Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 20:10

Serra anuncia que não disputará eleição deste ano

por Alberto Bombig | Estadão Conteúdo

Serra anuncia que não disputará eleição deste ano
Foto: Agência Senado

O senador José Serra (PSDB-SP) decidiu que não disputará as eleições deste ano. Ele era um nome sempre lembrado por seu partido para concorrer ao governo do Estado de São Paulo e atéà Presidência da República. "Não vou disputar a eleição para governador nem pretendo concorrer a presidente neste ano. Tenho ainda cinco anos de mandato no Senado, já aprovei projetos de minha iniciativa que mudaram o País, como foi o caso da abertura dos investimentos no pré-sal", afirmou o tucano. Com a decisão, a disputa pelo governo do Estado dentro do PSDB deverá ficar restrita ao prefeito João Doria, ao cientista político Luiz Felipe dÁvila, ao secretário de Desenvolvimento Social de São Paulo, Floriano Pesaro, e ao ex-senador José Aníbal. O senador disse que tem se dedicado à reforma política "para valer". "É indispensável para nosso futuro mudar o sistema eleitoral e o sistema político, que encarecem as eleições e comprometem a representatividade democrática. Já aprovei o projeto do distrital misto no Senado; agora teremos de fazê-lo na Câmara, o que exigirá tempo integral de trabalho", declarou Serra. Serra vinha sendo pressionado por seu grupo e também pelo presidente Michel Temer a concorrer em outubro ao Palácio dos Bandeirantes ou ainda como uma alternativa ao Palácio do Planalto. "A verdade é que estão todos olhando para as eleições deste ano, mas elas serão disputadas com as mesmas regras das últimas eleições. Precisamos nos dedicar também a melhorar as regras futuras do sistema eleitoral. Eu estou me dispondo a enfrentar esse problema agora. Estou com os olhos no futuro da política e do Brasil. Valorizo muito o meu mandato de senador", disse o tucano. A decisão de Serra ainda não foi comunicada oficialmente ao governador Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência. Citado por delatores da Odebrecht, o senador é investigado na Operação Lava Jato. Ele nega participação em irregularidades. 

 

José Rocha afirma que PR pode manter vice-presidente afastada da Caixa
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Líder do PR na Câmara dos Deputados, o deputado federal José Rocha (BA) disse que a sigla vai manter a indicação de Deusdina dos Reis como vice-presidente da Caixa Econômica Federal. Ela é suspeita de negociar a liberação de um empréstimo do banco no valor de R$ 200 milhões em troca de um cargo para ela mesma na Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). “O partido manterá a indicação se ela sair isenta da apuração”, afirmou o líder à GloboNews. O partido quer que, mesmo que a culpa de Deusdina seja comprovada, o espaço na vice-presidência do banco continue com a agremiação. Para o líder, independentemente do novo Estatuto da Caixa prever a necessidade de aprovação dos novos indicados pelo Conselho de Administração do banco, o partido irá fazer uma nova indicação. “É só os políticos indicarem alguém de perfil técnico. Tanto faz se a indicação é de um político ou não". 

Cabral é transferido para Curitiba; apuração aponta benesses na prisão
Foto: Reprodução / RPC Curitiba

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) foi transferido no início da noite desta quinta-feira (18) da cadeia pública José Frederico Marques, situada em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro, para ser encaminhado ao Complexo Médico Penal em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba – antes de chegar ao seu destino final, ele passará a noite na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR). A transferência foi determinada pelo juiz federal Sérgio Moro, em resposta a requerimento do Ministério Público Federal (MPF) por irregularidades no tratamento concedido ao ex-governador em Benfica – uma apuração da Promotoria apontou que ele recebeu alimentação de restaurantes, colchões de modelo superior, eletrodomésticos e equipamentos de ginástica.   "Há indícios de irregularidades na situação prisional de Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho no Rio de Janeiro, com benesses, ainda que de dimensão moderada, a ele concedidas na Cadeia Pública José Frederico Marques".

Wenceslau Guimarães registra 'surto localizado' de malária com 8 casos e 1 óbito
Foto: Reprodução / Bio Som

Foram notificados nove casos de malária na zona rural de Wenceslau Guimarães, município do baixo do sul da Bahia, a cerca de 300 km de Salvador. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) confirmou que oito casos foram aferidos laboratorialmente e um rapaz de 33 anos foi a óbito com a doença nesta terça-feira (16). A Secretaria informou que as unidades de Vigilância Epidemiológica do Estado e do Município já foram acionadas, mas que ainda não é possível apontar se os pacientes foram contaminados na cidade ou se alguém contraiu a doença durante viagem. Com o “surto localizado”, os moradores do município devem ficar atentos aos sintomas de mal-estar, calafrios, seguido de suor intenso e prostração, característicos da doença. A malária é uma doença infecciosa causada pelo parasita Plasmodium. É transmitida pela picada do mosquito de gênero Anopheles ou por contato pelo sangue, como o compartilhamento de seringas. Nos quadros mais graves, pessoas com a doença podem apresentar quadro grave de anemia, potencialmente fatal.

Polícia investiga desaparecimento de ex-prefeito, mas nega confirmação de sequestro
Foto: Reprodução/ Blog do Pelegrini

A Polícia Civil informou que o Departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) está investigando o desaparecimento de Ramiro Campelo, o ex-prefeito de Valença, que foi supostamente sequestrado na manhã nesta quinta-feira (18) (veja aqui). Ao Bahia Notícias, a Polícia declarou que não pode comentar o andamento das investigações, mas negou qualquer confirmação de que Campelo fora sequestrado. De acordo com informações preliminares, três indivíduos em um veículo HB20 na cor branca levaram o empresário, que também é fundador do grupo que controla as Lojas Guaibim. O político foi prefeito de Valença em duas oportunidades. 

