Segunda, 08 de Julho de 2019 - 12:00

Transição para inverno dá início a período de chuvas e mar agitado na Bahia

por Bruno Scherr

Transição para inverno dá início a período de chuvas e mar agitado na Bahia
Foto: Divulgação

O litoral da Bahia foi atingido, no último domingo (7), por ventos fortes e mar agitado mais uma vez. Episódio semelhante ocorreu há aproximadamente um mês, quando a manhã ensolarada do dia 5 de junho de 2019 foi repentinamente seguida por céu encoberto, ventos de aproximadamente 40 km/h e ondas de até 3 metros no fim da tarde. Você sabe quando e por que esses eventos ocorrem e quais são seus impactos na vida cotidiana?

 

A transição do outono para o inverno no Nordeste brasileiro é indicada pelo início do período chuvoso. É comum observar o deslocamento de massas de ar frio pela costa brasileira. Junto com elas, as frentes frias, que são formadas normalmente na porção sul da América do Sul. Por vezes, esses sistemas atmosféricos, ou vestígios deles, atingem o estado da Bahia, sendo caracterizados por tempestades, intensificação e mudança na direção dos ventos, além de queda da pressão atmosférica. Essas condições naturalmente provocam um aumento significativo na agitação do mar, com ondas elevadas próximo da costa, fenômeno conhecido como Ressaca. 

 

Em eventos de frente fria, os ventos intensos do quadrante sul contribuem para transportar mais água em direção à costa de Salvador. Essa situação proporciona uma elevação ainda maior das marés, fenômeno conhecido como “maré meteorológica”. O efeito da maré meteorológica, quando somado ao efeito da intensificação das ondas, pode causar vários desastres na pavimentação da orla e gerar pontos de inundação. Além disso, as chuvas intensas associadas às frentes frias podem dificultar o escoamento da água para o mar, que por sua vez podem gerar alagamentos por toda a cidade.

 

É POSSÍVEL PREVER?

A i4sea desenvolveu o i4cast, um sistema que dentre outras funcionalides possui uma ferramenta exclusiva de previsão de mar e tempo com até 7 dias de antecedência, capaz de prever a chegada dos ventos fortes, aumento da agitação do mar e as marés meteorológicas. A previsão disponibilizada pelo i4cast vai além das outras previsões existentes, pois possui um nível de detalhe até 100 vezes maior. Este nível de detalhe classifica a previsão como hiper-local, elevando bastante seu grau de precisão para a área costeira de Salvador.

 

*Bruno Scherr é graduado em Oceanografia (Universidade Federal do Espírito Santo) e Mestre em Engenharia Oceânica (COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro), é responsável pelo Setor de Pesquisa e Desenvolvimento na i4sea

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo