Assista no BN a transmissão do debate da TVE entre prefeituráveis de Salvador

O Bahia Notícias transmite o debate da TVE que acontece neste sábado (24) entre os prefeituráveis de Salvador. A transmissão acontece nas nossas redes sociais e aqui no próprio site. Participam deste debate os seguintes postulantes ao Palácio Thomé de Souza: Bacelar (Podemos), Bruno Reis (DEM), Celsinho Cotrim (Pros), Hilton Coelho (Psol), Major Denice (PT), Olívia Santana (PCdoB) e Pastor Sargento Isidório (Avante).  Siga nossos perfis (YouTubeFacebook Twitter) ou assista abaixo:

 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 21:13

Candidatos se dividem entre ataques e autopromoção em bloco final de debate na TVE

por Ailma Teixeira / Matheus Caldas

Candidatos se dividem entre ataques e autopromoção em bloco final de debate na TVE
Foto: Divulgação / Irdeb

Entre ataques e autopromoção: esse foi o tom do terceiro e último bloco do debate eleitoral promovido pela TVE, na noite deste sábado (24). Assim como a Band, a emissora abriu espaço para sete dos nove candidatos à Prefeitura de Salvador questionarem uns aos outros sobre temas relevantes para a população. Após dois blocos no esquema comum de perguntas e respostas, os postulantes usaram o momento de suas considerações finais para agradecer a aliados, criticar a gestão do prefeito ACM Neto (DEM), alfinetar adversário e enaltecer a si próprios.

 

"Rompam com essa cultura de só eleger os filhos da elite, essa elite que sempre governou e construiu a desigualdade. Apostem numa filha do povo. Tenho coragem de mudar a história e mexer na estrutura para essa elite desabar", clamou a deputada Olívia.

 

Candidata pelo PCdoB, a deputada estadual lembrou sua trajetória no campo democrático e popular de esquerda, com participação nos movimentos negro, estudantil, feminista e em defesa de um Brasil democrático.

 

Outro a tecer críticas a adversários foi o candidato Hilton Coelho (PSOL). O também deputado estadual lembrou que o candidato Bacelar (Podemos) teve o nome envolvido na polêmica do escândalo com a Fundação Pierre Bourdieu, em que ele foi denunciado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), em 2015 (leia mais aqui). O postulante do Podemos até pediu direito de resposta para se defender, mas o apresentador do debate informou que a equipe jurídica da emissora rejeitou a solicitação.

 

No seu momento, Bacelar lembrou que se preparou bastante para disputar o Executivo municipal e defendeu que a cidade precisa de um prefeito com “experiência política e administrativa para realizar essa tarefa”. Ele também propôs que os demais candidatos utilizassem a espaço para assinar um documento, exigindo que as emissoras de televisão fossem obrigadas a realizar debates. Além da TVE, apenas a Band promoveu o confronto entre candidatos - Record BA, TV Bahia e TV Aratu anunciaram que não vão realizar debates por dificuldades de atender às medidas sanitárias em meio ao combate à Covid-19.

 

Ao se pronunciar, Hilton Coelho (PSOL) até alfinetou o vice-prefeito sobre o assunto. "Bruno Reis, poderia pedir a seu patrão para retomar o debate da TV Bahia?", indagou. Ele se refere ao fato de que o empresário Antônio Carlos Magalhães Júnior, pai do prefeito ACM Neto, é ex-presidente da emissora.

 

Apesar de contar com a concordância de Major Denice, a proposta de Bacelar não ganhou muito mais espaço. A candidata do PT adotou um tom mais ameno ao defender porque o eleitor soteropolitano deve escolhê-la como opção. “Essa cidade que acolhe, essa cidade que protege, essa cidade que a partir da minha gestão terá, sim, obras, mas que jamais estarão acima dessa pessoas. Todas as pessoas importam, todas as vidas importam”, ressaltou, acrescentando que não se faz um trabalhador e uma trabalhadora se amontoar num ônibus lotado, em referência à situação comum em Salvador, agravada durante a pandemia.

 

Pastor Sargento Isidório (Avante), por sua vez, preferiu exaltar o próprio trabalho na Fundação Dr. Jesus. “Todos os dias, o tempo todo, eu cuido de gente, porque há 27 anos Jesus cuidou de mim. Eu cuido de verdade. Não é marketing político”, afirmou.

 

Ele também comentou sobre o personagem que representa para chamar mais atenção. “Às vezes, as pessoas me veem dançando, batendo perna. Eu não tenho tempo de TV. Quem não tem cão caça com gato. Mas o povo a sabe: se eu doido, sou doido por Jesus”, concluiu.

 

Alvo principal da maioria dos concorrentes, o candidato Bruno Reis (DEM) exaltou, como de costume, a gestão do prefeito ACM Neto (DEM), da qual ele é o atual vice. “Nós temos muito orgulho de Salvador, hoje, ser a capital em primeiro lugar em gestão fiscal. Em 2012, ocupava o último lugar. Sabe por quê [mudou]? Porque aplicamos bem os recursos”, exaltou.

 

“Vamos investir na educação, na saúde, na moradia, resolvendo o problema do transporte público em Salvador”, prometeu.

 

Já o candidato Celsinho Cotrim (Pros) usou a maior parte de seu tempo para agradecer ao seu partido e a aliados. Ele promete ao eleitor que será "o prefeito do emprego e do trabalho", caso tenha a chance de assumir o Palácio Thomé de Souza a partir de 2021. "Vou governar Salvador de forma igual", defende, ao citar as desigualdades sociais presentes na cidade.

 

Expostas as considerações, o debate chegou ao fim. Esse deve ser o último confronto televisivo realizado durante o primeiro turno da eleição de Salvador. Marcado para 15 de novembro, o pleito conta ainda com os candidatos Rodrigo Pereira (PCO) e Cezar Leite (PRTB), de fora dos debates na TV pela baixa representação de suas legendas no Congresso Nacional. (Atualizada às 21h51)

Covid-19: Nº de mortos neste sábado é o menor registrado nos últimos três finais de semana
Foto: Tumisu / Pixabay

O Brasil segue em queda pelo quarto sábado seguido de outubro no número de óbitos por Covid-19 registrados em 24 horas. Segundo dados divulgados na noite deste sábado (24), pelo Ministério da Saúde, 432 pessoas perderam a vida pela doença. 

 

Em comparativo com o terceiro sábado do mês, o número atual registrou 29 óbitos a menos, quando em 17 de outubro o país teve 461 óbitos em 24 horas. A diferença fica ainda maior quando analisado os números dos dias 10 de outubro, com 559 óbitos e do dia 3 de outubro, com 599 mortes pelo novo coronavírus. 

 

Até o momento, o Brasil registra 156.903 óbitos causados por complicações da Covid-19 desde o início da pandemia. O país segue em segundo lugar no mundo com maior número de mortes pelo novo coronavírus.

 

No boletim deste sábado (24), também foi divulgado que nas últimas 24 horas 26.979 pessoas testaram positivo para a doença. O Brasil registrou em números acumulados, até agora, 5.380.635 milhões de casos de infecção. 

Quatro fazendas no Pantanal são bloqueadas pela Justiça por danos ambientais
Foto: Chico Ribeiro / GOV-MT

Desmatamentos ilegais na região do Pantanal levaram a Justiça do Mato Grosso a bloquear quatro fazendas. De acordo com a Istoé, as propriedades tiveram indisponibilidade decretada pelo juiz Rafael Siman Carvalho, da Vara Única de Itiquira. Segundo o magistrado, as medidas tomadas são necessárias para a “regeneração do meio ambiente com sucesso e evitar a transferência dos bens a terceiros estranhos aos processos”. 