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 19:10

Serra afirma que não vai disputar eleição deste ano

Serra afirma que não vai disputar eleição deste ano
Foto: Agência Brasil

O senador José Serra (PSDB-SP) afirmou nesta quinta-feira (18) que não vai disputar as eleições deste ano. O tucano era aventado pelo partido como um possível candidato ao governo de São Paulo e até à Presidência da República. “Não vou disputar a eleição para governador nem pretendo concorrer a presidente neste ano. Tenho ainda cinco anos de mandato no Senado, já aprovei projetos de minha iniciativa que mudaram o país, como foi o caso da abertura dos investimentos no pré-sal”, afirmou Serra. Com a recursa, o governo paulista deve ser disputado no PSDB pelo prefeito João Doria, o secretário de Desenvolvimento Social de São Paulo, Floriano Pesaro, o ex-senador José Aníbal e o cientista político Luiz Felipe d’Ávila. Serra vinha sendo pressionado por seu grupo e também pelo presidente Michel Temer a concorrer em outubro ao Palácio dos Bandeirantes ou ainda como uma alternativa ao Palácio do Planalto, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. “A verdade é que estão todos olhando para as eleições deste ano, mas elas serão disputadas com as mesmas regras das últimas eleições. Precisamos nos dedicar também a melhorar as regras futuras do sistema eleitoral. Eu estou me dispondo a enfrentar esse problema agora. Estou com os olhos no futuro da política e do Brasil. Valorizo muito o meu mandato de senador”, disse o tucano.

Dois adolescentes e um jovem de 18 anos são capturados após assalto a ônibus em SSA
Imagem: Vídeo / Ônibus Brasil

Logo após assaltar um ônibus, um trio de assaltantes composto por dois menores de 14 e 16 anos e um jovem de 18 anos foi desarticulado pelo Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) da Polícia Civil. A apreensão ocorreu na noite dessa quarta-feira (17) depois que os três roubaram um coletivo da empresa Integra Plataforma, que faz a linha Fazenda Coutos X Lapa. “A participação de jovens, boa parte sem ainda ter alcançado a maioridade penal, e a reincidência são grandes complicadores no combate aos roubos de coletivos. Eles são apreendidos, pouco tempo depois ou imediatamente soltos e rapidamente voltam a praticar os assaltos”, criticou o coordenador do Gerrc, delegado Nélis Araújo. Vítimas reconheceram o trio na sede da unidade policial, no Complexo da Baixa do Fiscal, e relataram que eles agiram com bastante violência, xingando e agredindo os passageiros. O maior de idade, Luiz Henrique Evangelista dos Santos, foi autuado em flagrante. Já os menores foram direcionados até a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), em Brotas.

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 18:50

MPF vai pedir aumento da prisão de Lula

por Ricardo Brandt | Estadão Conteúdo

MPF vai pedir aumento da prisão de Lula
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum, em sua sustentação oral durante o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 24, vai defender aos desembargadores federais o aumento da pena de prisão do petista e argumentar que ele cometeu três crimes em vez de um, como sentenciou o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato em Curitiba. A reportagem apurou que Gerum vai também atacar a tese da defesa de Lula de que Moro não é o juiz natural do caso, umas das principais críticas e contestações dos advogados do petista. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, vai analisar a apelação de Lula no caso do triplex no Guarujá (SP), em que o petista foi condenado por Moro a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Gerum, um dos integrantes do Ministério Público Federal em julgamentos de segunda instância, será o representante da Lava Jato diante dos três desembargadores federais da 8.ª Turma Penal da Corte. De seu parecer de 81 páginas, Gerum vai enfatizar, em sua exposição de 30 minutos, que há provas de crime de corrupção passiva. Ele pretende ainda argumentar que o petista cometeu três práticas delituosas, uma vez que a Petrobras fechou três contratos com a construtora OAS, responsável, segundo a denúncia, por oferecer o apartamento e bancar reformas no imóvel como pagamento de propina ao petista. E vai sustentar que há "nexo causal" entre a assinatura dos contratos e o recebimento de propina por Lula.Gerum entende que os contratos da OAS com a Petrobras nas obras das Refinarias Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, e Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, configuraram crimes de corrupção. Os negócios nessas unidades foram fechados por meio dos consórcios Conpar (Odebrecht, UTC e OAS), e Conest/Rnest (Odebrecht e OAS), respectivamente. A OAS pagou R$ 87,6 milhões em propinas, sendo R$ 16 milhões a agentes do PT e ao partido. Desse "caixa geral" aos petistas - como chamou o ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, em colaboração espontânea no processo - R$ 2,2 milhões foram usados para reformar e equipar o apartamento 164-A, do Edifício Salina, Condomínio Solaris, do Guarujá, para Lula. "A cada contrato fechado entre as empreiteiras consorciadas e a Petrobras, que no caso da OAS foram três, o oferecimento e a promessa de vantagem se renovam, constituindo crime autônomo", afirmou o procurador em seu parecer. Por isso, em sua sustentação, Gerum vai defender a condenação, com a prática de três condutas delituosas, e consequente aumento da pena de prisão. Em sua sustentação oral, Gerum também vai destacar um ponto da sentença atacado pela defesa de Lula. O criminalista Cristiano Zanin Martins, defensor do petista, pretende explorar a manifestação de Moro para argumentar desvinculação dos crimes com o esquema de corrupção na estatal. No processo, há notas fiscais, contratos de fornecimentos de serviços e equipamentos, registros do imóvel, cópias de mensagens de e-mail, registros fotográficos, laudos periciais, relatórios de comissões internas da Petrobras e apurações do Tribunal de Contas da União (TCU), que serviram para Moro condenar Lula em 12 de julho do ano passado - a primeira sentença do ex-presidente na Lava Jato, que responde a seis processos. "Há nexo causal entre a conduta do réu e os crimes praticados em detrimento da Petrobras", já registrou Gerum em seu parecer. Nesse ponto, ele deverá detalhar as provas apresentadas pela força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Gerum também considerou que o fato de Lula não ter o poder direto de indicar diretores da Petrobras, como argumentou a defesa para justificar a falta de provas, não é elemento essencial. "Quanto ao nexo causal, importante salientar que a definição dos diretores da Petrobras (por Lula) não constitui prova essencial à configuração do tipo, uma vez que, independentemente de quem ocupasse o cargo, era inequívoca a influência do governo na contratação da empresa, sendo a retribuição escusa calcada nessas bases." O procurador também argumentará pela manutenção da sentença em relação ao cumprimento inicial da pena de prisão em regime fechado do petista, como foi decidido por Moro - defendendo a rejeição a mais um pedido da defesa. Procurada, a assessoria de Gerum afirmou que ele não se manifesta sobre o caso.

