Ação conjunta entre MPF, MP-BA e DPU tenta impedir fechamento de hospitais psiquiátricos
Foto: Reprodução / Hospital Juliano Moreira

Com o objetivo de impedir o descredenciamento de três hospitais psiquiátricos do Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA), o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e a Defensoria Pública da União (DPU) moveram uma ação conjunta com pedido de liminar contra o governo do Estado. De acordo com a ação, proposta nesta quinta-feira (21), os hospitais Juliano Moreira e o Mário Leal, em Salvador, e o Lopes Rodrigues, em Feira de Santana têm sofrido um "contínuo processo de sucateamento". Os três fazem parte da Rede de Atenção Psicossocial (Raps). "Trata-se de reconhecer que o fechamento das unidades deixaria os usuários expostos a agravos ainda maiores em sua saúde", diz o texto. Com a liminar, os órgãos requerem a imediata suspensão dos atos voltados ao descredenciamento das unidades de saúde, solicitam que a União mantenha os repasses das verbas destinadas a sua manutenção e que o Estado da Bahia não encerre as atividades e nem desmobilize os serviços dos hospitais, assegurando os leitos, atendimentos, internações e demais serviços prestados. Além disso, a liminar pede que o Estado assegure o pleno funcionamento do pronto atendimento e da emergência psiquiátrica, que preste serviço hospitalar de referência para as pessoas com transtorno mental ou necessidades decorrentes do uso de drogas e apresente, no prazo máximo de 60 dias, um plano de gestão para a Raps. Em caso de descumprimento, a multa requerida inicialmente é de R$ 10 mil por dia.

Senador determina estudo sobre Nibiru, planeta que promete destruir Terra neste sábado
Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

Atrelado a mais um anúncio de fim do mundo, o planeta Nibiru virou alvo de estudo do senador Telmário Mota (PTB-RR). Ele encarregou seus assessores de pesquisarem se o planeta está mesmo se aproximando da Terra neste sábado (23), como anunciado pelo numerólogo David Meade. "A Nasa afirma que o planeta Nibiru está vindo em direção à Terra e que o ciclo atual será terminado em breve", afirmou o parlamentar em discurso no Senado, segundo informações da coluna Radar Online, da Veja. Mota profetizou que "dois terços da humanidade perecerão, e dois terços morrerão de fome e de doença". O parlamentar também aproveitou o direito de fala para atacar o também senador Romero Jucá (PMDB-RR). O peemedebista é acusado de ser o "Caju", presente nas planilhas de propinas da Odebrecht. "Aí eu fiquei pensando: coitado do Estado de Roraima. Se o planeta vier, matará tudo, porque desceu lá o 'vírus do Caju' e roubou a educação, a saúde, todo o sonho do povo de Roraima. Tomara que o Nibiru seja mais fraco do que o Caju", ironizou. Quanto à profecia do numerólogo Meade, a ideia é de que o mundo vai acabar no momento em que o Nibiru, também chamado de Planeta X, colidir com a Terra. Por outro lado, a Nasa diz que esse planeta sequer existe (saiba mais aqui).

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 11:30

Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo são finalistas ao prêmio de melhor do mundo

por Jamil Chade | Estadão Conteúdo

Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo são finalistas ao prêmio de melhor do mundo
Montagem: Divulgação / FIFA

Jogador mais caro da história, Neymar conseguiu entrar na lista dos finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo, que será eleito pela Fifa na próxima edição da premiação. O brasileiro que deixou o Barcelona para ser o protagonista principal do Paris Saint-Germain foi oficialmente confirmado como um dos três concorrentes à honraria ao lado de Lionel Messi, seu ex-companheiro de Barça, e Cristiano Ronaldo, astro maior do Real Madrid. Os nomes foram anunciados nesta sexta-feira (22) e o vencedor será conhecido numa festa de gala em outubro, em Londres. Neymar havia sido um dos finalistas de 2015, mas ficou fora do grupo de candidatos finais da premiação em 2016. Desde a edição do ano passado, a Fifa fez mudanças importantes na escolha dos vencedores. O acordo com a France Football terminou, o que significou que o termo "Bola de Ouro" como nome da premiação, tornado conhecido por meio da revista francesa, deixou de ser usado. A entidade, conforme o Estado revelou com exclusividade em outubro, ainda abriu a votação para os torcedores, via internet. Mas o que não mudou foi a dupla de finalistas. Na última década, o troféu de melhor do mundo tem sido dominado por Messi e Cristiano Ronaldo. O argentino ganhou todas as edições da premiação entre 2009 e 2012, além de 2015. Já o português ficou com a honraria em 2008, 2013, 2014 e 2016. Para 2017, Cristiano Ronaldo é o favorito depois da conquista da Liga dos Campeões e de outros feitos com a camisa do Real Madrid. Agora, pode se igualar a Messi em troféus individuais desta premiação e passar a também ostentar os mesmos cinco possuídos pelo argentino. A novidade principal do anúncio da Fifa, porém, foi a presença de Neymar entre os três principais candidatos ao prêmio. Em 2015, ele havia conseguido atingir o pódio, acabando com um jejum de oito anos sem brasileiros entre os finalistas. E desta vez o brasileiro também espera contar não apenas com o voto dos demais jogadores, imprensa e treinadores, mas principalmente da torcida. Pelas novas regras da Fifa, o voto da torcida pela internet vai ter um peso de 25% na decisão final. A esperança do staff do jogador é de que a torcida brasileira e do PSG possam fazer a diferença. Neymar ainda pode entrar na lista dos 11 melhores do ano, o que a Fifa considera como a "seleção de 2017". A Fifa ainda escolherá o gol mais bonito do ano. Mas, entre os dez candidatos, não há brasileiros entre os finalistas desta vez. Numa nova categoria, a entidade que controla o futebol mundial escolheu também uma lista de finalistas entre os goleiros. O prêmio ficará entre Gianluigi Buffon, Keylor Navas e Manuel Neuer.

Advogado de Temer deixa defesa por questões éticas, após ter atuado para Funaro
Foto: Nelson Jr. / STF

Após a Câmara dos Deputados receber nesta quinta-feira (21) a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, o advogado Antônio Mariz de Oliveira deixará a defesa do peemedebista. A decisão foi tomada por questões éticas – Mariz argumenta que atuou na defesa do doleiro Lúcio Funaro e, por isso, recebeu informações dele relacionadas à nova denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Funaro afirma que tem “certeza” que Temer recebia parte da propina paga do esquema da Caixa Econômica Federal, no qual o corretor de valores atuou, assim como políticos do PMDB. Funaro também apontou que o advogado José Yunes, que foi assessor e é amigo de Temer, era responsável pela lavagem de dinheiro. Os depoimentos de Funaro foram utilizados pela PGR para embasar a nova acusação. 

Prazo para atualizar carteira de vacina de crianças e adolescentes termina nesta sexta
Foto: Fiocruz

Termina nesta sexta-feira (22) a Campanha de Multivacinação 2017, que tem como objetivo atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes. O Ministério da Saúde disponibilizou 13 vacinas para crianças de até nove anos e oito para adolescentes de 10 a 15 anos. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, até o último sábado (16), 6 mil pessoas receberam os imunizantes. No total, 450 mil jovens fazem parte do público alvo em Salvador. É possível buscar a vacinação até 17h, em um dos postos de saúde da capital, com apresentação da caderneta de vacinação. As vacinas disponíveis para crianças menores de nove anos são: BCG – ID, hepatite B, penta (DTP/Hib/Hep B), VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VOP (vacina oral contra pólio), VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano), vacina pneumocócica 10 valente, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola, caxumba), DTP (tríplice bacteriana), vacina meningocócica conjugada tipo C, tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela) e hepatite A. As doses disponíveis para crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos são hepatite B, febre amarela, tríplice viral, dT (dupla tipo adulto), dTpa, vacina meningocócica conjugada tipo C e HPV.

Setembro ainda não acabou, mas já é mês com maior número de queimadas desde 1999
Foto: Reprodução / TV Globo

Ainda falta pouco mais de uma semana para setembro acabar, mas o mês já é recordista em número de queimadas desde quando a série histórica foi iniciada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 1999. Foram registradas 95 mil queimadas em 22 dias, o maior número de focos em um mês, não apenas de setembro, em todos os tempos. O levantamento feito pelo Inpe mostra que os focos de incêndio nos últimos três meses já faz de 2017 o segundo ano com o maior número de queimadas da história, se considerado o período de janeiro a setembro (185 mil), perdendo pra 2010. Por outro lado, é possível que, quando os números de setembro estiverem consolidados, 2017 já esteja na liderança. De acordo com o G1, a situação é bastante crítica em alguns estados, como no Pará, onde foram registrados 22.189 focos de incêndio neste mês, aumento de 463% em relação ao mesmo período do ano passado. Em Mato Grosso, mesmo com o período de restrição de queimadas, novos focos são registrados a toda hora. Já no Tocantins são 9.109 pontos de calor detectados pelos satélites em setembro. Um incêndio no Parque Nacional do Araguaia já destruiu 70% de sua área. "As unidades de conservação estão queimando excessivamente. E o que se vê é uma piora ao longo dos anos. Os estados até se organizaram muito bem neste ano com protocolos, campanhas. Mas a população não levou isso em conta. Então não adianta todo o trabalho de educação", explicou Alberto Setzer, pesquisador responsável pelo monitoramento. Segundo ele, além do tempo seco, também propicia a crise a breche que existe entre a legislação que proíbe as queimadas e o controle que é feito. O especialista ainda destacou que muitos dos focos são de novos desmatamentos, o que indica uma piora no quadro da Amazônia Legal. 