 

As decisões foram tomadas separadamente neste mês de outubro e acolheram recomendações do Ministério Público do Mato Grosso. O MP-MT propõe, por meio de ações civis públicas, indenizações que superam a cifra de R$ 136 milhões para reparação dos danos ambientais causados. 

 

O juiz Rafael Siman Carvalho também decidiu que os proprietários das quatro fazendas sejam impedidos realizarem atividades que bloqueiem ou atrase a regeneração da mata nativa local. Os latifundiários ficarão impossibilitados de usarem as terras para pecuária, agricultura, entre outras atividades que se configurem como lesivas ao meio ambiente. A medida é válida por 30 dias.

Encruzilhada: Polícia Civil localiza dois caminhões e cargas roubadas em fazenda
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Policiais civis localizaram, na sexta-feira (23), dois caminhões roubados e uma carga de panelas de pressão em uma fazenda na zona rural da cidade de Encruzilhada. De acordo com o G1, a equipe responsável pelas buscas encontrou os veículos carregados com com peças de ventiladores industriais e gesso. Um dos caminhões foi levado pelos bandidos na terça-feira (20). 

 

Os roubos aconteceram na BR-251, mas os veículos foram levados até uma propriedade que fica à margem da BR-116, próximo ao povoado de Mocó. Ao chegarem no local, os policiais não encontraram nenhum suspeito dos crimes, no entanto, intimaram funcionários da fazenda para colaborarem com as investigações. Os donos dos caminhões e da carga encontrada já foram comunicados. 

Conselho Monetário Nacional flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
Foto: Arquivo Agência Brasil / Reprodução

O Conselho Monetário Nacional (CMN) retirou a exigência de apresentação de coordenadas geodésicas para contratação de operações de crédito rural no âmbito de algumas linhas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). As informações são da Agência Brasil.

A mudança vale para os financiamentos destinados ao Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), ao Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA), ao Programa Cadastro de Terras e Regularização Fundiária (PCRF) e às operações contratadas ao amparo do Microcrédito Produtivo Rural.

A decisão do colegiado, presidido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e composto pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, aprovou a medida em reunião ordinária realizada na quinta-feira (22).

A assessoria do BC explicou que desde junho era necessária a apresentação das coordenadas geodésicas para todas as operações de crédito rural de custeio e de investimento vinculadas a uma área delimitada do imóvel rural. "No caso específico desses financiamentos, a apresentação das coordenadas agrega custos ao processo de concessão sem o respectivo benefício, uma vez que os agricultores podem utilizar os recursos em uma gama de atividades não vinculadas à exploração agropecuária, como o artesanato e o turismo rural. Além disso, tais operações possuem ticket médio baixo, em torno de 2 mil reais, configurando financiamentos com forte cunho social. O entendimento do CMN é que, apesar dos custos reduzidos e da ampla difusão do uso das tecnologias de sensoriamento remoto, a exigência de fornecimento das coordenadas geodésicas nesses financiamentos encarece o processo de concessão sem ganhos para a fiscalização dessas operações", diz a nota oficial.

Captação externa

Em outra medida aprovada na quinta-feira, o CMN decidiu que os recursos obtidos por meio de empréstimos com bancos multilaterais ou agências internacionais de desenvolvimento destinados a operações de repasse poderão também ingressar no país a partir de contas especialmente designadas, tituladas pela instituição financeira nacional, que são abertas no exterior exclusivamente para depósito dos recursos do empréstimo ou financiamento concedido por esses agentes internacionais. A medida, segundo o conselho, tem como objetivo dar mais eficiência ao mercado financeiro, facilitando as captações externas para os agentes econômicos financiarem seus projetos no país.

Portabilidade de crédito e débito em conta

Também foi aprovada, na reunião do CNM, a prorrogação da entrada em vigor das novas regras para portabilidade de crédito nas operações com cheque especial e para a autorização de débito em conta de depósitos e de pagamento. Essas regras estavam previstas para valerem a partir de novembro deste ano, mas só vão entrar em vigor em março do ano que vem.

"Esses ajustes decorrem da necessidade de as instituições reguladas concentrarem esforços, especialmente em tecnologia, nos projetos prioritários e estruturantes para o Sistema Financeiro Nacional, o Pix e o Sistema Financeiro Aberto (Open Banking). No caso da portabilidade de crédito, o adiamento trata das regras envolvendo inclusão das operações com cheque especial, possibilidade de operações de crédito imobiliário contratadas originalmente fora do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) serem enquadradas no SFH na portabilidade e criação do 'Documento Descritivo de Crédito' (DDC)", informou o BC, em nota.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 20:15

Embate entre Hilton e Olívia marca 2º bloco do debate da TVE: 'Metralhadora giratória'

por Ailma Teixeira / Matheus Caldas

Embate entre Hilton e Olívia marca 2º bloco do debate da TVE: 'Metralhadora giratória'
Foto: Divulgação / Irdeb

O segundo bloco do debate entre os prefeituriáveis de Salvador, neste sábado (24), na TVE, foi semelhante ao primeiro, com pressão dos apoiadores do governador Rui Costa (PT) ao candidato Bruno Reis (DEM) e críticas do postulante Hilton Coelho (PSOL) ao gestor estadual e ao atual prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Dentre os assuntos, os prefeituráveis falaram sobre assuntos como cultura, turismo e valorização dos professores. Um dos momentos mais quentes do bloco foi o embate entre Hilton e Olívia Santana (PCdoB). O socialista foi classificado como “metralhadora giratória” pela candidata.

 

VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
Bacelar (Podemos) questionou a Bruno quais as propostas dele para valorização dos professores da rede municipal de ensino. Ele afirmou que vai dar prosseguimento ao planejamento feito por Neto na educação soteropolitana. “Só a educação liberta e, por isso, estamos transformando a educação em Salvador. Todos lembram como era a situação da educação em Salvador há oito anos. Era a pior do Brasil no Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica]”, disse.

 

Em contraposição, Bacelar afirmou que “a atual administração é inimiga dos servidores e dos professores”. “Agora, com uma atitude mesquinha, retiraram o auxilio alimentação de R$ 200. Prefeito ACM Neto, será que o senhor acha que na pandemia o professor não come?”, questionou.

 

Na tréplica, Bruno indicou que “vai melhorar e universalizar” a educação. “O nosso compromisso com as crianças de Salvador é alfabetizá-las até os seis anos e seguir reduzindo a evasão escolas”, pontuou.

 

CULTURA E TURISMO
O candidato Celsinho Cotrim (Pros) perguntou o que Major Denice (PT) faria pelo setor da cultura. “A cultura tem que ser vista como esse espaço profissional, uma vez que esta cidade é baseada em cultura e turismo. Mas é isso que vai ressignificar a vida dessas pessoas. Salvador é a cidade que sonha e imagina, mas que pulsa cultura”, disse a petista.

 

Cotrim, por sua vez, afirmou que, em sua gestão, “o turismo voltará a bombar”. 

 

HILTON X OLÍVIA
Neste momento, os candidatos deixaram as propostas em segundo plano e fizeram um ato de embate sobre a gestão do governador Rui Costa.

 

O postulante do PSOL afirmou que que Rui fechou escolas, "extermina os jovens negros", quer privatizar a Embasa e militarizou escolas. “Você vai fazer com Salvador as perversidades que Rui faz com a Bahia?”, perguntou.

 

“Eu quero dizer que faço parte, tenho orgulho de fazer parte da base de apoio do governador Rui Costa”, retrucou Olívia.

