Sexta, 17 de Agosto de 2018 - 11:30

Participação política das mulheres: balanço e desafios

por Brena Pinto

Participação política das mulheres: balanço e desafios
Após oito décadas da conquista ao direito de votar e serem votadas, as mulheres brasileiras ainda lutam pela efetivação da sua participação na política, sobretudo em cargos eletivos. Isso se reflete, por exemplo, na baixa participação das mulheres nas disputas eleitorais, ainda que a lei garanta que as chapas sejam compostas por no mínimo 30%, o número de mulheres eleitas está bem aquém desse percentual, o que significa que as mulheres, que somam mais da metade da população brasileira, não votam em mulheres.

Leia mais

Sexta, 10 de Agosto de 2018 - 16:00

Novos investimentos em mídia e entretenimento

por Carlos Giusti e Sergio Zamora

Novos investimentos em mídia e entretenimento
Após dois anos de retração, e um crescimento do PIB de 1% em 2017, o Brasil dá mostras de recuperação no médio prazo. Espera-se que o cenário econômico até 2022 seja marcado por um ritmo de crescimento mais consistente e equilibrado entre os setores da economia.

Leia mais

Terça, 07 de Agosto de 2018 - 17:00

A volta do trabalhismo com Ciro Gomes

por Alexandre Brust

A volta do trabalhismo com Ciro Gomes
Para atual candidato à Presidência da República Ciro Gomes, “não há nada mais moderno hoje, do que o trabalhismo socialista e democrático, composto de três eixos: 1- o nacionalismo e a questão nacional diante da globalização. 2- o desenvolvimento diante da desindustrialização e o fim do ciclo das commodities e 3- a questão da distribuição de renda”.

Leia mais

Sexta, 03 de Agosto de 2018 - 17:00

A tecnologia e os novos hábitos

por Luis Gaban

A tecnologia e os novos hábitos
O imediatismo com o qual resolvemos pendências diárias e buscamos informações para facilitar nossa vida nos centros urbanos gerou novos hábitos e alterou o modo como as pessoas utilizam a tecnologia. Antes dos deslocamentos, por exemplo, pegamos o smartphone e o conectamos a um aplicativo de mobilidade para verificar o trânsito, as rotas e o tempo previsto até o destino. Sem perceber, mudamos a forma de interação com a cidade.

Leia mais

Terça, 31 de Julho de 2018 - 10:00

Iracema, a de Jesus

por Nilton José Costa Ferreira

Iracema, a de Jesus
Sem querer parafrasear José de Alencar, mesmo porque não tenho tamanha competência, a Bahia, especificamente sua Polícia Civil, também teve sua IRACEMA. Não a dos lábios de mel, más uma linda e respeitável negra engajada na defesa da sociedade e de todos seus problemas. Recordo-me que a conheci nos idos do ano de 1983, quando ingressava na Bicentenária Instituição Policial. Sempre sorridente, procurando fazer o melhor em prol da Instituição. Os anos se passaram e, aquela jovem policial, graças a sua competência, seriedade e dinâmica, galgou os mais elevados cargos e funções da careira policial civil. Na sua vida acadêmica, de aluna, tornou-se renomada professora de Direito.

Leia mais

Terça, 24 de Julho de 2018 - 16:00

O enigma Bolsonaro

por Gaudêncio Torquato

O enigma Bolsonaro
Como se explica o enigma Bolsonaro? Lidera as pesquisas, principalmente quando Lula não aparece como candidato, mas o PR e o PRP acabam de recusar parceria com seu partido, o PSL, que esperava o apoio de uma onda bolsonarista com 100 deputados. Até agora este contingente não deu as caras. Qual a razão para o isolamento do capitão? A essa altura, a menos de três meses do pleito, era de esperar que uma enxurrada de adesões transferisse ao pré-candidato da extrema-direita a condição de favorito inquestionável à cadeira presidencial. Pois bem, inquestionável ele já não é.

Leia mais

Terça, 17 de Julho de 2018 - 16:00

A sua empresa está preparada para o futuro?

por Diego Souza

A sua empresa está preparada para o futuro?
Em 2015, quando a crise econômica impactou o Brasil de forma severa, mais de 700 mil empresas foram fechadas, o PIB caiu 3,8%, o pior resultado em 25 anos. O setor industrial deixou de investir, em termos nominais, mais de R$ 193 bilhões de reais, de acordo com dados do IBGE. Com resultados tão negativos, naturalmente houve queda nos investimentos e, pior, na confiança e no ânimo de empreender, o que gerou o medo de uma recessão e que, consequentemente, aceleraram os efeitos devastadores da crise. Estava, então, instalado um ciclo vicioso.

Leia mais

Sexta, 13 de Julho de 2018 - 16:00

Por uma esquerda 4.0 em 2018

por Domingos Leonelli

Por uma esquerda 4.0 em 2018
Mais de 10 candidatos a presidente da República e nenhum projeto nacional. Mesmo no campo da esquerda nenhuma das candidaturas coloca a inovação como um eixo autônomo. Nem a economia econômica criativa como estratégia. Apesar disso estamos avançando. No campo da esquerda, além da candidatura de Lula do PT, do centro-esquerda para a esquerda, já temos três candidaturas, a de Ciro Gomes do PDT, a de Manuela do PCdoB e a de Guilherme Boulos do PSOL. Não incluo Marina Silva porque ela mesma faz questão de afirmar que está longe da histórica e clássica divisão esquerda-direita. Cada uma das candidaturas de esquerda com uma marca, uma história e algumas características próprias e enriquecedoras da vida política.

Leia mais

Quarta, 11 de Julho de 2018 - 12:00

O baile da ilha Fiscal e a festa dos ratos

por Celso Tracco

O baile da ilha Fiscal e a festa dos ratos
Em 9 de novembro de 1889, a agonizante monarquia brasileira organizou um baile em homenagem aos oficiais do navio chileno Almirante Cochrane. Um baile grandioso, um exagero de comidas e bebidas sem limites, para mais de 4000 participantes entre convidados e penetras. Ocorreu na ilha Fiscal, na baia da Guanabara, pois lá se localizava a alfândega da época, onde se arrecadava dinheiro para o Erário Público. O nome do navio chileno era em honra a um mercenário escocês, Thomas A. Cochrane, que vendeu suas habilidades navais para as incipientes marinhas do Brasil e do Chile no período da independência.

Leia mais

Quinta, 28 de Junho de 2018 - 16:00

Compra de dívidas bancárias

por Marcelo Mello

Compra de dívidas bancárias
Coragem, espírito empreendedor, disposição ao risco são alguns elementos naturais da personalidade do empresariado brasileiro. Ainda que na empresa haja uma estrutura verticalizada e com aparato de previsibilidade dos destinos da economia, há sempre fatores extrínsecos ao negócio que podem contribuir negativamente para seu endividamento. Decerto, há uma fatia do empresariado que se endivida assumindo o risco da ausência de planejamento ou da inexatidão das suas previsões de mercado, se lançando sem reservas a eventos conjunturais que podem resultar na elevação do peso do endividamento sobre o faturamento, implicando em dificuldades na gestão do passivo.

Leia mais

Histórico de Conteúdo