MasterChef Brasil retoma produção com novos protocolos de segurança
Foto: Divulgação

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Masterchef Brasil iniciou a fase de pré-produção de sua nova temporada, com adaptações. Após avaliar o cenário atual e as possibilidades, Band e a Endemol Shine Brasil decidiram começar a gravar no fim de junho, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Governo do Estado de São Paulo.

 

Dentre os protocolos adotados para retomar a produção do reality gastronômico estão a aferição da temperatura dos colaboradores diariamente; restrição de pessoas dentro do estúdio; estação de higienização exigida para entrar no estúdio; distanciamento entre funcionários e elenco; uso obrigatório de máscaras e higienização ostensiva nos locais de trabalho.

 

O programa escalou ainda uma equipe exclusiva que fica responsável pelo acompanhamento e cumprimento dos protocolos, assim como da troca de máscaras a cada duas horas.

Única atração brasileira, Pabllo é confirmada no Primavera Sound 2021, em Barcelona
Foto: Divulgação

Única atração brasileira na grade do festival, a cantora Pabllo Vittar teve sua participação confirmada no Primavera Sound, que acontece entre os dias 2 e 6 de junho de 2021, em Barcelona, na Espanha.


Para o evento, Pabllo levará ao público o show de seu último disco, “111”, gravado em três idiomas. A data da apresentação, no entanto, ainda não foi divulgada.
 

Filme brasileiro, 'A Vida Invisível' vence Festival Internacional de Cinema do Panamá
Foto: Divulgação

Dirigido pelo brasileiro Karim Aïnouz, o longa-metragem “A Vida Invisível” venceu o 9º Festival Internacional de Cinema do Panamá, realizado de 22 a 26 de maio, este ano de forma virtual, por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

Produção realizada em cooperação entre Brasil e Alemanha, o filme foi o mais votado pelo público, que pôde acompanhar a exibição por meio de uma plataforma online, denominada Cine Es Vida En Casa. 

Quinta, 28 de Maio de 2020 - 09:50

Pai do DJ Avicii diz que fundação em nome do filho salva jovens do suicídio

por Folhapress

Pai do DJ Avicii diz que fundação em nome do filho salva jovens do suicídio
Foto: Divulgação

Desde que o DJ sueco Avicii morreu, em 2018, que o pai dele, Klas Bergling, tem ajudado a recuperar o interesse de jovens em todo o mundo pela vida. Isso é possível graças a uma fundação que leva o verdadeiro nome do músico, Tim Bergling.

Em entrevista à Billboard, o pai comentou sobre como a instituição tem atuado na busca por diminuir os suicídios. "Confiamos muito nas organizações com as quais trabalhamos. Eles têm especialistas que nos guiam. Nosso foco aqui é ajudar duas organizações a criar uma linha de apoio 24h por dia, 365 dias por ano, porque ela não existe aqui na Suécia", afirma.

Segundo ele, já há registros de boas atuações. "Recebemos cartas de fãs dizendo: 'Tim salvou minha vida'. Eu realmente espero que as linhas de apoio possam parar os suicídios e ajudar a pensar melhor nas pessoas que estão pensando em se suicidar."

Outro trabalho realizado pela fundação é fazer parcerias com organizações para ministrar palestras nas escolas sobre os malefícios do uso de drogas e álcool.

"Eu visitei algumas dessas palestras e elas ficam muito envolvidas. A resposta de todos os jovens foi tremenda. Estamos tentando ajudá-los a aumentar a escala para encontrar mais jovens nas escolas", disse Klas.

O DJ Avicii foi encontrado morto em abril de 2018 em Mascate, no Omã, aos 28 anos. Ele fez parte da onda de DJs e produtores como David Guetta e Calvin Harris, que protagonizaram a cena eletrônica, ganhando hits internacionais, fama e prêmios antes geralmente atribuídos às típicas estrelas pop.

Quinta, 28 de Maio de 2020 - 09:00

Giro: Denguinho

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Denguinho
Lena Lebram | Foto: Divulgação

Enquanto o Dia dos Namorados não chega, Lena Lebram aceitou o convite do Restaurante Casa de Tereza, feito pela chef Tereza Paim. Lena, dona de um bom gosto musical invejável, assinará a play list especialmente para a data, repleto de canções românticas, através do Spotify. Os casais de namorados que pedirem o 'Menu Denguinho' do Casa de Tereza, receberão um QR Code, com a trilha sonora para poder deixar a data em clima de 'o amor está no ar'. Os pedidos do menu podem ser feitos através do número 71. 99170-6475.

Após minimizar gravidade da Covid-19, Pedro Almeida renuncia à curadoria do Prêmio Jabuti
Foto: Reprodução / Youtube

Depois de ser duramente criticado por publicar em suas redes sociais um texto no qual minimizava a gravidade do novo coronavírus, o professor Pedro Almeida renunciou à curadoria do Prêmio Jabuti, nesta quarta-feira (27).

 

De acordo com informações do jornal O globo, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), responsável pelo prêmio, confirmou ter recebido e acatado a carta de renûncia enviada por ele. Em nota, a entidade agradeceu a Pedro pela contribuição na última edição do Jabuti, "em uma atuação reconhecida por todos".

 

"A entidade seguirá trabalhando para levar melhores serviços aos associados, enfrentando de forma responsável os enormes desafios que nossa sociedade ainda tem adiante e reafirmando seu compromisso permanente com a defesa dos princípios democráticos e valorização do livro e leitura", acrescentou, no comunicado.

 

A situação ficou insustentável para Pedro Almeida após a postagem contrária ao isolamento social, na qual afirmava que os brasileiros estavam sendo “enganados” sobre os casos de morte pelo novo coronavírus. Um dia depois, mais de 100 pessoas no meio literário e jornalistas assinaram um manifesto repudiando as declarações e pedindo a saída do ex-curador do Jabuti (clique aqui e saiba mais).