 

Hilton criticou a candidata em relação à votação da reforma da Previdência na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), onde ambos são deputados estaduais. “Você se ausentou no momento da discussão da reforma da Previdência, que tanto é como a de Bolsonaro, uma retirada brutal de direitos de trabalhadores”, atacou.

 

“Eu tenho o maior respeito à vossa excelência e ao PSOL, partido que admiro muito. Sou de esquerda, do campo democrático popular. Agora discordo que a gente, por ser de esquerda, tenha que assumir uma atitude de metralhadora giratória”, sentenciou. “Isso aqui não é uma revolução”, emendou.

 

ILUMINAÇÃO PÚBLICA
Nesta parte, Bruno Reis se esquivou de debater com algum candidato da base de Rui e chamou Celsinho Cotrim para falar de iluminação pública. “É necessário que a iluminação esteja dentro da secretaria que vamos criar, de Segurança Pública”, defendeu Cotrim. Em seguida, Bruno exaltou a gestão de Neto, da qual ele é vice. “Nós vamos chegar até o meio do ano que vem com 100% de Salvador com iluminação em LED”, garantiu.

 

Em sua tréplica, Cotrim ressaltou a importância da medida também para práticas relacionadas ao lazer e ao esporte. “Isso aqui não é um ringue, mas um debate. Precisamos usar mais as nossas praças e com elas iluminadas iremos usar mais”, assegurou, relembrando que o seu vice, o ex-pugilista Acelino Popó Freitas (Pros), será o secretário de Esportes em seu eventual governo. 

 

REABILITAÇÃO DE DEPENDENTES QUÍMICOS
Olívia perguntou ao candidato Pastor Sargento Isidório sobre o tema, que respondeu: “de construção, eu entendo um pouco. Eu sou uma espécie de orelha seca”. “Acordo cedo, durmo tarde. Se você chegar na fundação Dr. Jesus, vai me ver trabalhando, ou como pedreiro, carpinteiro, eletricista... Porque é o que eu sou, além de policial militar”, acrescentou o candidato.

 

Olívia falou sobre a proposta do plano “Favela Importa”, que pretende implantar na capital, e também citou obras de prevenção na cidade. “O nosso povo merece muito mais. Nós vamos investir limpando córregos, fazendo a política de contenção, não na hora da chuva, mas durante todo ano e garantindo uma política de educação ambiental”, concluiu.

 

EMPREGO
Denice questionou Hilton Coelho sobre as propostas para melhorar os índices de desemprego na capital. O socialista aproveitou para, novamente, criticar Bruno e Neto. “Realmente me impressionou o posicionamento aqui do candidato do prefeito ACM neto em falar em avanço [no setor]. Eu volto a dizer: mente”, disparou, ao dizer que o candidato democrata é “padrinho político” do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB).

 

Em concordância com algumas das críticas, Denice frisou: “[Temos que] acabar com essa política perversa que tem retirado de nós empregos e investimentos".

 

Hilton voltou a criticar Bruno e pediu a ele direito de resposta para falar sobre o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado na última semana com dinheiro na cueca. “Eu acho que o candidato Bruno Reis, inclusive, deve ter direito de resposta. Ele deve falar aqui sobre o caso do senador com dinheiro na cueca, já que é do DEM”, declarou.

 

O socialista, contudo, também falou sobre propostas. “Vamos criar o primeiro banco do povo da cidade de Salvador”, afirmou. ”É possível ter uma prefeitura com uma gestão que se contrapõe a essa política perversa”, encerrou. (Atualizada às 21h43)

Governador de SC diz que 'não houve uma derrota total' após ser afastado por 180 dias
Foto: Reprodução / Instagram @governadormoises

Em coletiva realizada neste sábado (24), o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), disse não acreditar em uma derrota definitiva no processo de impeachment o qual vem sofrendo. De acordo com o G1, a declaração foi feita horas depois do político ser afastado do cargo por 180 dias pelo Tribunal de Julgamento do Impeachment (saiba mais).

 

"É um resultado que nós não esperávamos. Esperávamos, de fato, o arquivamento deste processo. Mas entendemos que não houve uma derrota total [...] apesar do processo de impeachment ser um processo político também, ele tem que ter justa causa. E, como nós defendíamos, não há justa causa nesse processo de impeachment", disse.

 

Com a decisão dos desembargadores, Moisés será julgado pela corte que analisará se o político cometeu crime de responsabilidade, referente a decisão de aumentar os salários dos procuradores do estado. Durante esse período, que se inicia na terça-feira (27), a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) assumirá o governo. 

 

"Eu tenho a convicção de que esse processo de impeachment deve ser arquivado definitivamente, mesmo com o afastamento, e para isso a gente precisa, de fato, dialogar com o parlamento e é isso que nós vamos intensificar, esse é o objetivo nos próximos dias", completou Carlos Moisés. 

Documentos apreendidos em operação revelam que PCC movimentou R$ 1,2 bilhão com drogas
Foto: Reprodução / Record

Documentos apreendidos durante a Operação Sharks, em São Paulo, revelaram que o Primeiro Comando da Capital (PCC) movimentou com o tráfico internacional de drogas cerca de R$ 1,2 bilhão. 

 

O valor, segundo o Estadão, desconsidera as quantias movimentadas em negócios particulares dos envolvidos. As investigações feitas por meio da operação duraram de junho de 2018 até setembro de 2020. 

 

Dezoito pessoas que foram acusadas de fazerem parte da cúpula do tráfico internacional de drogas tiveram a prisão decretada, na sexta-feira (23), pela Justiça de São Paulo. Os envolvidos também são acusados de lavagem de dinheiro e de promoverem através do PCC ações com organizações criminosas nas ruas. 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 19:30

Ataques a gestão atual e diversidade de temas marcam primeiro bloco do debate na TVE

por Matheus Caldas / Ailma Teixeira

Ataques a gestão atual e diversidade de temas marcam primeiro bloco do debate na TVE
Foto: Divulgação

Segundo debate entre candidatos à Prefeitura de Salvador, o confronto promovido pela TVE na noite deste sábado (24) foi marcado por críticas à gestão do prefeito ACM Neto (DEM). Major Denice (PT) disse que Salvador tem "uma indústria de multas". Pastor Sargento Isidório (Avante) chamou de "cinismo" a atitude do prefeito em não colocar a frota completa de ônibus nas ruas. "O prefeito chegou a responder ao MP-BA que, pra botar os ônibus para rodar, teria que colocar a passagem pra R$ 5. Em vez de administrar para o povo, ele vira advogado dos empresários de ônibus", atacou. Já Bacelar (Podemos) afirmou que a gestão municipal deu um "grande calote" nas contas públicas.

 

Mas, além disso, o primeiro bloco do debate trouxe à tona assuntos diversos os candidatos puderam questionar os oponentes sobre temas de sua preferência. Eles pautaram educação, transporte, geração de empregos e outros assuntos relevantes para o soteropolitano. Confira abaixo os principais pontos abordados:

 

GERAÇÃO DE EMPREGOS

Sorteado para ser o primeiro a perguntar no debate promovido pela TVE, o deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) acusou Bruno Reis (DEM), vice-prefeito de Salvador, de mentir para a população quanto às melhorias no setor da geração de emprego. A questão é um problema recorrente na capital baiana. Em resposta, o democrata disse que o título de "capital nacional do desemprego" ficou para trás, desde que a atual gestão promoveu "uma série de projetos", "investimentos" e estimulou também o empreendedorismo.