Justiça nega pedido de indenização de Temer contra Joesley Batista
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

A 10ª Vara Cível de Brasília rejeitou um pedido do presidente Michel Temer para que o empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, fosse condenado a pagar R$ 600 mil por danos morais. Segundo o TJDF, foi decidido, ainda, que Temer terá de pagar R$ 60 mil, valor referente às custas processuais e aos honorários advocatícios. O presidente poderá recorrer, conforme o tribunal. De acordo com o G1, a decisão, proferida na última sexta-feira (12) e foi divulgada na quarta-feira (17), pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal. O pedido de Temer foi apresentado em junho do ano passado após Joesley Batista, um dos delatores da Lava Jato, afirmar em entrevista à revista “Época” que Temer chefia “a maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil”. Ao analisar o caso, o juiz Jayder Ramos entendeu, segundo o Tribunal de Justiça, que os fatos já eram de conhecimento público, não havendo, portanto, como considerar que a entrevista de Joesley Batista teve o propósito de atingir a imagem de Temer. Ao processar o empresário, a defesa do presidente argumentou, segundo o Tribunal de Justiça, que Joesley “desfiou mentiras e inverdades, maculando sua honra com afirmações absolutamente difamatórias, caluniosas e injuriantes”.

Temer encaminha respostas a questionário da PF; inquérito apura suspeita de propina
Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

O presidente Michel Temer encaminhou nesta quinta-feira (18) ao Supremo Tribunal Federal as respostas ao questionário da Polícia Federal (PF) referentes ao inquérito que apura se o peemedebista recebeu propina para a edição de um decreto que beneficiou empresas do setor portuário, a Rodrimar, que foi citada pela J&F em delação. Entre os tópicos perguntados pela PF estão indagações sobre a arrecadação de recursos para suas campanhas entre 2002 e 2014 e a coordenação financeira, incluindo se Temer recebeu doações de empresas do setor portuário – a esse tema, a resposta se resumiu a informar que os dados constavam na prestação de contas feitas à Justiça Eleitoral. A defesa afirma, no entanto, que Temer nunca recebeu doações de empresas do grupo Rodrimar ou de seus sócios em campanhas. O presidente negou conhecer Ricardo Mesquita, executivo da Rodrimar, mas disse ter tido contato com o presidente do grupo, Antônio Celso Grecco. “Estive com ele, rapidamente, em duas ou três oportunidades, sendo que jamais tratei de concessões para o setor portuário”, afirmou Temer, acrescentando que o encontro aconteceu no aniversário de um amigo em comum e que nenhum pedido foi feito a ele. Sobre a relação com seu ex-assessor, José Yunes, Temer confirmou uma relação duradoura de amizade, mas nega que ele tenha atuado como “arrecadador de recursos” – Yunes foi apontado pelo doleiro Lúcio Funaro como responsável pela lavagem de dinheiro oriundo de propina que supostamente foi recebida pelo peemedebista. “Durante alguns meses, o Dr. José Yunes foi meu assessor na Presidência da República, exercendo funções próprias da respectiva assessoria. A longa amizade criou um grau de confiança entre nós, de maneira que o Dr. José Yunes me auxiliou em campanhas eleitorais, mas nunca atuou como arrecadador de recursos”. Questionado sobre negócios feitos com o ex-assessor, Temer respondeu à pergunta, apesar de classifica-la como impertinente: “Como o Dr. José Yunes, durante algum tempo, além de advogado, dedicou-se ao ramo imobiliários e de construções, realizei alguns poucos negócios nesta área por seu intermédio”. Sobre o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer, a quem é atribuída a coordenação financeira das campanhas do presidente, ele afirmou: “O Sr. João Batista me auxiliou em campanhas eleitorais, mas nunca atuou como arrecadador de recursos”. Quase o mesmo foi dito sobre o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures:  “O Sr. Rodrigo nunca atuou como arrecadador de recursos em minhas campanhas eleitorais”. Ele também negou que tenha pedido a Loures para receber dinheiro em seu nome. “Nunca solicitei que o Sr. Rodrigo Rocha Loures recebesse recursos de executivos do Grupo JBS em meu nome. Nenhuma razão haveria para tanto”. Especificamente sobre as questões do decreto de portos, Temer declarou que nunca se relacionou com o setor de forma diversa de suas funções como parlamentar, Vice-Presidente e Presidente da República. Ainda sobre a participação de Loures como intermediário na negociação do decreto, ele informou que não pediu ao deputado que acompanhasse as questões das concessões das empresas do setor portuário. “Não sendo do meu conhecimento se alguém o procurou para tal finalidade”. Indagado diretamente sobre o recebimento de alguma oferta de valor “ainda que em forma de doação de campanha eleitoral, formal ou do tipo caixa 2” para inserir dispositivos no decreto dos portos, mais benéficos para empresas concessionárias do setor, Temer negou e disse que tomaria “medidas cabíveis” caso tivesse recebido essa proposta, em “enérgica repulsa”. “Não recebi nenhuma oferta de valor para inserir dispositivos mais benéficos no Decreto dos Portos, ainda que em forma de doação de campanha eleitoral. Em tal hipótese, minha reação seria de enérgica repulsa, seguida da adoção das medidas cabíveis”. Clique aqui e leia a íntegra das perguntas feitas pela PF e das respostas dadas pelo presidente Michel Temer. 