Família identifica motorista de Uber morto a facadas; Polícia suspeita de latrocínio
Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Familiares do motorista de Uber Valdir de Almeida, de 31 anos, morto na terça-feira (19), em Feira de Santana, identificaram o corpo da vítima nesta quinta-feira (21). Segundo o Acorda Cidade, Almeida foi morto a golpes de faca em um matagal no bairro Aviário, perto da BR-324.  De acordo com a Polícia, a vítima foi atacada com vários golpes no pescoço, tórax, braço esquerdo, mão e rosto. Após o crime, os assassinos fugiram. O motorista ainda conseguiu chegar até o passeio para pedir socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ainda segundo o site, o veículo da vítima não foi encontrado, o que fez a polícia trabalhar com a suspeita de latrocínio [roubo seguido de morte]. Além do carro, foram levados da vítima uma quantia em dinheiro e um telefone celular. 

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 10:00

Michel Temer tenta evitar rebelião na base após ataque de Rodrigo Maia

por Vera Rosa, Felipe Frazão, Tânia Monteiro e Carla Araújo | Estadão Conteúdo

Michel Temer tenta evitar rebelião na base após ataque de Rodrigo Maia
Foto: Alan Santos / Presidência da República

Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusar o PMDB e o governo de dar uma "facada nas costas" do DEM, o presidente Michel Temer assumiu nesta quinta-feira (21) a articulação para tentar contornar a insatisfação na base. Horas depois de chegar de Nova York, onde participou da Assembleia-Geral da ONU, Temer reuniu auxiliares e disse que marcaria uma conversa com Maia para resolver o problema e conter a rebelião. As declarações do presidente da Câmara foram feitas no momento em que Temer precisa de apoio parlamentar para barrar a segunda denúncia contra ele no plenário. Nesta quinta, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 10 votos a 1, que a acusação apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente, por organização criminosa e obstrução da Justiça, deve ser encaminhada aos parlamentares e entregou à Câmara a acusação. O desabafo de Maia foi feito após o assédio do PMDB a parlamentares do PSB que estavam prestes a ingressar no DEM. O partido de Temer conseguiu, recentemente, filiar o senador Fernando Bezerra Coelho (ex-PSB-PE). Pelo menos outros seis deputados do PSB, que estavam em negociação com o DEM, foram procurados pela cúpula peemedebista, enfurecendo Maia. O Planalto, porém, viu nas declarações raivosas do presidente da Câmara algo muito além do simples desabafo. Nos últimos dias, Maia tem feito movimentos em direção aos dissidentes do PMDB e à esquerda. Ele jantou na quarta-feira na casa da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), que foi suspensa das funções partidárias após entrar em confronto com líderes da sigla. "Sobraram ali estocadas à condução política do governo", afirmou o deputado Orlando Silva (PC do B-SP), um dos presentes ao encontro. "Mas o Rodrigo não conspira. Aliás, se ele quisesse, Temer já teria caído. O palácio é que está fissurado pela sobrevivência e vê fantasmas em todo canto." O jantar reuniu, ainda, os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Braga (PMDB-AM), ambos críticos do governo, além do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e de deputados de outros partidos, como Alexandre Baldy (Podemos-GO). Na noite de quinta, Maia esteve com o prefeito João Doria (PSDB-SP). A aproximação do presidente da Câmara com o tucano é vista pelo Planalto como mais um gesto político para a eleição de 2018. Tanto o PMDB como o DEM convidaram Doria para ser candidato à Presidência. Mais cedo, em um evento no Rio, Maia negou que os problemas entre PMDB e DEM possam influenciar na tramitação da denúncia contra Temer. "Não vamos misturar uma coisa tão grave, que é a denúncia, com um problema que envolve dois partidos e parte do Planalto", disse. Embora aliados do presidente avaliem que o governo enfrentará menos dificuldade na segunda acusação, há muitos "fios desencapados". O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), admitiu que a nova acusação "perturbará" votações de interesse do Planalto. Além da revolta de Maia, deputados do Centrão - que reúne partidos médios, como PP, PTB e PSD - pressionam pela saída do ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB). Há também descontentamento por causa da polêmica em torno da medida provisória que cria o novo Refis. O líder do PMDB, Baleia Rossi, disse ao Estado que Imbassahy se fortaleceu com sinal de apoio mútuo dos demais ministros do PSDB como Bruno Araújo (Cidades) e Aloysio Nunes (Itamaraty). "Imbassahy tem uma função de atendimento dos parlamentares, então é natural que haja reclamação. Mas ele tem trabalhado direito." Para o deputado Marcos Montes (MG), líder do PSD, os descontentamentos estão relacionados a indicações para cargos de terceiro escalão. Segundo ele, o partido se sente desprestigiado e gostaria de ter um espaço maior no governo, além do Ministério de Ciência e Comunicações, ocupado por Gilberto Kassab. Montes mostrou-se solidário à Maia. "A atuação do Rodrigo na presidência pode não alterar o resultado, mas é determinante em algumas situações. Ele está com espinho atravessado na garganta. Não sei de que tamanho é, se de lambari ou de pirarucu." 

