Junho de 2018 - 11:00

Davidson Magalhães

por Júlia Vigné / Ailma Teixeira

Davidson Magalhães
Esquecidos no processo de escolha das posições titulares da chapa do governador Rui Costa (PT), o PCdoB não esconde a insatisfação com a condução do processo feita pelo gestor petista. O partido comunista, que pleiteava uma candidatura ao Senado na majoritária da situação, pode acabar com a suplência do segundo candidato ao posto, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD). Presidente do PCdoB no Estado, o deputado federal Davidson Magalhães ressalta que a sigla foi uma das primeiras a apoiar o projeto dessa gestão para cobrar mais espaço nos debates internos. “Nós temos interesse nesse processo e precisamos ser ouvidos da mesma forma que os outros partidos porque nós não podemos ser considerados apenas na crise, porque na crise nós somos partido de primeira, aí no momento de definição das questões, nós também precisamos ser um partido de primeira, de discussão, de estar ao lado nesse processo de decisão”, argumenta Magalhães. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele conta que, ao avaliar o saldo já garantido por outras legendas da base aliada, eles perceberam que o apoio ao projeto eleitoral do PCdoB em 2018 “ainda é insuficiente”. Os planos da sigla incluem a eleição de quatro deputados estaduais e pelo menos três federais.

Leia mais

Segunda, 18 de Junho de 2018 - 11:00

Benito Gama

por Fernando Duarte / Júlia Vigné

Benito Gama
O deputado federal e presidente do PTB na Bahia, Benito Gama, avalia que a sigla perdeu espaço na Assembleia Legislativa na Bahia (AL-BA) nos últimos 15 anos por não fazer pré-campanha para deputado estadual. "Não ter representação na Assembleia é um grande espaço que nós perdemos nos últimos quinze anos, e que pretendemos recuperar agora", avaliou. Apesar de contar com Benito como representante baiano no Congresso Nacional, o PTB não possui representantes na AL-BA. Taissa Gama, ex-secretária municipal e filha de Benito, apesar de ser cotada para a vaga de vice na chapa de José Ronaldo (DEM), é pré-candidata a deputada estadual e busca a cadeira no legislativo estadual. Para Benito, a eleição ao Palácio de Ondina será um “Ba-Vi”. “Essa eleição aqui na Bahia vai ser um Ba-Vi, com um cenário que já havia sido definido previamente, mas o resultado da eleição ainda não está definida, eu já vi muita gente ganhar eleição perdida e perder eleição ganha”, avaliou.

Leia mais

Histórico de Conteúdo