 

"Estimulamos o ambiente de negócios na cidade, trazendo segurança jurídica. Salvador tem um novo PDDU [Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano]", cita Reis. Como exemplo, o vice-prefeito destacou a modernização no processo de abertura de empresas. De acordo com ele, o que antes durava 68 dias teve seu trâmite encurtado para 10 dias e, se eleito, ele pretende reduzir ainda mais esse período.

 

HABITAÇÃO

Ao trocar de lado no estúdio, assumindo o papel de questionador, Reis direcionou sua pergunta ao candidato Celsinho Cotrim (Pros) e aproveitou para falar de um projeto da gestão atual. O democrata quis saber se, caso eleito, Cotrim pretende manter o programa "Morar Melhor". "Sim, Bruno", ressaltou o oponente.

 

"Nós iremos cuidar bastante da área da habitação e iremos fazer a maior reformulação habitacional e social na cidade. Precisamos resolver e viabilizar 80 mil moradias que precisamos, que é esse déficit que temos na cidade", respondeu, acrescentando que o plano é construir o "segundo maior conjunto habitacional da América Latina".

 

No momento da réplica, Reis aproveitou a deixa para exaltar a gestão. Para ele, se trata do "maior programa social e habitacional" do país, com a promessa de que, se vencer a eleição, vai reformar mais 50 mil unidades.

 

Foto: Divulgação

 

EDUCAÇÃO

Próximo a questionar, Cotrim seguiu Reis e mudou de tema. Ele trouxe à educação ao centro do debate ao perguntar ao candidato Bacelar (Podemos) o que ele pretende fazer para ampliar a qualidade do ensino na rede pública municipal.

 

Bacelar, que já foi secretário de Educação de Salvador, disse que o foco deve ser a implantação do modelo de ensino integral. "A educação é a grande mola de desenvolvimento de um país, e educação para ter resultados tem que ser em tempo integral. Somente o Brasil, das nações que consegue avançar em educação, não consegue fazer isso. E em Salvador houve um retrocesso muito grande na educação integral. Eu, quando fui secretário, criei isso. Infelizmente, essa prática reverteu", criticou, acrescentando não se tratar de "hotelzinho de luxo", mas sim de "escola em dois turnos".

 

Cotrim demonstrou concordar com a proposta ao dizer que, em seu eventual governo, o mesmo modelo será adotado. Em recado direcionado aos profissionais do setor, ele prometeu ainda que a escolha do secretário ou secretária da pasta ficará por conta dos servidores da educação.

 

SISTEMA TRIBUTÁRIO

O candidato Bacelar usou seu espaço para questionar Major Denice (PT) sobre a política tributária que ela pretende implantar na cidade. "Nós estamos pensando em construir uma cidade do futuro, e ela precisará pautar suas ações em todas e todos, fomentando políticas públicas. A arrecadação não pode ser esse lugar de prejuízo e dissolução na vida das pessoas", disse a petista. 

 

Com duras críticas ao governo de ACM Neto, ela disse que a prefeitura "praticou essa perversidade", o que teria forçado empreendimentos a fechar, e prometeu revisar essa política. "Alvará nenhum ficará um ano retido", garantiu.

 

Olivia e Isidório trocaram perguntas no primeiro bloco do debate | Foto: Ascom/ Irdeb

 

TRANSPORTE

Alvo de queixas recorrentes por parte da população que anda de ônibus em Salvador, o Sistema de Transporte Público da cidade foi tema de questão levantada pela deputada estadual Olívia (PCdoB) no debate promovido pela TVE. Ela perguntou ao deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante) como ele vai tratar do setor se for eleito.

 

O candidato, no entanto, não respondeu a pergunta de forma objetiva e usou seu tempo para tecer críticas à gestão municipal. "Essa perversidade que está sendo feita em Salvador [deixar 80% da frota nas ruas, com ônibus lotados em horários de pico], e que já foi bem descrita por Hilton e tantos outros aqui presentes, eu, que não preciso ser catedrático. O povo está no ônibus como se fosse lata de sardinha. É sovaco na cara do outro", comentou, com seu costumeiro tom mais informal.

 

Apontado como um dos principais problemas da cidade, transporte público foi o único tema a se repetir neste primeiro bloco os candidatos escolhiam livremente o que questionar aos oponentes. Com a palavra, Denice perguntou a Hilton Coelho "por que a prefeitura tem tanto descaso com a população, não entregando ônibus digno e de qualidade".

 

Para o candidato do PSOL, a resposta está na "relação promíscua" da gestão atual com os empresários do transporte coletivo. Mas ele também não poupou o governador Rui Costa (PT), aliado de Denice. 

 

"Mas parece que o governador do estado não destoa desse posicionamento do prefeito ACM Neto. O governador Rui Costa quer arrancar os trilhos dos trens do Subúrbio, afundando a possibilidade de um trem regional que foi proposto cientificamente pela UFBA", atacou, com duras críticas ao que a major chamou de "transporte do futuro".

 

ISENÇÃO DE IMPOSTOS

Mais atento ao tempo previsto para falar, o deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante) quis saber de Olívia se ela não concorda com a ideia de que o atual prefeito deveria ter se preocupado em socorrer a população mais humilde ou dar mais isenções às empresas, a fim de repor a mão de obra para o povo.

 

Em resposta, ela reconheceu que os efeitos da pandemia ainda se estenderão em 2021 e disse que seu governo prevê "um plano emergencial de recuperação de economia". "Vamos estabelecer uma política municipal de microcréditos para injetar recursos nos micro e pequenos empreendimentos", ressaltou. (Atualizada às 21h32)

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 19:20

Sedur e PM interditam 12 estabelecimentos em Salvador

Sedur e PM interditam 12 estabelecimentos em Salvador
Foto: Divulgação

Agentes da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e policiais militares realizaram a interdição de 12 estabelecimentos na última sexta-feira (23), conforme divulgado pela prefeitura de Salvador neste sábado (24).

 

Ao todo, foram sete bares, uma lanchonete, uma pizzaria, uma loja de conveniência, um posto de combustível e uma vila de contêineres. Os estabelecimentos infringiram as regras e foram penalizados por promoverem aglomeração, ultrapassar o horário de funcionamento e a falta do uso de máscara pelos clientes. 

 

Os estabelecimentos funcionam nos bairros da Pituba, Caminho das Árvores, Parque Bela Vista, Rio Vermelho, Barra, Pernambués e Boca do Rio. 

 

De acordo com o titular da Sedur, Sergio Guanabara a fiscalização prosseguirá na capital baiana. “A força-tarefa está atuando há sete meses para se fazer cumprir os decretos do prefeito. Agimos de forma dura para garantir a segurança de toda a população”, comentou.

 

Desde o início da retomada das atividades econômicas em Salvador, foram realizadas mais de 44 mil fiscalizações e 324 estabelecimentos foram interditados. 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 19:00

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

por Folhapress

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
Foto: Joel Santana / Pixabay / Reprodução

Os resgates do Tesouro Direto superaram as emissões pelo terceiro mês seguido. Em setembro, foram realizadas 403.225 operações de investimento em títulos do Tesouro Direto, no valor de R$ 1,86 bilhão. Durante esse mês, os resgates foram de R$ 2,02 bilhões. Dessa forma, houve retirada líquida de R$ 168,48 milhões. Os dados foram divulgados hoje (23) pela Secretaria do Tesouro Nacional, em Brasília. As informações são da Agência Brasil.

As aplicações de até R$ 1 mil representaram 67,42% das operações de investimento no mês. O valor médio por operação foi de R$ 4.602,00.

Segundo o Tesouro Nacional, os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), que somaram R$ 740,66 milhões, representando 39,91% das vendas.

Os títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) totalizaram, em vendas, R$ 656,95 milhões e corresponderam a 35,40% do total, enquanto os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) atingiram R$ 458,03 milhões em vendas, ou 24,68% do total.

