Michel Temer

Não seria um caminho mais fácil, seria um caminho incriminador".

 

Presidente da República, sobre pressão para renunciar após divulgação da delação da JBS.