Delegado ameaça atirar contra advogado em Lauro de Freitas e nega acesso a cliente
Foto: Divulgação

Um advogado teve a prerrogativa ferida na noite desta quinta-feira (17), na 23ª Delegacia de Lauro de Freitas. O advogado Daniel Silva Santos foi agredido, empurrado duas vezes e recebeu voz de prisão do delegado, que ameaçou atirar contra ele. No momento da agressão, Daniel exigia que fosse cumprido o direito de conversar com três clientes presos em flagrante. O delegado ainda teria exigido que o advogado entregasse a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Daniel pediu ajuda à Comissão de Prerrogativas da Ordem. A comissão acionou a Corregedoria da Polícia Civil e conseguiu garantir os direitos do advogado e permitir que ele conversasse com os clientes. A Corregedoria da Polícia Civil solicitou ao delegado plantonista Maurício Daltro que pegasse o depoimento do advogado para tomar as devidas providências.

Planserv nega terceirização; empresa contratada fará seleção local para 240 vagas
Foto: Sindimed

Após o Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) divulgar um comunicado que atribui à terceirização do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado da Bahia (Planserv) a redução de empregos do plano na Bahia, a autarquia informou que não está sendo terceirizada. “Já que a contratação da Qualirede não implica na terceirização nem na privatização do órgão, que continua com gestão própria e vinculação à Secretaria da Administração do Estado (Saeb)”, afirmou o plano em nota. O Planserv afirma também que nenhum funcionário foi desligado após a assinatura do contrato com a Qualirede, que é responsável por comandar um processo de “modernização e fortalecimento” do plano.  “A empresa, por sua vez, informou à Assistência sobre a abertura de processos seletivos internos, que já estão acontecendo, voltados para contratação de mão de obra local”, afirma o órgão. De acordo com o Planserv, a Qualirede prevê a contratação de 240 pessoas. Entre os objetivos da contratação da empresa é a atualização científica e tecnológica; qualificação e especialização dos serviços; modernização e integração de processos; criação de software com desempenho adequado e ferramenta de Business Inteligence (BI), entre outros serviços. A Qualirede também desenvolverá um aplicativo móvel e implantará uma Central de Atendimento que funcionará 24 horas por dia. 

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 17:45

Grolli aparece no BID e vira opção para duelo contra o Bahia de Feira

por Ulisses Gama

Grolli aparece no BID e vira opção para duelo contra o Bahia de Feira
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Anunciado oficialmente na última quarta-feira (17), o zagueiro Grolli está regularizado no Bahia. Nesta quinta (18), ele teve o seu contrato com o Tricolor registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Com isso, o defensor se ter uma opção para o técnico Guto Ferreira no jogo contra o Bahia de Feira, no próximo domingo (21), em Feira de Santana, pela primeira rodada do Campeonato Baiano. O atleta chega ao Bahia com um ano de contrato, que consta a opção de estender o vínculo por mais um ano.

Papa Francisco realiza casamento de comissários de bordo durante vôo no Chile
Foto: Reprodução / Jornal Hoje

O casal de comissários de bordo Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriga, 41, não imaginavam que a cerimônia religiosa de casamento deles iria ser tão especial. É que o Papa Francisco realizou o casamento do casal nesta quinta-feira (18), em pleno vôo entre Santiago e Iquique, no norte do Chile. De acordo com o G1, o casal aproveitou que o pontífice estava a bordo para pedir a benção da união, mas o Papa disparou “Vocês querem que eu faça o casamento de vocês?”. Surpresos com a proposta, os noivos aceitaram e Francisco realizou a cerimônia na parte dianteira do avião. O presidente da empresa Latam, Ignacio Cueto, foi chamado para ser testemunha. O pontífice pediu para que um dos cardeais que o acompanhavam preparasse a ata do casamento e abençoou as alianças do casal. De acordo com o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, a cerimônia é válida perante a Igreja. “Tudo é oficial”, informou. Em viagem ao Chile, o Papa Francisco celebrou nesta quinta sua terceira missa no país, realizada Playa Lobitos, perto de Iquique. Depois do Chile, o pontífice desembarca no Peru, onde ficará três dias e visitará Puerto Maldonado, Trujillo e Lima.

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 17:31

Vitória perde para o São Paulo nos pênaltis e é eliminado da Copinha

por Matheus Caldas

Vitória perde para o São Paulo nos pênaltis e é eliminado da Copinha
Foto: Reprodução / SporTV

O Vitória está eliminado da Copa São Paulo. Após um emocionante empate por 2 a 2 contra o São Paulo, nesta quinta-feira (18), em Ribeirão Preto, com gols de Flávio e Lucas, a partida foi decidida nos pênaltis. E com o placar de 4 a 3, os baianos foram derrotados pelos tricolores na principal competição de base do Brasil. Agora, os paulistas esperam o vencedor de Santos ou Internacional, que duelam neste momento.

MEC autoriza uso de nome social para travestis e transexuais na educação básica
Foto: Reprodução / Revista Fórum

O uso do nome social de travestis e transexuais nos registros escolares da educação básica foi autorizado por uma resolução do Ministério da Educação (MEC). A homologação, feita nessa quarta-feira (17), ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. Nome social é aquele pelo qual travestis, mulheres trans e homens trans escolhem ser chamados, considerando sua identidade de gênero. O objetivo com essa norma é propagar o respeito e minimizar estatística de violência e abondono da escola em decorrência de bullying, assédio, constrangimento e preconceitos. "Essa era uma antiga reivindicação do movimento LGBTI, que, na verdade, representa um princípio elementar do respeito às diferenças, do respeito à pessoa e ao mesmo tempo de um combate permanente do Ministério da Educação contra o preconceito, o bullying, que muitas vezes ocorre nas escolas de todo o país", declarou o ministro Mendonça Filho, segundo informações da Agência Brasil. O texto homologado pela pasta foi aprovado pelo Conselho Nacional de Educação em setembro do ano passado.