 

Nesta segunda-feira (25) ele tentou contornar a situação, através de outra publicação: "Fiz um post com dados incorretos; errei por acreditar que eram corretos. Assim que amigos me avisaram disso, apaguei o post. Não desejava colocar inverdades e, como jornalista, sempre confiro antes de divulgar. Mas apostei na fonte".

Caio Castro apresenta tributo a Chorão neste sábado no Youtube com convidados e doações

Com o objetivo de homenagear Chorão, que em 2020 completaria 50 anos, o ator Caio Castro comandará um tributo ao cantor, neste sábado (30), a partir das 13h, no Youtube. Intitulada #TodosCantamCharlieBrown, a homenagem reunirá a banda Charlie Brown Jr e convidados especiais. Direto de suas casas, os participantes irão cantar e também falar sobre suas experiências com Chorão.

 

Além de homenagear o músico, o evento também tem o propósito de arrecadar doações para o Instituto Bob Burnquist e o Hospital do Câncer de Barretos. As doações poderão ser feitas via QR code a qualquer momento da live e serão intermediadas pelo PayPal, que não cobrará qualquer taxa.

Leitura virtual da obra 'Namíbia Não' celebrará o Dia Mundial da África
Foto: Divulgação

Com texto de Aldri Anunciação, o espetáculo “Namíbia Não” se transformará em leitura virtual para comemorar o Dia Mundial da África, na próxima sexta-feira (29). Com colaboração da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), o evento online vai acontecer a partir das 19 horas.

 

As transmissões vão acontecer no Youtube da produtora Melanina Acentuada (clique aqui), no Facebook da Sepromi (clique aqui), em lives nos perfis dos atores convidados e também através do Zoom, onde 100 pessoas serão selecionadas depois de enviarem um direct no perfil @boliveirando, no Instagram. 

 

A leitura contará com os atores e diretores da peça Aldri Anunciação e Fabrício Boliveira e também terá a participação dos Gideon Rosa, Márcia Limma e Thiago Almasy. Cada um fará as transmissões diretamente de suas casas, respeitando as medidas de prevenção ao novo coronavírus.

 

Encenado pela primeira vez em 2010, na Sala do Coro, do Teatro Castro Alves, “Namíbia Não” conta a história de dois primos que vivem em um apartamento e em meio às discussões sobre as relações humanas no Brasil, se protegem de uma Medida Provisória ambiciosa. 

 

SERVIÇO:
O QUE: Leitura virtual da obra “Namíbia Não”
QUANDO: 29 de maio, a partir das 19 horas
ONDE: 
- Facebook da Sepromi (clique aqui)
- YouTube - Melanina Acentuada (clique aqui)
- Instagram dos atores - Aldri Anunciação, Fabrício Boliveira, Gideon Rosa, Márcia Limma e Thiago Almasy. 

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 19:00

Giro: UZA lança a campanha Amor Certeiro para o dia dos namorados

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: UZA lança a campanha Amor Certeiro para o dia dos namorados
Lorena Rocha | Foto: Will Recarey

Acertar em cheio no presente e agradar a amada é tudo o que um homem apaixonado deseja. E sabendo que ele também será presenteado na compra é mais um motivo para deixá-lo satisfeito. E na UZA do Salvador Shopping é assim. Comprando uma sandália, ele ganha duas cervejas artesanais Baden Baden, marca inspirada nas cervejas inglesas de tradição e renome, conhecida pelo seu sabor inconfundível e por sua história em meio às cervejas especiais brasileiras. “O Dia dos Namorados é mais uma data especial a ser comemorada. O amor e o respeito ao próximo devem ser valorizados sempre. Nas simples atitudes do dia-a-dia a um belo e carinhoso presente. E nós preparamos uma coleção muito especial para não faltar as mais lindas opções”, revela Lorena Rocha, proprietária da UZA Salvador.

 

Além de também presentear os amados com duas saborosas cervejas artesanais, o Dia dos Namorados UZA conta com o frete grátis, a partir de R$ 300, para qualquer bairro da capital baiana. E ainda tem a opção do drive thru no Salvador Shopping, sempre com horário marcado. Para conferir o catálogo completo e todas as novidades da grife de sapatos, é só entrar em contato pelo whatsapp (71) 99982-3145 ou no instagram @uza_salvador. (Por Cris Montenegro)

Entenda como funciona a Lei Aldir Blanc, de socorro aos artistas e espaços culturais
Foto: Ana Carolina Menezes / Reprodução

A Câmara Federal aprovou nesta terça (26) projeto que destina R$ 3 bilhões para o pagamento de renda mensal a trabalhadores da cultura, manutenção dos espaços artísticos e para ações que ajudem o setor a enfrentar a pandemia do novo coronavírus (relembre aqui).

O texto, como Lei Aldir Blanc, foi aprovado em votação simbólica. Agora, segue para o Senado, antes de ir para sanção ou veto presidencial. Na lista de profissionais que têm direito ao auxílio estão artistas, produtores, técnicos e trabalhadores que atuem na cadeia de produção do setor cultural.

Eles terão direito a uma renda emergencial de R$ 600 por três meses, valor retroativo a 1º de junho, caso o projeto seja sancionado após essa data.

Para ter direito ao auxílio emergencial, o trabalhador precisa comprovar atuação nas áreas artística e cultural nos últimos dois anos e deve ter tido, no ano de 2018, rendimentos tributáveis de até R$ 28.559,70.

O profissional não poderá ter emprego formal ativo e não pode ser titular de benefício previdenciário ou assistencial nem beneficiário do seguro-desemprego e de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família. Aqueles que já recebem o auxílio emergencial do governo pago a trabalhadores informais também não terão acesso a nova ajuda.

Espaços culturais e artísticos, micro e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais com atividades suspensas poderão receber o auxílio. Será preciso comprovar que consta em ao menos um dos cadastros públicos existentes (estadual, municipal, distrital ou de pontos de cultura).

A ajuda terá valor mínimo de R$ 3.000 e máximo de R$ 10 mil. O texto proíbe que o benefício seja concedido a espaços culturais vinculados à administração pública de qualquer esfera, assim como a fundações e institutos mantidos por grupos de empresas.

Todos os estados receberão uma fatia do auxílio, que será repassado também ao Distrito Federal e a municípios. No caso das cidades, elas terão prazo máximo de 60 dias, contados da descentralização, para a destinação dos recursos previstos.

Será exigida também uma contrapartida de espaços culturais, que ficam obrigados a garantir, após o reinício das atividades, a realização de atividades destinadas, prioritariamente, aos alunos de escolas públicas ou em espaços públicos de sua comunidade, de forma gratuita.

'Não é racista': Sérgio Camargo cria selo para pessoas 'execradas pela esquerda'
Foto: Reprodução / Twitter

Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, órgão ligado à Secretaria de Cultura do governo federal, publicou em seu perfil no Twitter, nesta quarta-feira (27), uma criação polêmica voltada para pessoas que são acusadas de cometer crimes de racismo. 

 

O selo “Palmares garante, não é racista” visa, segundo ele, “restaurar a reputação de pessoas que injusta e criminosamente foram tachadas de racistas em campanhas de difamação e de execração pública promovidas especialmente pela esquerda”. Com objetivo claro de “limpar a imagem pública das pessoas atingidas”. 

 

Esta é a segunda grande polêmica de Sérgio Camargo em menos de um mês, ligada diretamente às atividades exercidas pela Fundação Palmares. Em 13 de maio, data da Abolição da Escravatura, o portal do órgão foi alimentado com dois artigos sobre Zumbi dos Palmares que o descreviam como gay, figura da esquerda e ficcional (relembre aqui). 

 

Confira:
 

Membro da ABL desde 1999, escritor e jornalista Murilo Melo Filho morre aos 91 anos
Foto: ABL / Reprodução

Escritor, jornalista e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), Murilo Melo Filho faleceu nesta quarta-feira (27), aos 91 anos, no Rio de Janeiro. A causa da morte, de acordo com o G1, foi falência múltipla de órgãos. Ele integrava a instituição literária como sexto ocupante da cadeira nº 20 desde 1999, quando sucedeu Aurélio de Lyra Tavares. 

 

Natural de Natal, no Rio Grande do Norte, ele foi para o Rio de Janeiro aos 18 anos. Na capital carioca ele atuou como repórter de polícia e também como datilógrafo do Ministério da Marinha e IBGE. 

 

Entre outros trabalhos da carreira, Melo FIlho também integrou a Tribuna da Imprensa, Jornal do Commercio, Estado de S. Paulo, Manchete e TV Rio. Ele também se formou em Direito, pela Universidade do Rio de Janeiro, e atuou como advogado por sete anos. 

 

Segundo o Acadêmico Marco Lucchesi, Presidente da ABL, “Murilo Melo Filho foi um dos grandes jornalistas brasileiros da segunda metade do século XX. Acompanhou de perto a política nacional, a construção de Brasília e a guerra do Vietnã. Conheceu inúmeros chefes de Estado, a quem dedicou páginas antológicas, dos mais variados espectros políticos. Foi também um acadêmico exemplar, assíduo, com a disposição de emprestar seu talento aos mais diversos cargos e serviços na Academia”. 

 

Luchesi também afirmou que guarda a imagem de um “homem bom” de “alta sensibilidade humana, voltada sobretudo para os mais vulneráveis e desprovidos”. Para ele, a perda de Murilo Melo Filho é “um momento de tristeza”. 

Secult convoca instituições e trabalhadores para Cadastro Cultural da Bahia
Foto: Divulgação / Francisco Moreira

Com o objetivo de traçar um panorama dos agentes, espaços, grupos e instituições culturais dos 27 territórios de identidade baianos, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) abriu convocação para inclusão e atualização do Cadastro Cultural no Sistema de Informações e Indicadores em Cultura.

 

Além de facilitar a implementação da Lei de Emergência Cultural, que será votada em breve no Senado, a  iniciativa possibilitará a criação de indicadores sobre a cadeia produtiva da cultura no estado, contribuindo no planejamento, monitoramento e avaliação das políticas públicas. A medida ajuda ainda  na otimização dos mecanismos de fomento e no fortalecimento do processo de territorialização das ações culturais.
 


O cadastro deve ser feito online (clique aqui) e as dúvidas podem ser encaminhadas no e-mail: cadastrocultural2020@cultura.ba.gov.br ou ainda por telefone no número: (71) 99688-1460.

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 15:00

GastrôBahia: Marmitinhas Gourmet

por Cris Montenegro

GastrôBahia: Marmitinhas Gourmet
Foto: Marcelo Reis

Atento às necessidades da clientela, que teve, em grande parte, a renda impactada pela pandemia da Covid-19, o La Pasta Gialla atualizou seu menu de delivery. Agora, o restaurante italiano traz, além das opções dos pratos clássicos em versões individuais e para duas pessoas, um menu especial batizado de Marmitinha Gourmet, com entrada, prato principal e sobremesa a apenas R$ 39.

 

A entrada e a sobremesa são fixas: Fritadine Com Molho Pomodoro (fritadinhos recheados de calabresa) e Brigadeiro de Colher com Farofa Crocante. As duas opções podem ser pedidas separadamente, cada uma a R$ 6. O prato principal também pode ser solicitado individualmente, a apenas R$ 29. Entre as opções, está o Spaghetti Alla Puttanesca Tradizionale; Spaghetti Com Bacon, Brócolis, Tomate Marinado e Mozzarella de Búfala ao Azeite; Strozzapretti ao Molho Pomodoro Basilico com Mozzarella de Búfala e Azeitonas; Filé De Frango Grelhado com Ervas, Arroz com Cúrcuma e Legumes ao Azeite; e Polpetines de Carne Gratinados ao Pomodoro e Parmesão com Spaghetti ao Alho e Óleo.