 

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 09:45

Ex-promessa do Vitória, Advaldo retorna ao clube como observador técnico

por Glauber Guerra

Ex-promessa do Vitória, Advaldo retorna ao clube como observador técnico
Advaldo tem 31 anos | Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Cria do Vitória, o meia Advaldo está de volta à Toca do Leão depois de pendurar as chuteiras em 2014 quando atuou pelo São José-SP. Com 31 anos, a ex-promessa Rubro-negro foi contratado para ser observador técnico da agremiação. Ele começou a desempenhar a função no mês passado e se diz muito feliz pela oportunidade. “Agradeço ao Vitória por essa chance de retornar ao clube agora na captação de novos talentos. Vai ser um desafio muito grande. Sei da importância que é de trabalhar na base e captar jovens talentos. Estou gostando muito e estou dando o meu máximo”, disse o ex-atleta, em entrevista ao Bahia Notícias. Advaldo avaliou positivamente as últimas peneiras realizada pelo clube. “Estamos trabalhando forte aqui juntamente com Carlão [Carlos Anunciação, gestor da base], Vicente e Maracanã [observadores] e todos funcionários. Fizemos peneiras semana passada em Itajuípe, Ilhéus, Itabuna, Retirolândia e Santaluz. As peneiras foram excelentes. Vamos fazer mais nos próximos dias”, finalizou. Advaldo despontou na base em 2001, após fazer dois gols que deram ao Vitória o título da Copa Nike em 2001, sobre o River Plate (ARG). Em 2006, ele se transferiu para o Flamengo, mas não disputou nenhuma partida. O ex-meia ainda passou pelo Avaí, Sport, Ipatinga-MG, São Caetano, Fluminense de Feira, Campinense-PB, Juazeiro, entre outros.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 09:40

Ônibus continuam sem entrar no Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas

por Ailma Teixeira

Ônibus continuam sem entrar no Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas
Foto: Gabriel Lima / Agecom

Para prevenir a segurança dos motoristas e cobradores de ônibus, o Sindicato dos Rodoviários mantém a suspensão da entradas dos transportes coletivos nos bairros do Nordeste, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas. A medida, que foi recomendada pela própria Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), teve início no Vale, na noite de terça-feira (18), após protesto de moradores da localidade contra a morte de dois traficantes em confronto policial (veja aqui). Da mesma forma, eles interromperam o serviço na Santa Cruz e, na noite de quinta (21), também houve a suspensão no Nordeste de Amaralina. “Nós estivemos no local hoje, ontem nós ensaiamos até a penetração desses veículos no terminal de origem. Às 14h, nós penetramos cinco veículos no Vale das Pedrinhas, mas 14h25 houve um incidente no Nordeste de Amaralina, então nós sentimos que não havia segurança”, afirma Antônio Candido, diretor-executivo do sindicato ao Bahia Notícias. Ele se refere ao clima de instabilidade que persistiu na região. Só nesta semana, cinco homens relacionados ao tráfico de drogas foram mortos em confronto com a polícia e outros seis traficantes foram detidos em ação na Sucupira, localidade da Santa Cruz, na quarta (20). Em consequência disso, um total de 78 linhas não têm chegado a seus respectivos finais de linha. Os 38 ônibus com destino à Santa Cruz encerram o percurso no ponto do Parque da Cidade, os 22 que geralmente seguem para o fim de linha do Nordeste fazem o retorno na Rua Visconde do Tamburuy e os 18 carros que encerram itinerário no Vale param na Rua do Canal. “Nós estamos em vigilância constante nesses locais e a partir do momento que nós sentirmos a sensação de segurança, o transporte voltará ao normal”, ressalta Cândido. O rodoviário ressalta, no entanto, que não há previsão de retorno à normalidade.