Salvador apresenta redução no Índice de Infestação Predial do Aedes aegypti
Foto: Reprodução / Los Andes

O Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 2 e 5 de janeiro, apontou que o novo Índice de Infestação Predial (IIP) na capital baiana passou de 2,3% (novembro/2017) para 1,8% neste início de ano. Ou seja, a cada 100 imóveis visitados, menos de dois apresentaram focos no mosquito. O estudo revelou ainda uma diminuição no número de áreas com alto risco para epidemia das doenças transmitidas pelo mosquito no município, passando de 22 bairros para 10 este ano. Os distritos sanitários de Itapagipe e Brotas apresentam índice de infestação igual ou menor a 1,0%, o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso significa que essas áreas não correm risco de uma epidemia da doença. Os demais distritos da capital baiana, apesar de estarem com índice em estado de alerta, apresentam resultados satisfatórios. O primeiro LIRAa desse ano identificou que os depósitos ao nível de solo, como baldes e tonéis, recipientes utilizados para o armazenamento de água, foram os principais pontos onde os criadouros foram identificados. “Observamos no estudo que os bairros com maior incidência para o vetor são aqueles que não têm o fornecimento regular de água. Quando o abastecimento é incerto, normalmente as pessoas buscam armazenar a água para o consumo e muitas vezes esquecem de tampar os recipientes para evitar a proliferação dos focos. É preciso lembrar que o combate ao Aedes depende de uma parceria do poder público e população para alcançar ainda mais a redução esperada”, pontuou a Diretora de Vigilância e Saúde, Geruza Morais. Para garantir o controle vetorial do inseto transmissor da dengue, zika e febre chikungunya, a Secretaria Municipal da Saúde montou um esquema especial para evitar uma possível epidemia durante a festa momesca. Na próxima semana, o órgão vai realizar inspeções em hotéis da capital. Além das ações de rotina realizadas pelo CCZ, os agentes de combate às endemias realização a inspeção e borrifação de inseticida no entorno das UPA’s, bem como nos bairros onde terão programação momesca e nos circuitos oficiais da folia.

MPF informa que prisão de Lula não será antecipada em caso de condenação
Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O procurador regional da República, Maurício Gotardo Gerum, afirmou em nota divulgada pelo Ministério Público Federal (MPF) nesta quinta-feira (18) que não vê motivos para pedir a prisão cautelar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Caso o petista seja condenado no próximo dia 24, as medidas referentes ao cumprimento da pena seguirão o trâmite normal de execução penal, "não havendo razões para precipitá-la". "Gerum não formalizou, e não vê razões para formalizar, qualquer pedido em relação à prisão cautelar", afirma o MPF em nota. Desta forma, uma eventual prisão só ocorreria após todos os recursos serem esgotados. O julgamento da próxima quarta, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, julga recurso à condenação em primeira instância: Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

MPE denuncia presidente do TRE-MS que teve filho preso por tráfico
Foto: Reprodução / TV Morena

O Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MP-MS) entrou com Ação Civil Pública contra a presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), desembargadora Tânia Garcia Lopes, por improbidade administrativa. Segundo o MP-MS, ela usou do cargo para ameaçar o diretor do presídio de Três Lagoas, caso o filho dela, Breno Fernando Solon Borges, não fosse solto. De acordo com o G1, a defesa de Tânia Garcia Lopes tem 15 dias para se manifestar. O MP pede à Justiça que determine pagamento de multa à desembargadora do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJ-MS) e ainda a perda de direitos políticos. Depois disso, o juiz responsável pelo caso decidirá se aceita ou não a denúncia. Caso aceite, a desembargadora vira ré. O filho da desembargadora foi preso no dia 8 de abril de 2017 ao ser flagrado com 129 quilos de maconha e 270 munições, além de uma arma de fogo sem autorização (lembre aqui e aqui).

Leur Lomanto nega ter recebido propina e diz que apenas pediu agilidade de empréstimo
Foto: Reprodução / Blog do Marcos Frahm

O ex-deputado federal Leur Lomanto negou o recebimento de propina da Intermarítima Portos e Logística. Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, ele argumentou que apenas pediu à Caixa Econômica Federal mais agilidade na operação de crédito destinada à empresa. Na recomendação feita ao presidente Michel Temer para afastar vice-presidentes da Caixa, o Ministério Público Federal (MPF) aponta que Leur poderia ter intermediado uma aprovação de crédito para a Intermarítima em troca dos valores indevidos (veja mais). "Há suspeita de que este empréstimo esteja ligado a pagamento de propina ao deputado Leur Lomanto", relata o documento. Segundo a nota divulgada pela assessoria de Leur, o ex-parlamentar "tão somente pediu a agilização do procedimento final de uma operação de crédito, independente de qualquer vantagem pessoal ou para terceira pessoa". O texto ressalta ainda que ele não possui qualquer estabelecimento comercial que tenha sido favorecido por operação de crédito, através da Caixa Econômica ou qualquer outra instituição.