 

"Assim como tivemos que nos adaptar à realidade atual, em que não podemos receber o cliente no nosso salão, buscamos adaptar o nosso menu ao poder de compra atual dos nossos frequentadores, que, de maneira geral, foi atingido pela pandemia", explica Marcelo Reis, sócio do chef Sergio Arno em Salvador. Os pedidos podem ser feitos pelo WhatsApp 71 98145 0075.

Illy faz live show de lançamento de novo disco com repertório de Elis nesta quarta
Foto: Divulgação

Respeitando o isolamento social, a cantora baiana Illy lança seu novo disco, "Te adorando pelo avesso", em um live show, nesta quarta-feira (27), a partir das 19h, com transmissão nos perfis da Casa Natura e Rádio CBN, no Instagram. 


As faixas do álbum são versões da artista baiana do repertório de Elis Regina, a exemplo de “Alô, alô, marciano”, “Trem azul”, “Como nossos pais” e “Fascinação”. "O título também é explicativo. É uma adoração às avessas. Buscamos fazer de modo contemporâneo e até mesmo futurista nossas versões deste repertório que é tão atual e extremamente necessário nos dias de hoje", revela a cantora.


Antes do show, Illy participa de um bate-papo com a repórter Tatiana Vasconcellos, apresentadora do Estúdio CBN.

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 14:00

Giro: Salvador Shopping inicia teste de plataforma digital de vendas

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Salvador Shopping inicia teste de plataforma digital de vendas
Foto: Saulo Kainuma

Comodidade, serviço, inovação e pioneirismo. Um dos mais modernos centros de compras do País, o Salvador Shopping avança e é o primeiro Shopping baiano a lançar uma plataforma digital de vendas: o Salvador Shopping Online. Agora, na etapa piloto, o projeto comercializa opções gastronômicas e chega com grande vantagem sobre os demais modelos: no mesmo pedido, o cliente pode comprar em restaurantes diferentes, além da logística ficar sob a responsabilidade do empreendimento.

 

Neste momento, a plataforma funciona no formato de soft opening com algumas operações como: Camarada Camarão, Spoleto, San Paolo Gelato, Self Burger, Bob's, Boali e Ridouro. Para quem compra, a navegação é contínua, similar a uma loja virtual. Apesar de iniciar com as operações de alimentação, depois, os demais segmentos serão incorporados. A  plataforma pode ser acessada através do link: www.salvadorshoppingonline.com.br.

 

Outro diferencial da ferramenta é que todo o serviço é realizado por "shoppers", profissionais do Salvador Shopping que proporcionam um atendimento totalmente humanizado, responsáveis por toda interação, desde a retirada na loja até a entrega na casa do cliente. Desta forma, o modelo garante a qualidade e gerenciamento deste atendimento. O Grupo JCPM desenvolveu a plataforma e iniciou com as vendas online no RioMar Recife, no final do ano passado. (Por Cris Montenegro)

Justin Bieber e Hailey querem processar cirurgião que indicou plásticas da modelo
Foto: Reprodução / Instagram

O casal Justin Bieber e Hailey Baldwin ameaça processar um cirurgião plástico de nome Daniel Barrett que elencou, por meio do aplicativo TikTok, uma série de procedimentos estéticos que teriam sido feitos pela modelo de 23 anos.

O cirurgião pegou fotos da modelo em idades diferentes. Nelas, apontava ao público procedimentos como mudança de nariz, preenchimentos de lábio e de queixo.

Bieber e Hailey querem que ele retire o vídeo do ar em até 24h para que o processo não dê prosseguimento. Representantes do casal disseram ao TMZ que o processo seria baseado em diversas violações presentes no vídeo, como "deturpação, difamação calúnia, falso pressuposto, violação dos direitos de publicidade e violação de direitos autorais".

O cirurgião também utilizou a letra da música "Sorry" de Bieber na legenda, o que irritou ainda mais o músico. O casal também pede uma retratação por causa do ocorrido.

Em entrevista ao TMZ, o cirurgião afirma que não vai apagar o vídeo e que a ameaça de processo é uma loucura.

O casal Justin Bieber e Hailey Bieber resolveu criar uma distração aos fãs nessa quarentena. Eles lançaram o seu próprio reality show no Facebook Watch. Nos vídeos, eles mostram um pouco de sua intimidade.

Desde o começo de maio está no ar "The Biebers on Watch". Além de gravar momentos dos dois em casa, os artistas ainda farão conversas e hangouts com amigos e familiares. Serão 12 episódios lançados às segunda, quartas e sextas, que ficarão disponíveis na página de Justin Bieber no Facebook.

Sesc promove debate com Lira Neto e Vladimir Sacchetta sobre memória e resistência 
Foto: Divulgação

Promovida pelo Sesc São Paulo, a série Ideias recebe o jornalista e escritor Lira Neto e o também jornalista, pesquisador e produtor cultural Vladimir Sacchetta para um debate, nesta quinta-feira (28), a partir das 16h, no Youtube.

 

A memória como ferramenta de resistência cultural e política frente à fragilização das instituições democráticas é o tema do encontro, que tem mediação de Danilo Santos de Miranda. Durante o debate, o público poderá observar reflexões desde a composição de mitologias políticas às tentativas de desconstrução de narrativas de movimentos e lutas populares. A partir daí, os participantes vão discutir a importância do discurso histórico para uma melhor compreensão do cenário atual.