Nas recompras (resgates antecipados), também predominaram os títulos indexados à taxa Selic, que somaram R$ 1,22 bilhão (60,42%). Os títulos remunerados por índices de preços (Tesouro IPCA+, Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais e Tesouro IGPM+ com Juros Semestrais) alcançaram R$ 514,25 milhões (25,41%), e os prefixados, R$ 286,79 milhões (14,17%).

Quanto ao prazo, a maior parcela de vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre um e cinco anos, que alcançaram 45,58% do total. As aplicações em títulos com vencimento acima de 10 anos representaram 26,67%, enquanto os títulos com vencimento de 5 a 10 anos corresponderam a 27,75% do total.

ESTOQUE
Em setembro de 2020, o estoque do Tesouro Direto ficou em R$ 61,49 bilhões, aumento de 0,41% em relação a agosto (R$ 61,24 bilhões).

Os títulos remunerados por índices de preços se mantêm como os mais representativos do estoque, somando R$ 29,99 bilhões, ou 48,78% do total. Na sequência, vêm os títulos indexados à taxa Selic, totalizando R$ 19,44 bilhões (31,63%), e os títulos prefixados: R$ 12,05 bilhões, com 19,60% do total.

Quanto ao perfil de vencimento dos títulos em estoque, a parcela com vencimento em até um ano fechou o mês em R$ 3,68 bilhões, ou 5,99% do total. A parcela do estoque vincendo de 1 a 5 anos foi de R$ 36,07 bilhões (58,65%) e o percentual acima de 5 anos foi de R$ 21,74 bilhões (35,35%).

O total de investidores ativos no Tesouro Direto, isto é, aqueles que atualmente estão com saldo em aplicações no programa, atingiu 1.359.609 pessoas em setembro, um aumento de 14.954 investidores no mês.

O total de investidores ativos no Tesouro Direto, isto é, aqueles que atualmente estão com saldo em aplicações no programa, é de 1.359.609 pessoas em setembro, um aumento de 14.954 investidores no mês. Já o número de investidores cadastrados no programa chegou a 8.386.216 pessoas.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 18:40

Trânsito na Ladeira da Montanha é interditado neste sábado por conta de obra

por Matheus Caldas

Trânsito na Ladeira da Montanha é interditado neste sábado por conta de obra
Foto: Divulgação

O trânsito na Ladeira da Montanha foi interditado na tarde deste sábado (24) para obras de requalificação, informou a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

 

De acordo com a autarquia, a previsão é que no final da tarde do domingo (25) o fluxo seja liberado.

 

Os condutores têm como alternativa seguir pela Av. Contorno, subir a Ladeira do Gabriel, via que fica em frente ao Museu de Arte Moderna (MAM), de onde podem chegar até à Rua Carlos Gomes.

Caso eleito, Bacelar promete comprar vacina da Covid-19 para todos os soteropolitanos
Foto: Reprodução / Instagram @borabacelar

As metas de imunização da população de Salvador contra a Covid-19 é uma das prioridades do candidato a prefeitura Bacelar (Podemos). Nas redes sociais, neste sábado (24), o político garantiu que, caso eleito, irá comprar a vacina do novo coronavírus independente da origem. 

 

“Não se preocupem, se for comprovada a eficácia da vacina contra a COVID-19, independente do país de origem, como prefeito, vou garantir a prevenção para toda a cidade de Salvador. Com saúde não se brinca e nem se faz polarização ideológica”, declarou o candidato. 

 

Para conter os efeitos da pandemia, Bacelar também garantiu que irá gerar 100 mil novos empregos e realizará o pagamento de um auxílio emergencial para 50 mil mães da capital baiana. A ajuda financeira para as chefes de família tem como base os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

 

“O órgão apontou em seu último levantamento que o desemprego em Salvador é maior entre as mulheres: 20,5% delas estão desempregadas. O índice de homens sem trabalho é de 14%”, destacou o prefeiturável do Podemos. 

 

As informações deste texto foram encaminhadas pela assessoria de imprensa do candidato.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 18:00

Número de casos ativos de Covid-19 na Bahia registra nova alta

por Matheus Caldas

Número de casos ativos de Covid-19 na Bahia registra nova alta
Foto: Paula Fróes / GOVBA

Após chegar na última sexta-feira (23) ao patamar de sete mil casos ativos de coronavírus pela primeira vez em 21 dias, a Bahia manteve a alta no índice neste sábado (24) (leia mais aqui). 

 

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o montante subiu dos 7.081 registrados na última sexta para 7.178 neste sábado.

 

Desta forma, o estado chegou a 344.014 casos confirmados da Covid-19 no total, sendo 1.488 registrados somente nas últimas 24 horas. No total, a Bahia teve 7.453 óbitos em decorrência do vírus até o momento. 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 17:40

Opositor de Nicolás Maduro, Leopoldo López deixa Venezuela rumo a Bogotá

por Sylvia Colombo | Folhapress

Opositor de Nicolás Maduro, Leopoldo López deixa Venezuela rumo a Bogotá
Foto: Reprodução / Instagram @leopoldolopezoficial

O líder opositor Leopoldo López, que estava refugiado na embaixada da Espanha em Caracas desde 30 de abril de 2019, quando escapou da prisão domiciliar, saiu da Venezuela a caminho de Bogotá.

A informação foi confirmada pela oposição venezuelana. Seu destino final pode ser a Espanha, onde seu pai vive.

Ex-prefeito do município de Chacao, López é o principal líder do partido Voluntad Popular e articulador da estratégia de alçar Juan Guaidó a líder da Assembleia Nacional -- para depois torná-lo autoproclamado presidente interino.

Em 2014, López foi condenado pela Justiça do regime chavista por supostamente estimular protestos violentos na série de manifestações que ocorreu no país naquele ano. Cumpriu 3 dos 14 anos de sua sentença e depois foi transferido para a prisão domiciliar, onde ficou por dois anos.

Em 30 de abril de 2019, porém, conseguiu, com o apoio de oficiais do Sebin (serviço de inteligência) que discordavam da ditadura, sair de casa e juntar-se a Guaidó numa tentativa de levante contra o regime.

Naquele dia, ambos tentaram obter o apoio de militares dissidentes e conseguiram levar multidões às ruas. A tentativa, porém, acabou frustrada e reprimida.

Logo depois disso, López abrigou-se na embaixada da Espanha.

A saída do opositor da Venezuela se dá num momento de fragmentação da oposição venezuelana e numa queda de popularidade de Guaidó. Tudo isso quando se aproximam as eleições legislativas das quais grande parte da oposição decidiu não participar.

Em agenda no Alto do Peru, Olívia promete 'colocar dinheiro na mão do povo'
Foto: Divulgação

Candidata à prefeitura de Salvador, Olívia Santana (PCdoB) esteve na manhã deste sábado (24) no Alto do Peru, onde cumpriu agenda de campanha. Ela visitou Associação Oriental de Karatê da comunidade, que há 22 anos atende mais de 90 jovens do da localidade, além de pessoas de Fazenda Grande e São Caetano.

 

“Quando estiver na prefeitura, quero gerar mais oportunidades de cultura e esporte e geração de emprego e renda. Colocar o dinheiro onde ele deve estar, que é na mão do povo. Vocês precisam usar o voto como poder. E saber que esse poder que vocês têm pode ser usado para libertar nosso povo da opressão”, afirmou a candidata.

 

As informações deste texto foram encaminhadas pela assessoria de imprensa do candidato.

