Sábado, 25 de Janeiro de 2020 - 05:01

Negativa de autoria

por Jorge Ramos

Negativa de autoria
Os irmãos Moreira - Foto Evandro Veiga - Correio24horas

 

ATA DA REUNIAO DE 20 DE AGOSTO DE 1996 

 

 

Na véspera, segunda-feira (19), este escriba passara no Moreira e deixara com Chico a garrafa de whisky destinada ao consumo do dia seguinte. Tal medida acautelatória evitaria que um eventual atraso significasse prejuízo no abastecirnento. Na terça-feira, de fato, quando adentrei o recinto já encontrei a garrafa devidamente aberta e com o conteúdo num nivel consideravelmente baixo. Dado a circunstância de naquela noite Navarro nao estar bebendo alcool e Biaggio nunca beber whisky, foram, portanto, Formigli, Victor e Jadson os responsaveis diretos pelo consumo até então.

Navarro inclusive anunciou uma nova dieta que estava adotando naquela semana, a qual consistia no consumo apenas de proteínas por sete dias. Recusou o cardapio usual e pediu uma porção de presunto magro fatiado e agua mineral. Chico foi providenciar em estabelecimentos vizinhos, enquanto a mesa dissertava sobre os prós e contras dessas dietas, não havendo se configurado propriamente urna polêmica porque houve unaninidade na avaliação de que o "Don Juan das Alagoas" necessitava mesmo perder algum peso, sob pena (epa!) de ter cassado o direito de andar pelas praias de Maceió.

Questionado sobre o paradeiro de sua musa, Jadson reafirmou que a dita continuava participando da correição na Vara de Itabuna e os dois só se avistavam de 15 em 15 dias. Biaggio relatou encontro recente com o causídico Rodrigues de Miranda, o qual revelou-se pessimista quanto ao desfecho do processo que este escriba responde por atropelo. Segundo o relato, não haveria chances de ganhar a causa e a estratégia seria mesmo tentar minimizar o prejuízo. Preocupados com o meu bem estar, os companheiros de prato e copo aventaram uma solução definitiva para o caso, a qual consistiria na pura e simples eliminação fisica do suplicante, a qual obviamente não foi considerada por não ser possível

do ponto de vista moral, ético, e ou prático, dado a completa inaptidão de qualquer um dos circunstantes para o cometimento de delitos, seja de porte grande ou mesmo miúdo. A não ser Navarro, que sempre erra na hora de somar e dividir as contas, mas isso não pode sequer ser considerado tentativa porque ele acaba sempre descoberto e não tem o direito a usar a prerrogativa da "Negativa de Autoria", que o causídico deste escriba tentou no processo do atropelamento.

 

 Enquanto Navarro prosseguia no presunto com água mineral, Beleu passou junto à mesa cumprimentando a todos, vindo do interior do bar. Ele já tinha sido visto e devidamente ignorado por todos, inclusive por Oldemar Victor, que evitara, por duas vezes, ir ao banheiro urinar para não ter que passar junto a ele. Na rápida passagem, Beleu comunicou que estava presente no Moreira na véspera, quando "vieram trazer o whisky". Este escriba se apresentou como apessoa que trouxera a bebida e ainda tentou sacanear e entabular um papo com Beleu, sob o olhar furibundo de Navarro. Não cheguei ao extremo de convidá-lo  para sentar, mas o próprio Beleuque não quiz esticar o colóquio, embora varresse a mesa com o olhar e perguntasse por Paolo. Depois foi embora, sem deixar saudades, enquanto Victor, aliviado,· foia esvaziar a bexiga.

Chico veio para junto da mesa e começou a falar da viagem do irmão Antonio às terras do "Porto Cale" a antiga denominação da terrinha, pa. E contou a piadinha do português que estava a procura de alguém para colocar um olho mágico numa porta de vidro. Outras piadas foram contadas, todas do mesmo quilate dessa de Chico, o que quer dizer que não merecem ser ser consideradas.

Este escriba comunicou a impossibilidade de Paolo comparecer naquela noite à reunião da Confraria e relatou que na anterior houve uma ·esticada na casa dele, com a presença "deste locutor que vos fala" e de Victor. E que, malgrado todos os pedidos em contrário, Paolo trouxe Luíza, que já estava recolhida, para vir fazer sala aquela hora tardia. Foi quando Pedro Formigli associou o não comparecimento de Paolo à atual reunião a este fato, afirmando com convicão: foi represália de Luíza.

 

 

Histórico de Conteúdo