Presidente de Fórum de Cultura alerta: sem apoio, atividades tradicionais podem morrer
Foto: Bahia Notícias

De fora do auxílio emergencial pago pelo governo federal aos trabalhadores mais vulneráveis, o setor cultural, que tem sido duramente prejudicado diante da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, teve uma vitória nesta terça-feira (26). 

 

A Câmara dos Deputados votou e aprovou a Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, que prevê o orçamento de R$ 3 bilhões com o objetivo de socorrer o setor (clique aqui e saiba mais). Para explicar detalhes da lei, que agora vai para votação no Senado, o Bahia Notícias realizou uma live com Úrsula Vidal, secretária de Cultura do Pará e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Cultura. 

 

Durante o bate-papo, Úrsula falou do trabalho intenso da relatora Jandira Feghali para costurar um consenso e aprovar a medida emergencial na Câmara, inclusive com apoio do líder do governo, e avaliou que no Senado será menos complicado votar pela implementação do PL 1075.  

 

A gestora comentou ainda a importância do auxílio, não só para a economia criativa, mas também para a manutenção do patrimônio cultural, expresso por atividades tradicionais, que sem o apoio do Estado podem desaparecer.

 

A presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Cultura sinalizou ainda que os cadastros realizados pelas prefeituras e governos estaduais poderão ajudar a mapear melhor o setor cultural - que envolve muita informalidade -, e a partir daí possibilitar a implementação de políticas mais eficazes. 

 

Confira o bate-papo completo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Site Bahia Notícias (@bahianoticias) em

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 10:50

Cinema drive-in ocupará Memorial da América Latina em SP durante pandemia

por Leonardo Sanchez | Folhapress

Cinema drive-in ocupará Memorial da América Latina em SP durante pandemia
Foto: Divulgação

O Memorial da América Latina, em São Paulo, vai voltar a um passado distante, anterior até mesmo à sua própria inauguração, ocorrida em 1989. A partir de junho, o centro cultural vai receber um drive-in, tipo de cinema popular principalmente entre as décadas de 1950 e 1970.

Idealizado pelo cinema de rua paulistano Petra Belas Artes, o Belas Artes Autorama Drive-in exibirá cerca de 35 filmes para motoristas e passageiros que estacionarem no pátio do complexo arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer.

Antes usada principalmente para shows e feiras, a área foi ressignificada para os tempos de coronavírus, em que aglomerações são absolutamente desaconselhadas e que cinemas precisaram fechar as portas.

A iniciativa segue tendência observada mundo afora e também em outras cidades do Brasil, como Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Diante da incerteza sobre a reabertura das salas de cinema durante a pandemia da Covid-19, diversos espaços foram transformados em drive-ins, considerados seguros já que seu público fica confinado dentro do próprio carro, tendo pouca ou nenhuma interação com o exterior.

"O drive-in veio como uma possibilidade de o Belas Artes existir durante a pandemia, atendendo às questões do isolamento", diz André Sturm, dono do Petra Belas Artes e da iniciativa. "Os cinemas estão fechados e não vão abrir tão cedo, provavelmente estarão na última leva de flexibilização -o que eu entendo que é necessário. Eu vi então que esse assunto [dos drive-ins] começou a pipocar e foi aí que procurei o Memorial."

Sturm agora negocia os últimos detalhes do projeto com o Governo do Estado de São Paulo, responsável pelo complexo, e com a Prefeitura de São Paulo. A expectativa é que, com o início da flexibilização do isolamento social, o drive-in possa iniciar suas sessões no dia 16 de junho.

As exibições acontecerão uma vez ao dia, na terça e na quarta, e duas vezes entre as quintas e os domingos. O drive-in está programado para ocupar o Memorial até o dia 31 de julho, mas Sturm ressalta que esse período é prorrogável e que, se depender dele, deve se esticar até o final do ano.

"O meu desejo é manter o projeto até o final do ano. O drive-in vai poder conviver com a volta dos cinemas tradicionais, até porque quando eles reabrirem haverá uma limitação de assentos ocupados", diz Sturm.

É ele próprio quem assina a curadoria do Belas Artes Autorama Drive-in, orientada por filmes considerados cults, com ampla base de fãs. A programação ainda está sendo finalizada, mas alguns dos títulos já foram definidos.

A abertura ficará com "Apocalypse Now", filme de Francis Ford Coppola sobre a Guerra do Vietnã premiado com a Palma de Ouro em 1979. Restaurada, a versão exibida tem cenas extras e quase uma hora a mais de duração em relação à original.

Também estão previstos quatro longas de Stanley Kubrick: "2001: Uma Odisséia no Espaço", "Laranja Mecânica", "O Iluminado" e "De Olhos Bem Fechados".

Outro cineasta prestigiado é Tim Burton, que será tema de uma das semanas da programação. Quatro de seus títulos serão projetados na mesma seção que abriga "O Abominável Dr. Phibes", filme de 1971 protagonizado por Vincent Price, ídolo de Burton.

"Batman Begins" e "Batman: O Cavaleiro das Trevas", ambos de Christopher Nolan, são os outros longas já selecionados. A promessa é que clássicos do terror apareçam na telona em sessões que acontecem já noite adentro.

Providenciada pelo Cine Autorama, projeto que já organizava sessões de cinema ao ar livre bem antes do início da pandemia, a tela terá 15 metros de largura. O som dos filmes poderá ser sintonizado por meio dos rádios dos carros.

Os ingressos serão vendidos online e custarão R$ 40 por motorista ou R$ 60 para um carro com até quatro pessoas. Pela internet também será possível comprar combos de pipoca e outras guloseimas tradicionais de cinema. O único contato dos visitantes com funcionários será justamente no momento de entrada no local, quando o ingresso será validado e os combos, retirados.