Faltando 10 dias para as eleições, Donald Trump se antecipa e vai até a Flórida votar
Foto: Shealah Craighead / Flickr White House / Reprodução

Disputando a reeleição contra o democrata Joe Biden, Donald Trump decidiu se antecipar e foi até a Flórida, neste sábado (24), registrar seu voto. De acordo O Globo, o presidente dos Estados Unidos marcou presença em uma biblioteca habilitada para a eleição em West Palm Beach. No local, ao contrário de outras aparições públicas, Trump usou máscara. 

 

Ao votar, o político e empresário brincou consigo mesmo: “Votei em um cara chamado Trump”. Ele também insistiu na acusação de que o voto por correspondência será fraudado e tranquilizou os cidadãos a comparecerem às seções eleitorais. “Foi uma votação muito segura. Muito mais segura do que enviar correspondência, posso te dizer isso. Tudo foi perfeito, muito preciso, de acordo com as regras. Quando você envia sua correspondência, nunca será tão seguro quanto isso”, declarou. 

 

As eleições americanas estão marcadas para o dia 3 de novembro, mas em alguns dos 50 estados americanos é permitido votar por antecipação. Trump, que tem domicílio registrado na Flórida, soma-se a outros 55 milhões de eleitores americanos que já escolheram o candidato preferido para a Casa Branca. 

Após repercussão, Salles recua em polêmica com Ramos: 'Assunto encerrado'
Foto: Lula Marques

Após ser repreendido neste sábado (24) pelos presidentes do Senado e da Câmara, Davi Alcolumbre (DEM-AP) (leia mais aqui) e Rodrigo Maia (DEM-RJ) (leia mais aqui), respectivamente, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, optou por não continuar a polêmica com o ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Fernando Ramos (leia mais aqui).

 

"Para mim, este assunto está encerrado", disse Salles ao Estadão, ao ser questionado sobre as declarações das duas lideranças do Congresso.

 

De acordo com a publicação do jornal, Salles segue orientação dada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para não alimentar o confronto. O chefe de Estado não repreendeu seu comandado, mas não tem interesse em prolongar a crise.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 16:20

Ataque suicida perto de escola deixa 18 mortos no Afeganistão

por Folhapress

Ataque suicida perto de escola deixa 18 mortos no Afeganistão
Foto: Google Maps / Reprodução

Ao menos 18 pessoas morreram e 57 ficaram feridas neste sábado (24) após uma bomba explodir perto de uma escola em Cabul, no Afeganistão, informou o Ministério do Interior do país.

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque, que ocorre em um momento delicado das negociações de paz realizadas entre o Taleban e o governo afegão. Os dois lados já encontravam dificuldades por causa do aumento da violência no país e a retirada das tropas dos Estados Unidos.

Mais cedo, o Taleban já havia negado qualquer envolvimento.

Um porta-voz do Ministério do Interior, Tariq Arian, afirmou que guardas de segurança identificaram uma pessoa vestindo explosivos antes de detoná-los na rua em frente ao centro educacional dinamarquês Kawsar-e.

Autoridades afirmaram que 13 corpos foram encontrados e 30 feridos foram levados de ambulância para hospitais na cidade. O número de mortes pode aumentar à medida que as buscas prosseguem.

Um vídeo feito no local do ataque e compartilhado em redes sociais mostra vários corpos cobertos por mantas em uma estrada de terra, enquanto feridos são transportados para fora do local.

O ataque suicida aconteceu em uma área do oeste de Cabul que abriga muitos membros da comunidade xiita, uma minoria no Afeganistão que já foi alvo do Estado Islâmico no passado.

Em 2018, dezenas de estudantes morreram em um ataque na mesma área da capital a outro centro educacional. Em maio deste ano, homens armados atacaram uma maternidade ali, matando 24 pessoas, incluindo mães e bebês.

Com 60% da capacidade, Barragem de Sobradinho opera com vazão reduzida
Foto: Welton Vinicius / Agência Sertão

Com 60% do nível máximo, a barragem de Sobradinho, no serão do São Francisco, tem sua vazão reduzida desde a última quarta-feira (21). A informação é do portal G1.

 

Segundo dados que constam no site da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela manutenção e operação do reservatório, no momento a vazão passou a ser de cerca de 800 metros cúbicos por segundo.

 

O nível máximo da barragem vem diminuindo. Com os 60% verificados atualmente, o índice está abaixo dos 90% do volume máximo apresentados em abril deste ano, fato que não ocorria há 10 anos.

 

De acordo com a reportagem, entre 18 e 20 de outubro, a vazão da barragem oscilou entre 1708 m3/s e 1344 m3/s. A redução foi indicada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O objetivo da iniciativa é poupar a água do reservatório.

 

Conforme o Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Sobradinho informou, a diminuição na vazão não afetou os produtores que captam água do Rio São Francisco, mas trata com preocupação o momento, visto que há sinais de estiagem.

 

Sobradinho, segundo a Chesf, é o maior reservatório de água do Nordeste, sendo responsável por cerca de 60% da água destinada à produção de energia da região.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 15:40

CBF divulga programação das rodadas 21 e 22 do Brasileirão; veja os jogos do Bahia

por Ulisses Gama

CBF divulga programação das rodadas 21 e 22 do Brasileirão; veja os jogos do Bahia
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou na última sexta-feira (23) a programação detalhada das rodadas 21 e 22 do Campeonato Brasileiro.

 

O Esquadrão de Aço irá enfrentar o Coritiba no próximo dia 14 de novembro, às 19h, no estádio Couto Pereira. Na semana seguinte, no dia 22, às 18h15, o desafio será contra o Red Bull Bragantino no Nabi Abi Chedid.

 

O jogo contra o Fortaleza, que aconteceria neste final de semana, segue com data indefinida. A entidade máxima do futebol nacional deve divulgar a programação nos próximos dias.

PM captura dupla de traficantes na região da Ceasa e apreende mais de 5kg de drogas
Foto: Divulgação / SSP

Dois homens foram presos no quilômetro cinco da BA 526, na altura da Centro de Abastecimento da Bahia (Ceasa), com de mais de 5 quilos de drogas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) a captura foi realizada por policiais militares da Rondesp na manhã deste sábado (24). 

 

Os PMs já tinham recebido informações que a dupla se tratava de dois traficantes de drogas. Com eles, foram encontrados um quilo de crack, 4,5 quilos de maconha, além de 89 pinos de cocaína. Eles também estavam com um simulacro de pistola, um carregador e um caderno de anotações, utilizado para a venda de entorpecentes. 

 

Os dois homens apontados como traficantes de drogas foram levados para a Central de Flagrantes, na região do Iguatemi. De acordo com a delegada Kiyomi Pimentel, os suspeitos foram encaminhados para a realização de exames de lesão corporal e serão conduzidos para a audiência de custódia. 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 15:00

Não satisfeito em destruir o ambiente, resolveu destruir o governo, diz Maia sobre Salles

por Daniel Carvalho | Folhapress

Não satisfeito em destruir o ambiente, resolveu destruir o governo, diz Maia sobre Salles
Foto: Carlos Alberto / Ag. Haack / Bahia Notícias

Após o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (leia mais aqui), o chefe da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou neste sábado (24) na briga pública do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, escalando a nova crise do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) (leia mais aqui).

"O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo", escreveu o deputado em uma rede social.

Em contraposição à base ideológica do governo no Congresso, Maia, bem como integrantes do centrão, são aliados de Ramos no confronto contra o núcleo ideológico do governo. Parlamentares que integram o grupo também foram a público.

"O Progressistas manifesta total apoio ao trabalho do ministro-chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos. Sua atuação tem sido fundamental na construção e estabilidade de uma base sólida no Congresso Nacional", disse o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente da legenda.

