Bolsonaro confirma que não vai assinar Prêmio Camões de Chico: 'não quero deixá-lo triste'
Fotos: Valter Campanato/Agência Brasil e Ricardo Stuckert / Divulgação

Após muitas declarações controversas, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) confirmou, neste sábado (12), que não pretende assinar o Prêmio Camões concedido por Portugal e Brasil ao cantor, compositor e escritor Chico Buarque.


De acordo com informações da Folha de S. Paulo, Bolsonaro fez as afirmações no estádio do Pacaembu, durante o jogo entre Palmeiras e Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. "Ele já falou que a minha não assinatura é prêmio, então ele está premiado duas vezes", disse o presidente aos jornalistas presentes no local, em referência à recente declaração de Chico diante da resistência de Bolsonaro a assinar o prêmio (clique aqui e saiba mais).


Segundo a Folha, ao ser questionado se não assinaria de forma alguma, Bolsonaro destacou que o músico considerou sua não assinatura como um novo prêmio e completou: “não quero deixá-lo triste assinando agora".

Histórico de Conteúdo