"A gente está propondo fazer o drive-in porque o governo paulista já entendeu que é importante haver alguma flexibilização da quarentena, um mínimo de retomada", afirma Sturm, que ressalta a preocupação do projeto com a saúde e segurança de seu público e dos funcionários.

"Não acho que vai prejudicar o isolamento, porque a pessoa vai sair de casa dentro do carro, vai abrir a janela por dois minutos e vai fechá-la de novo. É uma possibilidade de convivência mas ainda com isolamento, porque isso é fundamental. Nós não queremos que essa iniciativa vá contra a preocupação com a vida das pessoas, até por isso fizemos questão de realizá-la num espaço que é do governo."

Nas primeiras noites de evento, cem carros vão estacionar no Memorial a cada sessão. Se sobrar espaço, a capacidade será ampliada nas semanas que sucedem a estreia. Informações sobre vendas e a lista completa de filmes serão divulgadas nos próximos dias.

Baterista do Maglore faz vaquinha virtual para tratar mãe diagnosticada com Guillain Barré
Foto: Divulgação

Em um momento já delicado para o setor cultural, impedido de trabalhar em virtude da pandemia do novo coronavírus, o baterista da banda baiana Maglore, Felipe Dieder, tem tido que lidar ainda com mais um problema: sua mãe, Rejane, foi diagnosticada com Síndrome de Guillain Barré.

 

Internada na UTI neurológica do Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, com uma doença que afeta sua mobilidade e fala, ela terá alta, depois de mais de um mês e meio, mas, para voltar para casa precisará de uma estrutura domiciliar. Diante deste cenário, o músico lançou uma vaquinha virtual com o objetivo de arrecadar R$ 20 mil para as adaptações e o tratamento. 

 

“A recuperação e retomada dos movimentos é lenta, leva de meses a anos, com muita fisioterapia. Os custos pra montar essa estrutura são bem elevados (cama hospitalar, equipamentos, itens de higiene, auxiliar de enfermagem, fisioterapia), e, em tempos de pandemia, a classe artística quase toda sofre um baque financeiro sem precedentes com as atividades suspensas”, detalhou a banda em uma publicação em suas redes sociais. Os interessados em ajudar, podem acessar a campanha de financiamento coletivo lançada por Felipe Dieder (clique aqui).

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 09:00

Giro: Live Elegante

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Live Elegante
Magary Lord | Foto: Divulgação

Magary Lord tem encontro marcado com os fãs numa Live beneficente a partir das 18:00 da próxima quinta-feira, dia 28, na plataforma da produtora Macaco Gordo, no Youtube. Foram estipuladas cotas de doações para empresas, que serão divulgadas durante a transmissão e posteriormente nas redes sociais do artista, quando da entrega das cestas básicas destinadas a técnicos, músicos e pessoal de produção do setor de entretenimento. Durante a Live Magary fará uma homenagem especial aos artistas que trabalham durante os festejos juninos, este ano cancelados por conta da pandemia. (por Adriana Barreto)

Quarta, 27 de Maio de 2020 - 08:50

Desenhos de criador de Asterix levantam verba para combate ao coronavírus

por Ana Estela de Sousa Pinto | Folhapress

Desenhos de criador de Asterix levantam verba para combate ao coronavírus
Foto: Divulgação

Quatro desenhos de um dos criadores de Asterix, Albert Uderzo, foram vendidos por EUR 390 mil (cerca de R$ 2,34 bilhões) para ajudar a Fundação Hospitais de Paris no combate ao coronavírus.

Uderzo morreu em março, aos 92 anos, de insuficiência cardíaca. O problema não teve relação com a Covid-19, mas Uderzo estava acompanhando o desenrolar da pandemia e queria fazer algo para ajudar seu combate, disseram em entrevista à revista Paris Match sua viúva, Ada, e a filha da casal, Sylvie.

"Infelizmente, ele não teve tempo, foi embora muito rápido", afirmou Ada. Segundo ela, o leilão era uma forma de agradecer "aos nossos novos heróis que resistiram ao invasor", fazendo uma analogia entre Asterix, que repelia os romanos, e os profissionais de saúde, que lutaram contra o coronavírus.

Até esta terça (26) o invasor microbiológico já havia provocado 28.367 mortes na França, mas a epidemia está sob controle e o país começou a retomar suas atividades. Sylvie disse que o pai guardava todos os seus desenhos, e as duas escolheram cenas que tivessem personagens em movimento e emoção.

O maior valor foi levantado por uma prancha das Aventuras de Tanguy e Laverdure, vendida por 150 mil euros. Um desenho de A Galera de Obelix foi vendido por 95 mil euros, segundo a casa de leilões Artcurial, e uma prancha de Asterix e Obelix e a Arma Secreta, por 80 mil euros. Uma cena do personagem Oumpah-Pah, o Pele Vermelho arrecadou 65 mil euros. Uma prancha de Asterix e Latraviata não encontrou comprador.

Asterix foi o maior sucesso de Uderzo: foi traduzido para 111 idiomas e vendeu 380 milhões de cópias. Numa das histórias, "Asterix e a Transitálica", lançada há três anos, é Coronavírus o principal opositor do herói gaulês. O nome, porém, não tem relação com o patógeno da atual pandemia. O oponente de Asterix usa uma máscara em forma de coroa (corona, em italiano), e o sufixo "us" era usado pelos criadores da HQ em nomes de personagens romanos.

Oi Futuro exibe três novas peças de teatro online para o público infantil
Foto: Divulgação / Cláudia Ribeiro

Com o objetivo de oferecer entretenimento durante a quarentena imposta para conter o novo coronavírus, três novas peças de teatro voltadas para o público infantil foram disponibilizadas pelo Oi Futuro, até o dia 21 de junho. 