Cristiano Araújo: Motorista é condenado por homicídio culposo; acidente aconteceu em 2015
Foto: Reprodução / Instagram

O motorista Ronaldo Miranda foi condenado por homicídio culposo - quando não há intenção de matar - pelas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo, e de sua namorada, Allana Coelho Pinto de Moraes, no dia 24 de junho de 2015. Miranda deve cumprir 2 anos, 7 meses e 15 dias de prisão, em regime aberto, segundo a Folha de S. Paulo. Para a juíza Patrícia Machado Carrijo, da 2ª Vara Cível de Goiás, ficou comprovado a autoria do crime, uma vez que "Ronaldo Miranda tinha plena ciência sobre as condições precárias das rodas instaladas no veículo e do risco inerente da sua utilização no momento de sua condução". O funcionário foi condenado por imperícia, imprudência e negligência. "O acusado deixou de utilizar do conhecimento técnico necessário para condução do veículo, eis que naquele momento atuava na função de motorista da vítima", explicou a magistrada, em relação à condenação por imperícia. Na ocasião, a Range Rover em que o artista estava capotou na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina. Miranda dirigia o veículo e foi indiciado por duplo homicídio culposo. Pelo Código Brasileiro de Trânsito, a pena para esse tipo de crime é de dois a quatro anos de prisão e suspensão da habilitação. Apesar da condenação, a juíza Patrícia Machado Carrijo considerou que Ronaldo Miranda havia preenchido todos os requisitos do artigo 44 do Código Penal Brasileiro e, por isso, ela substituiu a pena privativa de liberdade pela prestação de serviços à comunidade e pela prestação pecuniária no valor de dez salários mínimos (cerca de R$ 9.540). Além disso, a magistrada determinou que ele pague R$ 25 mil a título de reparação dos danos causados aos sucessores de cada uma das vítimas. Ronaldo ainda teve a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa. Desde setembro de 2015, Miranda trabalha com o cantor Marrone, da dupla com Bruno, acompanhando o músico em turnês e em compromissos pessoais. 

Governador anuncia publicação de edital para concurso da Polícia Civil
Foto: Divulgação/ Secom-GOVBA

O governador da Bahia, Rui Costa, anunciou nesta quinta-feira (18) a publicação do edital para concurso público da Polícia Civil da Bahia. De acordo com o governador, o certame será divulgado nesta sexta (19), no Diário Oficial do Estado (DOE). O anúncio foi feito durante o #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelas redes sociais. Segundo a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), o concurso vai oferecer mil vagas na corporação, sendo 880 para investigador, 82 de delegado e 38 para escrivães. O impacto econômico das contratações no orçamento será de R$ 31,4 milhões, em 2018. As inscrições para o certame começam às 10h (horário de Brasília) do dia 1º de fevereiro e ficarão abertas até 2 de março. Elas serão feitas exclusivamente pela internet, por meio do site da Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho - Fundação Vunesp. Na plataforma, os candidatos precisam clicar no link referente ao concurso público e efetuar a inscrição, conforme os procedimentos estabelecidos no edital. Após efetuar a inscrição, o site gera um boleto que deve ser pago na rede bancária. A inscrição apenas será considerada válida depois do pagamento. A taxa custa R$ 160 para os candidatos que vão disputar uma das vagas para delegado e R$ 140 para quem for concorrer aos cargos de investigador de polícia ou de escrivão. Quem vai concorrer a uma das vagas de delegado precisa ter diploma de conclusão do curso de bacharelado em Direito, devidamente registrado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Já para os interessados em disputar os cargos de investigador ou de escrivão de polícia é exigido diploma de conclusão de curso superior (em qualquer área), também registrado no MEC. Os investigadores devem possuir, ainda, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida, categoria B, no mínimo. Para os delegados de polícia, o salário inicial, com regime de trabalho de 40 horas semanais, atingirá o valor de R$ 11.389,96. Já os investigadores e escrivães de polícia terão remuneração inicial de R$ 3.915,85, em regime de 40 horas semanais. Das 880 vagas para o cargo de investigador, 572 serão para ampla concorrência, enquanto 264 serão destinadas a candidatos negros, conforme a Lei Estadual 13.182/2014, que garante 30% do total para cota racial. Outras 44 vagas de investigador serão reservadas para pessoas com deficiência, de acordo com a Lei Estadual 12.209/2011. Já para os delegados, serão 53 vagas de ampla concorrência, 25 para negros e quatro para pessoas com deficiência. No caso dos escrivães, serão 25 para ampla concorrência, 11 para negros e duas para pessoas com deficiência. O certame terá sete etapas, sendo seis eliminatórias. Primeiro serão realizadas as provas objetivas (1ª etapa-eliminatória) e as provas discursivas (2ª etapa-eliminatória). Logo depois, os exames biomédicos (3ª etapa-eliminatória), o teste de aptidão física (4ª etapa-eliminatória), o exame psicotécnico (5ª etapa-eliminatória), a prova de títulos (6ª etapa-classificatória) e a investigação social e de conduta pessoal (7ª etapa-eliminatória). De acordo com a Secretaria de Comunicação do governo, entre 2015 e 2017, foram nomeados 2.557 novos policiais militares. Neste mesmo período, 796 novos policiais foram incorporados aos quadros da Polícia Civil. Outros 422 novos agentes penitenciários e 126 peritos foram contratados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 15:33

Biometria: TRE-BA tem tarde sem filas nesta quinta-feira

por Renata Gomes

Biometria: TRE-BA tem tarde sem filas nesta quinta-feira
Foto: Mila Cordeiro

Quem busca realizar o recadastramento biométrico pode comparecer nesta quinta-feira (18) à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). Na última sexta-feira (12) o tribunal também divulgou em sua rede social uma imagem em que aparece sem longas filas. Para realizar o recadastramento, é necessário que o eleitor leve comprovante de residência atualizado e documento original com foto.      