"Ministro Ramos tem dialogado com a Câmara de forma cordial, respeitosa e buscando construir convergências que ajudem o Governo e o Brasil. O governo não pode se perder em baixarias. Toda atenção deve ser dada a superação da crise econômica, social e sanitária decorrente do corona", escreveu horas antes o deputado Marcelo Ramos (PL-AM).

Pelo outro lado, a deputada Bia Kicis (PSL-DF), por exemplo, fez foto com Salles ainda na sexta-feira (23) com a legenda "dia de foto com o querido Ricardo Salles".

Congressistas da base ideológica dizem que falta a Ramos jogo de cintura por ele ser militar. Eles também reclamam que o ministro da articulação política os trata bem, mas, em questões práticas, como a liberação de dinheiro das emendas parlamentares, prioriza os pleitos do centrão.

O estopim para a crise entre Salles e Ramos foi uma nota no jornal O Globo que afirmava que o ministro estava esticando a corda com a ala militar do governo em decorrência do episódio envolvendo a falta de recursos no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) --Salles disse que, sem dinheiro, brigadistas interromperiam atividades de combate a incêndios e queimadas.

As críticas de Salles a Ramos são amparadas pelos filhos de Jair Bolsonaro e fazem parte de estratégia do núcleo ideológico para convencer o presidente a trocar o responsável pela articulação política do governo, como mostrou a Folha na sexta-feira.

A pressão, que ocorre nos bastidores desde agosto, mas agora veio a público com a manifestação de Salles nas redes sociais. Ele citou nominalmente Ramos e pediu ao militar para parar com uma postura de "maria fofoca".

A decisão de Salles de tornar público o embate, segundo assessores palacianos, busca tentar acelerar o desgaste de Ramos para que seja possível convencer Bolsonaro a incluir o general na minirreforma ministerial programada para fevereiro.

A ideia é repetir a fritura realizada no ano passado com o general Carlos dos Santos Cruz, que também comandava a Secretaria de Governo e foi criticado pelo núcleo ideológico por sua postura moderada. Bolsonaro foi influenciado a substituí-lo no posto.

O grupo que defende a substituição de Ramos conta com o respaldo do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Para reforçar o apoio a Salles, o filho 03 do presidente postou mensagem desejando "força" ao ministro. "O Brasil está contigo e apoiando seu trabalho", escreveu.

A troca de Ramos também tem respaldo do secretário da Pesca, Jorge Seif, e do escritor Olavo de Carvalho, considerado o guru da família presidencial.

Até o momento, Bolsonaro não deu sinais de que pretende sacar Ramos do cargo. O general conta com a confiança do presidente.

Nesta sexta, Bolsonaro fez acenos aos dois ministros. Chegou com Ramos em seu carro à Base Aérea de Brasília para a cerimônia de apresentação do Gripen, caça da FAB (Força Aérea Brasileira), que fez seu voo inaugural. Salles estava na plateia, junto com outros auxiliares presidenciais.

Em determinado momento, os dois ministros ficaram próximos a Bolsonaro, que deu um abraço em Salles. Ramos apenas observou.

O vice-presidente Hamilton Mourão foi questionado por repórteres nesta sexta sobre as divergências entre os ministros. "Isso não passa por mim, os ministros são do presidente e eu não me meto nessa guerra", afirmou.

Caso Bolsonaro seja convencido a fazer uma mudança até fevereiro, assessores presidenciais apontam que o nome favorito para desempenhar a função é o do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Em conversas com aliados, porém, Faria tem dito que não pretende assumir o posto e que apoia a manutenção de Ramos. Nos bastidores, Faria já desempenha informalmente o papel de articulador, fazendo a ponte entre Executivo e Legislativo.

A disputa entre militares e ideológicos era frequente no início da atual gestão, mas passou por um arrefecimento neste ano, após o presidente ter fortalecido a cúpula fardada, entregando a ela todos os cargos ministeriais do Palácio do Planalto.

Ramos tem se mantido em silêncio, mas comemorou a reação do grupo que o apoia. Em uma rede social, publicou fotos em que aparece ao lado de Bolsonaro num evento militar na sexta-feira. "Presidente Bolsonaro prestigiando, como sempre, suas Forças Armadas!", escreveu.

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 14:40

Alcolumbre critica ataque de Salles a Ramos: 'Só apequena o governo'

por Matheus Caldas

Alcolumbre critica ataque de Salles a Ramos: 'Só apequena o governo'
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) saiu em defesa do ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, atacado na última sexta-feira (23) pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Por meio do Twitter, o senador afirmou, neste sábado (24), que “isto só apequena o governo e faz mal ao Brasil”.

 

“Sem entrar no mérito da questão, faço duas ressalvas. 1 - Como chefe do Legislativo, registro a importância do ministro Ramos na relação institucional com o Congresso. 2 - Não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro. Isto só apequena o governo e faz mal ao Brasil”, postou.

 

Na ocasião, Salles também foi ao Twitter para dizer que Ramos estava tendo uma postura de “Maria fofoca” 

Candidata a vice-prefeita em Ilhéus é voluntária em teste da vacina de Oxford
Foto: reprodução/Blog Políticos do Sul da Bahia

A candidata a vice-prefeita de Ilhéus pelo PSOL, Jack Meira, integra o grupo de voluntários da terceira fase de teste da vacina de Oxford/AstraZeneca na Bahia. 


Jack recebeu a primeira dose na última quinta-feira (22) no Hospital São Rafael, em Salvador.  A segunda deve ser aplicada após 30 dias. As inscrições para o voluntariado aconteceram em julho.  

 

Pesquisadora da UFBA, Jack acredita que o voluntariado resulta na crença da seriedade dessa e das outras pesquisas.  “Temos que dar a nossa contribuição para ajudar a população brasileira nesse momento difícil”, disse ao blog Políticos do Sul da Bahia. 

Sábado, 24 de Outubro de 2020 - 14:00

Com apoio dos filhos de Bolsonaro, ala ideológica quer que ele demita Ramos

por Gustavo Uribe, Danielle Brant e Daniel Carvalho|Folhapress

Com apoio dos filhos de Bolsonaro, ala ideológica quer que ele demita Ramos
Foto: Marcos Corrêa/PR

As críticas públicas feitas pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, são amparadas pelos filhos de Jair Bolsonaro e fazem parte de estratégia do núcleo ideológico para convencer o presidente a trocar o responsável pela articulação política do governo.

A pressão, que ocorre nos bastidores desde agosto e até agora vinha sendo refutada pelo presidente, tornou-se pública nesta sexta-feira (23), depois que Salles ter citou nominalmente o general Ramos nas redes sociais e pediu ao militar que parasse com uma postura de "maria fofoca".

O estopim para a crise foi uma nota no jornal O Globo que afirmava que o ministro estava esticando a corda com a ala militar do governo em decorrência do episódio envolvendo a falta de recursos no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Ricardo Salles disse que, sem dinheiro, brigadistas interromperiam atividades de combate a incêndios e queimadas.

A decisão de Salles de tornar público o embate, segundo assessores palacianos, busca tentar acelerar o desgaste de Luiz Eduardo Ramos para que seja possível convencer o presidente da República a incluir o general na minirreforma ministerial programada para fevereiro.

A ideia é repetir a fritura que aconteceu no ano passado com o também general Carlos dos Santos Cruz, que também comandava a Secretaria de Governo e foi fortemente criticado pelo núcleo ideológico por sua postura moderada na administração.

Bolsonaro foi influenciado a substituí-lo no posto.