 

A íntegra dos espetáculos  “Isaac no Mundo das Partículas”, “Choro de Pixinguinha” e “MAKURU – Um musical de ninar” pode ser acessada gratuitamente no site do Oi Futuro (clique aqui), onde também estão disponíveis outros conteúdos de cultura, educação e inovação social, incluindo teatro online, pocket shows, webinars, mentorias, materiais de apoio a educadores e cursos.

 

Confira as sinopses dos espetáculos:


“Isaac no Mundo das Partículas”

Todo bom cientista deve ser inventivo, curioso, ter espírito investigativo e uma certa obsessão pelo desafio. Mas como será que nasce esse cientista? Eis a pergunta que conduz o musical infantil Isaac no mundo das partículas. A peça é uma adaptação do livro homônimo da escritora e professora de física Elika Takimoto e trata de um tema nada fácil – a física de partículas – de maneira envolvente, divertida e informativa. O músico David Bowie e seu lendário personagem Ziggy Stardust inspiram a estética e a proposta da encenação, que propõe transformar o palco em um show de rock. Esteve em cartaz no palco do Oi Futuro de janeiro a março de 2018.

 

“Choro de Pixinguinha”

A peça resgata a história da música brasileira, ao mergulhar na vida e na obra do mestre do choro Pixinguinha, nascido no Rio de Janeiro em 1887. No palco, os atores Ana Velloso, Vera Novello, Patrícia Costa, Édio Nunes e Milton Filho vivem colegas de turma na escola. Empenhadas em seu trabalho da aula de música, cujo tema é nada menos do que “Pixinguinha”, duas meninas chamam os amigos para ajudar a encenar com elas uma peça sobre o artista. Com um olhar infantil, os aspectos da vida e da música do mestre são apresentados de forma a despertar na criançada a curiosidade e o interesse pela sua obra. Esteve em cartaz no palco do Oi Futuro de agosto a novembro de 2018.

 

“MAKURU – Um musical de ninar”

Com direção musical, música original e arranjos de Tim Rescala, a peça relembra o universo das cantigas de ninar e dá vida a uma série de figuras e personagens do folclore brasileiro que o habitam. Na história, o menino Makuru e a sua família – que sofre para conseguir fazê-lo dormir – não sabem que em cima do telhado de sua casa vivem seres estranhos, tais como a Murucututu, a Tutu e o João Pestana. Juntos, esses seres tentam a todo custo serem lembrados pela família, que recorre às velhas cantigas. O espetáculo esteve em cartaz no palco do Oi Futuro de junho até agosto de 2017.

Cachoeira: Vendas de licor cresceram mesmo com cancelamento do São João
Foto: Reprodução / A Tarde

O tradicional fabrico do licor de Cachoeira, no Recôncavo, não registrou uma retração nas vendas deste ano. Os produtores da cidade temiam uma queda por conta do cancelamento das festividades e a antecipação do feriado de São João, comemorado originalmente no dia 24 de junho, para esta terça-feira (26).

 

Com aumento de aproximadamente 30% das vendas, uma das responsáves pelo Licor de Roque Pinto, uma das principais fábricas de licor cacheoiranas, Sida Silva, credita o aumento a dois fatores: pessoas que ficaram desempregadas durante a pandemia e encontraram na revenda de licor uma renda extra, e aqueles que não dispensam a tradição de tomar um licor no São João, mesmo em casa.

 

“Nos últimos 20 dias, tivemos um aumento absurdo de vendas e pessoas procurando, muito além do que esperávamos. Até mesmo algumas vendas já antecipadas, que a gente da Roque Pinto achou que seriam canceladas, foram mantidas”, destacou a empreendedora ao jornal A Tarde.

 

A jornalista e influenciadora digital Ana Letícia é uma das pessoas que fazem parte da parcela que procurou pelo licor de Cachoeira para não passar o feriado do São João em branco. Para Ana, neste momento é importante que se mantenha a tradição, mesmo respeitando o isolamento social e comemorando em casa.

 

“O São João é uma festa que reproduz a fé do nordestino e, além disso, é época de fartura. Então, mesmo que estejamos enfrentando um momento de crise, acredito que continuar comprando os alimentos e bebidas dessa festa movimenta a renda da nossa região e das pessoas que produzem”, salientou a influencer.

 

Com os aprendizados das mudanças provocadas pela pandemia da Covid-19 e para facilitar que pessoas de outras cidades tenham acesso ao licor, sem precisar aglomerar Cachoeira, Sida acredita que o próximo passo das indústrias da área será acrescentar pontos de distribuição da bebida em outras cidades do estado.

 

“Nós tínhamos um depósito que atendia a cidade de Salvador e, nesta pandemia, tivemos que acelerar a abertura do segundo, que estava previsto para mais tarde. No futuro, nosso plano é fazer o mesmo em outras cidades e espalhar o licor com mais facilidade pela Bahia”, acrescentou.

Targino Gondim sofre acidente na Linha Verde; cantor passa bem: 'grande susto'
Foto: Reprodução / Instagram

O cantor e compositor Targino Gondim sofreu um acidente de carro nesta terça-feira (26). O veículo em que ele estava capotou próximo à cidade do Conde (BA). O sanfoneiro disse que "graças a Deus está bem e se recuperando do grande susto".

 

"O carro capotou duas vezes. O carro atolado de água ficou sem estabilidade e não consegui controlar. Estou bem agora. Só tenho gratidão neste momento, graças a Deus", disse o cantor à rede GN.

 

O cantor promoveu no último sábado (23), sua live musical ‘Show Sem Limites’ no YouTube e atingiu a marca que superou 110 mil visualizações.

 

"Graças a Deus foi um susto. Hoje dia de Santa Dulce e data nascimento do mestre Sivuca, eu aproveito para agradecer a preocupação dos amigos, fãs. Estou bem", disse Targino.