 

Foto: Reprodução / Instagram

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 15:20

Ourolândia: Polícia investiga se ex-vice foi morto por envolvimento com Lava Jato

por Lucas Arraz

Ourolândia: Polícia investiga se ex-vice foi morto por envolvimento com Lava Jato
Local onde Roberto do PT foi morto | (Foto: Reprodução / Record TV)

A Polícia Civil de Candeias está analisando as imagens das câmeras de segurança da transportadora pertencente ao ex-vice prefeito de Ourolândia, José Roberto Soares Vieira, de 47 anos, e não descarta a hipótese de que a morte tenha ligação com uma delação do político em um caso da Lava Jato.  Conhecido como Roberto do PT, o ex-vice foi alvo de condução coercitiva no último ano pela 47ª fase da Operação Lava Jato, a Operação Sothis. O empresário era suspeito de participar de um esquema de corrupção envolvendo uma subsidiária da Petrobras que desviou R$ 7 milhões para o Partido dos Trabalhadores (PT) e prestou depoimento em novembro. Informações iniciais do crime, que aconteceu nesta quarta-feira (17), davam conta que o petista foi morto por um homem que o perseguia a dois dias à procura de emprego.  “Era a terceira vez que o suspeito ia até o local e esperava pela chegada de José Roberto, oferecendo-se para capinar um terreno no local”, esclareceu à delegada Maria das Graças Barreto, titular em exercício, da 20ª Delegacia Territorial (DT). Ao Bahia Notícias, a DT de Candeias declarou que não descartou o cenário preliminar, mas que irá trabalhar com várias linhas de investigação por se tratar de um político investigado. “Nenhuma linha será descartada. Estamos investigando se o crime foi motivado pelo envolvimento com a Lava Jato ou ainda um caso de roubo seguido de morte por se tratar de uma área ‘deserta’”, declarou. Roberto chegava acompanhado do motorista, depois de deixar o carro numa concessionária, onde ele seria vendido, quando foi abordado pelo assassino na porta da sua empresa, na Fazenda Mamão, BA-522 (lembre aqui) . A investigação apurou que o político pretendia adquirir um veículo blindado. 

Sindimed critica terceirização do Planserv e alega que Bahia está perdendo empregos
Foto: Divulgação

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) divulgou nota em seu site criticando a terceirização do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos da Bahia (Planserv). Segundo a entidade, dezenas de funcionários foram demitidos e os empregos estão sendo transferidos para Santa Catarina. No texto, o vice-presidente do Sindimed e dirigente da CTB, Luiz Américo reclamou das "medidas de caráter liberal" que estariam sendo tomadas pelo governador Rui Costa. "Trata-se de mais um exemplo dos prejuízos do liberalismo, tanto aos trabalhadores quanto a sociedade como um todo. Perdem-se empregos, precarizam-se os existentes, o acesso dos servidores aos serviços de saúde é colocado em risco, tudo em nome de um suposto corte de custos", relata Américo. Na avaliação do Sindimed, com a terceirização do Planserv, o governo abre mão de experiência e conhecimento acumulados "para centralizar as operações em uma equipe alheia, indiferente a realidade local e que, provavelmente, dividirá as atenções com outras redes de saúde".

Inscrições no Sisu são antecipadas para o dia 23; mudança é para 'saciar ansiedade'
Foto: Reprodução

Após a antecipação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que foram divulgados nesta quinta-feira (18), o período de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) também começará mais cedo, no dia 23 de janeiro. Os estudantes que quiserem tentar uma vaga em cursos de ensino superior em instituições públicas podem se inscrever entre os dias 23 e 26 de janeiro – o período de cadastro seria entre os dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro. A mudança foi anunciada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, no final da manhã desta quinta, durante a entrevista coletiva concedida para divulgar os resultados do Enem 2017 – o objetivo é apenas “saciar a ansiedade” dos candidatos. O cronograma das seleções do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Programa de Financiamento Estudantil (Fies) permanece sem modificações.

Prefeitura de Conquista garante que vai aderir a Policlínica Regional de Saúde
Foto: Reprodução / Jequié Repórter

Diante da imposição do governo estadual, a Prefeitura de Vitória da Conquista reafirma que vai integrar o consórcio da Policlínica Regional de Saúde. Eles explicam que o processo de adesão ainda não teve início porque depende da aprovação e homologação de uma lei municipal que autorize a entrada do município no consórcio. No início de dezembro, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) exigiu o direito de indicar o nome para coordenar a unidade (lembre aqui). Em resposta, o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, ressaltou que a policlínica seria construída com ou sem apoio da prefeitura (veja aqui). Depois disso, Herzem disse que a equipe municipal fez uma profunda análise do projeto, avaliando o impacto do investimento para a população conquistense, e decidiu pela adesão. De acordo com a prefeitura, a aprovação pendente será dada assim que a Câmara de Vereadores retomar as atividades, o que acontece no mês de fevereiro.

Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 14:00

Moro manda transferir Sérgio Cabral para prisão da Lava Jato em Curitiba

por Julia Affonso e Fausto Macedo | Estadão Conteúdo

Moro manda transferir Sérgio Cabral para prisão da Lava Jato em Curitiba
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro ordenou a transferência do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) para um presídio em Curitiba. A decisão atende a um pedido do Ministério Público Federal que apontou regalias ao emedebista no sistema prisional do Rio. "Defiro o requerido pelo MPF para determinar a transferência de Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho para o sistema prisional do Estado do Paraná, especificamente para o Complexo Médico de Pinhais, na ala já ocupada por outros presos da Operação Lava Jato", ordenou o juiz. Cabral está condenado a 87 anos de prisão na Lava Jato. Deste total, 14 anos e dois meses de reclusão por corrupção e lavagem de din heiro foram impostos pelo juiz Moro. O ex-governador foi alvo de dois mandados de prisão preventiva em novembro de 2016, um de Moro e outro do juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal, do Rio, que comanda a Lava Jato no Estado. Cabral já esteve custodiado em Curitiba por cerca de uma semana, em dezembro de 2016. Atualmente, ele segue preso na cadeia de Benfica, na capital fluminense. Ao pedir a transferência de Sérgio Cabral, o Ministério Público Federal apontou uma investigação do Ministério Público do Estado do Rio que identificou "diversas irregularidades no tratamento carcerário concedido" ao ex-governador. "Alega o Ministério Público Federal que o próprio estabelecimento prisional da Cadeia Pública José Frederico Marques teria padrões diferentes dos demais cárceres do Rio de Janeiro, aventando suspeita de que teria sido reformado, com benesses, exatamente para abrigar o ex-governador daquele Estado", relatou Moro. O magistrado registrou que detém competência para mandar remover Sérgio Cabral para o Paraná em virtude do mandado de prisão preventiva ordenado por ele em novembro de 2016. "É praxe competir ao Juízo da preventiva a análise de incidentes a ela relativos", anotou. Para o juiz da Lava Jato, manter Sérgio Cabral no Rio "constituirá um verdadeiro desafio às autoridades prisionais ou de controle prevenir a ocorrência de irregularidades e privilégios". "É evidente que Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho, político vinculado ao Estado do Rio de Janeiro (...) possui relevantes conexões com autoridades públicas daquele Estado", afirmou. "No contexto, há um risco concreto de que ele possa utilizar essas relações para, continuamente, obter ou tentar obter privilégios no cárcere." De acordo com Moro, "é de interesse público retirá-lo do Estado do Rio de Janeiro para romper ou dificultar seus contatos com os anteriores parceiros criminosos". "É igualmente de interesse público prevenir os riscos de que continue ou venha a receber tratamento privilegiado na prisão", anotou. "Assim como já decidi em relação ao ex-deputado federal Eduardo Cosentino da Cunha, mantê-lo distante de seu local de influência e de seus antigos parceiros criminosos prevenirá ou dificultará a prática de novos crimes e ainda diminuirá o risco de que receba tratamento privilegiado na prisão. Essas medidas, além de protegerem a sociedade, contribuirão para a apropriada execução da pena e a ressocialização progressiva do condenado", escreveu Moro. O juiz da Lava Jato registrou, em sua decisão, que "não ignora" que a família de Sérgio Cabral esteja no Rio e "que a transferência dificultará, mas não inviabilizará, visitas, mas razões de ordem pública se sobrepõem aos interesses individuais do condenado". "Registro, a esse respeito, que, eventualmente e no futuro, poderá Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho ser transferido de volta ao Rio de Janeiro, se, por exemplo, com o decurso do tempo for constatada a diminuição de sua influência naquele Estado", afirmou o juiz. Mais cedo, nesta quinta-feira (18) o advogado Rodrigo Roca, que defende o ex-governador do Rio, divulgou nota para contestar decisão do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa contra Cabral ao constatar tratamento diferenciado ao político preso. "O ex-governador nunca gozou de benesses indevidas nas unidades em que esteve acautelado. Não acreditamos no acolhimento do pedido, porque a 7ª Vara Federal tem adotado a postura de não interferir em questões ligadas à rotina penitenciária", disse. "Seria mesmo incomum que medida tão drástica fosse adotada sem o contraditório e sem a instrução do feito, principalmente em razão dos outros processos que tramitam no RJ e que precisam da participação direta de Sérgio Cabral. A inexistência dos alegados favores ou regalias será provada tão logo a defesa seja chamada a fazê-lo, nos autos", finalizou.

Lamachia diz que são 'inadmissíveis' pressões para TRF-4 condenar ou absolver Lula
Foto: Divulgação

Com a proximidade do julgamento do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, afirma que são “inadmissíveis pressões para que o Judiciário condene ou absolva um réu, seja ele quem for”. Para ele, é preciso “rechaçar e impedir, de acordo com os mecanismos da lei, todas as ameaças de agressões ou depredação que alguns líderes prometem para o dia 24”. Lamachia também afirma que não são aceitáveis iniciativas que visem a constranger os julgadores a confirmar a sentença proferida pela 13ª Vara Federal de Curitiba. “Política e Justiça não podem se misturar, sob pena de ambas se deslegitimarem e comprometerem seu papel institucional. A independência do Poder Judiciário é um dos pilares do Estado Democrático de Direito. A Justiça é soberana, só pode ser submissa à lei”, pontua. Lamachia lembra que a OAB defende o direito à livre manifestação, que não se confunde com depredação nem agressões e “está atrelado aos limites da ordem pública, da civilidade e do contraditório”. “A lei processual propicia ao réu os meios de levar sua defesa a mais de uma instância, oferecendo-lhe os mais diversos tipos de recursos. Qualquer tentativa de romper com esse padrão constitui crime contra o Estado Democrático de Direito”, finaliza.

Univerão: Evento reúne saúde e lazer no loteamento de Vilas do Atlântico neste sábado
Foto: Divulgação

Banhistas, visitantes e residentes do loteamento de Vilas do Atlântico poderão aproveitar um sábado (20) repleto de atividades vinculadas a Univerão 2018. A iniciativa, que é realizada pela Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas visa desenvolver a construção do saber nas dimensões científico-populares diretamente ligadas aos aspectos históricos, sociais, culturais, geográficos, econômicos e esportivos. Para o secretário de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Mauro Cardim, "a decisão da prefeita Moema Gramacho (PT) em realizar um evento inédito e com uma dimensão futurista foi absolutamente importante para a história do município. Mesmo antes do encerramento as respostas já são excelentes, seja sob a leitura dos resultados educacionais, pela amplitude e importância cultural, ou pela mobilização da população e dos visitantes". Com atividades das 9h às 18h, a programação do sábado começa com yoga e Treinamento Funcional, instruídos por equipes da Hammer Academia. Na sequência, às 10h, tem palestra sobre qualidade de vida com a Clínica de Assistência à Mulher (CAM); às 11h, a Hammer promove aula de aeróbica; às 12h30, tem apresentação de Tio Paulinho e Companhia; às 15h, o Teatro da Árvore; às 16h, a equipe da Hammer ministra aula de Fitdance; e às 16h30, tem "Soltura Tartarugas" com a equipe do Salva/ Tamar. O encerramento acontece às 17h, com show acústico do ex-The Voice Tiago Velame e de Rebeca Bá.

Histórico de Conteúdo