O grupo que defende a substituição de Ramos conta com o respaldo do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Para reforçar o apoio ao ministro do Meio Ambiente, o filho 03 do presidente postou mensagem desejando "força" ao ministro. "O Brasil está contigo e apoiando seu trabalho", escreveu.

A troca de Ramos também tem respaldo do secretário da Pesca, Jorge Seif, e do escritor Olavo de Carvalho, considerado o guru da família presidencial.

No processo de fritura, congressistas da base ideológica dizem que falta a Ramos jogo de cintura por ele ser militar. Eles também reclamam que o ministro da articulação política os trata bem, mas, em questões práticas, como a liberação de dinheiro das emendas parlamentares, prioriza os pleitos do centrão.

Até o momento, Bolsonaro não deu sinais de que pretende sacar Ramos do cargo. O general conta com a confiança do presidente, e é creditada a ele a articulação que selou a aliança do governo com o bloco do centrão.

O militar ganhou recentemente um forte aliado: o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Nesta sexta, Bolsonaro fez acenos aos dois ministros. Chegou com Ramos em seu carro à Base Aérea de Brasília, na manhã desta sexta (23), para a cerimônia de apresentação do Gripen, caça da FAB (Força Aérea Brasileira), que fez seu voo inaugural. Salles estava na plateia, junto com outros auxiliares presidenciais.

Em determinado momento, os dois ministros ficaram próximos a Bolsonaro, que deu um abraço em Salles. Ramos apenas observou.

O vice-presidente Hamilton Mourão foi questionado por repórteres nesta sexta sobre as divergências entre os ministros. "Isso não passa por mim, os ministros são do presidente e eu não me meto nessa guerra", afirmou.

Caso Bolsonaro seja convencido a fazer uma mudança até fevereiro, assessores presidenciais apontam que o nome favorito para desempenhar a função é o do ministro das Comunicações, Fábio Faria. Em conversas com aliados, porém, Faria tem dito que não pretende assumir o posto e que apoia a manutenção de Ramos.

Nos bastidores, Faria já desempenha informalmente o papel de articulador, fazendo a ponte entre Executivo e Legislativo.

No Congresso, a avaliação de líderes partidários é que uma troca não traria grandes mudanças na articulação política. Faria também tem boa relação com Maia e conta com até mais respaldo que Ramos junto ao centrão, bloco do qual o PSD, partido ao qual é filiado, faz parte.

Faria, deputado federal licenciado, teria amparo de lideranças do centrão e poderia atuar como uma espécie de porta-voz do bloco dentro do Executivo.

Apesar disso, o nome de Ramos ainda é forte entre os congressistas. Líder do governo na Câmara, o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) usou uma rede social para manifestar apoio ao general.

Barros postou uma foto em que aparece ao lado de Ramos e de Bolsonaro. "Ministro Ramos competente na articulação política. Ainda ontem em solenidade no Palácio do Planalto, tratamos do tema da articulação com o presidente Bolsonaro", escreveu.

"Entrosado com os líderes do governo e dos partidos na Câmara e no Senado, Ramos está assegurando governabilidade."

Líder do Podemos na Câmara, o deputado Léo Moraes (RO) criticou Salles. "Sabemos que os motivos dos ataques ao ministro Luiz Eduardo Ramos não são nada republicanos", afirmou.

"O presidente Bolsonaro precisa permanecer atento, fiel a suas promessas de campanha e valorizar quem tem princípios e compromisso verdadeiros com o Brasil, como é o caso do general Ramos."

A disputa entre militares e ideológicos era frequente no início da atual gestão, mas passou por um arrefecimento neste ano.

Isso ocorreu depois que o presidente fortaleceu a cúpula fardada, entregando a ela todos os cargos ministeriais do Palácio do Planalto.

As críticas enfrentadas por Ramos no início do ano, sobretudo de líderes partidários, restabeleceram o embate, que perdeu força novamente após o acordo com o centrão. Agora, com a iminência de uma troca de cadeiras na Esplanada, o conflito ressurgiu.

Série B do Baiano: Colo-Colo vai mandar seus jogos no Mário Pessoa
Foto: Reprodução / Blog do Massinha

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) anunciou na última sexta-feira (23) que o Colo-Colo vai mandar os seus jogos da Série B do Campeonato Baiano no estádio Mário Pessoa, em Ilhéus. Anteriormente, o Tigre tinha o estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista, como a sua casa.

 

Campeão Baiano em 2006, o Colo-Colo fará a sua estreia como mandante no dia 1º de novembro, contra o UNIRB. Antes, a equipe fará a sua primeira partida fora de casa contra o Jequié, no estádio Waldomiro Borges.

 

A Série B do Baiano começa neste domingo (25) e vai até o dia 6 de dezembro. Com seis equipes na disputa, apenas o campeão terá o direito de subir para a elite do futebol estadual.

Roteiristas da série de ficção sobre Marielle Franco pedem demissão coletiva
Foto: Divulgação/CMRJ

Os cinco roteiristas da série de ficção sobre Marielle Franco, vereadora pelo PSOL assassinada em 2018, que será dirigida por José Padilha, pediram demissão esta semana. Segundo o Globo, fora montada uma equipe só com profissionais negros, a maioria, mulheres. 


O grupo estava trabalhando desde abril na produção, idealizada por Antonia Pellegrino e prevista para ir ao ar em 2021, pela Globoplay. A demissão coletiva “foi por divergências na condução da narrativa sobre a vida da vereadora”.


Quando o nome de Padilha - premiado diretor de “Tropa de elite” - foi anunciado para a direção da série, ocorreram críticas nas redes sociais, por ter sido escolhido “um homem branco e crítico da esquerda”. 

Cães em situação de maus-tratos são resgatados em bagageiro de ônibus no oeste baiano
Foto: Reprodução/PRF

Catorze cães das raças shih-tzu, chow-chow, dachshund, maltês e pastor foram resgatados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite desta sexta-feira (23) no município de Barreiras, oeste baiano. Os animais eram transportados em situações precárias, no bagageiro de um ônibus interestadual.

  
O veículo, que saiu de Brasília (DF) com destino a Parnaíba (PI), foi abordado durante fiscalização ao trafegar pela BR - 242. Ao conduzir revista no bagageiro os policiais sentiram forte odor característico a urina e fezes. Os agentes encontraram quatro caixas plásticas que continham 10 cães amontoados em situação flagrante de maus-tratos. Mais 04 animais foram resgatados na cabine do motorista.


Confinamento aglomerado, dificultando a respiração, mobilidade e descanso dos cães, além da higienização precária, temperatura elevada, falta de iluminação, ausência de materiais que suavizassem o impacto das caixas plásticas com a pele dos animais e falta de alimentação adequada foram algumas das situações identificadas pelos agentes federais.


Segundo a PFR, os caninos foram embarcados em Brasília e seguiriam até o destino final da linha, uma distância de 2.100 Km e quase 40 horas de viagem. Alguns animais apresentavam cansaço e aparente desidratação. A pelagem dos filhotes estava cobertos com fezes e urina.


Não foram apresentados qualquer documentação legal dos animais, como nota fiscal, guia de transporte e comprovação de vacinação.


O motorista de 41 anos relatou que os caninos têm menos de 45 dias de vida e seriam entregues em Parnaíba e Água Branca, no Piauí.


A situação degradante em que se encontravam os animais se enquadrou no crime de maus tratos de animal doméstico, previsto na Lei Ambiental, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Barreiras.


Os filhotes foram entregues aos cuidados provisório de uma entidade que resgata e acolhe animais em situação de maus-tratos e abandono.    

 

Histórico de Conteúdo