No 'Conversa', Daniel Filho revela que tem três filmes prontos sem ter onde exibir
Foto: Reprodução / TV Globo

Durante o bate-papo com o apresentador Pedro Bial no “Conversa”, na madrugada desta terça-feira (26), o diretor Daniel Filho revelou que possui três filmes já produzidos sem ter onde exibi-los. De acordo com o UOL, ativo mesmo no período da pandemia, o profissional de 82 anos lamentou o empecilho e contou detalhes sobre as obras. 

 

"Um desses filmes é a refilmagem que fiz do 'Boca de Ouro', do Nelson Rodrigues. Também tem o longa 'O Silêncio da Chuva', que está pronto, e o 'Medida Provisória', que é dirigido pelo Lázaro [Ramos] e tem a minha produção", disse. 

 

Sem parar de trabalhar no isolamento, ele também vem dedicando o tempo para discutir sobre a situação atual do audiovisual. “Tenho feito reuniões para saber o que vai acontecer com o cinema, com o teatro e com a televisão, para irmos nos preparando e para saber o que podemos fazer para ajudar", comentou. 

 

Ex-marido da atriz e ex-secretária de Cultura do governo Jair Bolsonaro, Regina Duarte, entre os anos de 1978 e 1979, Daniel Filho recentemente teceu críticas a artista diante das declarações feitas por ela em uma entrevista à CNN. Em uma longa reflexão, o diretor concluiu que ela virou a “namoradinha” do presidente da República e fez um questionamento: “Será que ela se apaixonou pelo Bolsonaro?” (relembre aqui). 

Terça, 26 de Maio de 2020 - 19:00

Giro: Breve Miragem do Sol estreia na Argentina

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Breve Miragem do Sol estreia na Argentina
Foto: Divulgação
Com excelentes críticas, o filme Breve  Miragem do Sol chegou para o público argentino através da plataforma digital cine.ar play. Tendo como protagonista o ator Fabrício Boliveira, o longa dirigido por Erick Rocha apresenta o ator com pouca falas, mas com discurso direto, transmitido em expressões fortes e olhares precisos. 
O filme chama a atenção por se passar quase que inteiramente dentro de um táxi, onde Fabrício vive o personagem Paulo, homem que começa a dirigir o automóvel para conseguir dinheiro e pagar a pensão do filho, impedido de vê-lo, com apenas 10 anos de idade. A noite é o tempo da película que traz histórias distintas de vidas, mostrando um cenário caótico das ruas do Rio de Janeiro e as relações conflitantes. (Por Cris Montenegro)
Terça, 26 de Maio de 2020 - 17:44

Câmara aprova criação de Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc; proposta vai ao Senado

por Bruno Leite / Ian Meneses

Câmara aprova criação de Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc; proposta vai ao Senado
Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Sob relatoria da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB - RJ), foi aprovada pela Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (26), a Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. A iniciativa em questão tem como objetivo prestar um auxílio aos profissionais do setor, que ficaram impedidos de trabalhar diante da pandemia do novo coronavírus. 

 

Vale destacar que o texto é de caráter substitutivo ao PL 1075/2020, da deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ). Com o projeto, serão destinados cerca de R$ 3 bilhões para profissionais ligados à cultura. Agora com a aprovação da Câmara, ele seguirá para o Senado. 

 

Durante a votação, a deputada relatora foi parabenizada por diversas alas políticas, entre elas, a liderança do governo Jair Bolsonaro, representado pelo deputado Major Victor Hugo (PSL-GO). Feghali destacou o comprometimento do parlamentar pelo não veto do texto substitutivo. 

 

“Eu quero agradecer muito, não apenas aos líderes, mas também aos autores e autoras, como também o conjunto dessa construção coletiva da sociedade brasileira e também a vossa excelência o presidente Rodrigo Maia, que cumpriu o acordo de botar como primeiro item de pauta a votação”, declarou Jandira. 

 

A Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc homenageia o compositor e escritor carioca que faleceu no dia 4 de maio aos 73 anos. Co-criador de sucessos como o “O Bêbado e a Equilibrista” e compositor de canções como “Bala com Bala” e “O Mestre-Sala dos Mares”, Blanc faleceu vítima da Covid-19 (relembre aqui). 

 

“Hoje tivemos uma grande vitória, uma vitória coletiva da mobilização realizada por todos que lutam pela Cultura do nosso país. A aprovação na Câmara dos Deputados do PL 1075 é o reconhecimento à classe trabalhadora da cultura, pela contribuição econômica e social, e por suas expressões que nos fazem sentir vivos em sentimentos e emoções, inclusive neste período de pandemia no qual a arte tem chegado a nossas casas, nos fazendo sentir menos isolados. Este PL é de extrema importância para a sobrevivência da classe e o fortalecimento das políticas públicas”, comentou a secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana.

Primeiro single após EP 'Ehlo', 'No hype, do rap' tem clipe lançado por rapper Wall
Foto: Wall / Divulgação

A rotina de isolamento domiciliar é cenário para o novo clipe do rapper baiano Wall. Lançado nas redes sociais do artista (clique aqui e aqui), nesta segunda-feira (25), "No hype, do rap" é o primeiro single que sucede o EP "Ehlo" e em seus versos satiriza a cena do rap atual. 

 

"Se fala muito sobre o tal 'hype' ou o 'rap game', uma espécie de competição em que vence quem se exibe mais. Sem saudosismo, só entrei na brincadeira", disse o artista, que escolheu dar a expressão título, um trocadilho, o significado original na língua inglesa: "Sem extravagância, faça rap". 

 

Apesar do atual cenário de pandemia forçar as pessoas a se preservarem dentro de suas casas, essa situação entre paredes já era rotina na vida do rapper. Foi dentro de seu quarto, em Itinga e diante do empecilho financeiro, que em outubro de 2019 Wall fez sua arte isolada e criou um pequeno estúdio onde aprendeu a gravar, masterizar e mixar seu próprio projeto. 

 

Confira:

Histórico de Conteúdo