MP-BA e MPF ajuízam ação para reabrir UPA de Roma e Escada
Foto: Divulgação

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) e Ministério Público Federal (MPF) ajuizaram uma ação civil pública para pedir a reabertura das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Roma e Escada, em Salvador. As atividades nas unidades foram encerradas em dezembro de 2016. Segundo a promotora de Justiça Rosa Patrícia Salgado e o procurador da República Fábio Conrado Loula, autores da ação, “os cidadãos soteropolitanos estão sofrendo sérios prejuízos na assistência à sua saúde”, em razão do encerramento das atividades das UPAs. Os serviços de urgência prestados pelas unidades consistem, especialmente, no acolhimento aos pacientes e seus familiares em situação de urgência e emergência, prestando atendimento aos pacientes acometidos por quadros agudos ou agudizados, de natureza clínica, bem como prestando o primeiro atendimento aos casos de natureza cirúrgica e de trauma. A ação pede que, em caráter de urgência, que sejam restabelecidas as ações e serviços de saúde nas regiões, e ainda que o Poder Público se abstenha de desabilitar as UPAs de Roma e do Subúrbio Ferroviário, mantendo o recurso de custeio e qualificação das mesmas, ou remanejando as verbas de custeio para outra UPA no Distrito de Itapagipe e no Subúrbio Ferroviário. Como pedido final, os MPs requerem que seja iniciado, em 90 dias, o processo de solicitação de incentivo financeiro de UPA 24h Nova, de Porte III, no Distrito de Itapagipe; e que sejam observados os prazos para conclusão da obra e início de funcionamento da UPA.  

PEN deve apresentar Bolsonaro como candidato à Presidência; filiação não é oficial
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O Partido Ecológico Nacional (PEN) deve anunciar o deputado federal Jair Bolsonaro como candidato à Presidência na próxima terça-feira (26), durante propaganda partidária. Apesar da intenção, o deputado ainda não confirmou sua filiação ao PEN, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo. Na ocasião, o PEN também deverá anunciar seu novo nome: Patriota. "Motivado pela chegada de Jair Bolsonaro, renovamos nosso compromisso e mudamos nosso nome de PEN para Patriota. Brasil acima de todos. É isso o que vai sustentar o nosso futuro", deverá dizer o presidente da legenda, Adilson Barroso, conforme roteiro do programa.

Progredir: Governo federal lança programa para retirar 1 milhão do Bolsa Família
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O governo federal deve lançar na próxima semana um novo programa social, cujo objetivo é elevar a renda de 1 milhão de famílias para que elas possam deixar o Bolsa Família em 2 anos. A informação foi divulgada ao portal G1 pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. A ação será batizada de Progredir. Serão oferecidos de qualificação profissional, auxílio à seleção de vagas de trabalho, além de R$ 3 bilhões em microcrédito para as famílias de baixa renda. “É um programa vinculado ao público do Bolsa Família, a população mais pobre do Brasil, que visa criar oportunidade de emprego e renda para essa população. Não é um programa para tirar as pessoas do Bolsa Família”, explica. De acordo com Terra, o programa é visto como “uma forma de emancipação”. Os detalhes do projeto foram fechados nesta quinta-feira (21) em uma reunião com Michel Temer, após seu retorno de Nova York. Jovens da cidade e do campo poderão ser beneficiados. A perspectiva é de que o Progredir possa abranger mais do que os 13,4 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família, já que o CadÚnico reúne mais de 28,2 milhões de famílias. A solenidade de lançamento do programa está prevista para ser realizada para terça-feira (26). O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em ação conjunta com outras pastas, desenvolverá o trabalho em três eixos. Para qualificação profissional, serão criadas cerca de 1 milhão de vagas em cursos de formação inicial ou continuada e de qualificação profissional. No que diz respeito a intermediação de mão de obra, o governo mira 20 milhões de trabalhadores, para cruzamento de currículos e de vagas de empregos. No âmbito de microcrédito e educação financeira, serão oferecidos R$ 3 bilhões em microcrédito e cursos de educação financeira para 100 mil famílias e 1,7 milhão de autônomos.

Investigação diz que Dilma usou e-mail secreto para alertar marqueteiros sobre prisão
Foto: Lula Marques / Agência PT

A investigação que embasou a denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva e Aloizio Mercadante mostra que a ex-presidente usou e-mail secreto para alertar os marqueteiros João Santana e Mônica Moura do risco de prisão. Além disso, também foram confirmadas trocas de mensagens e telefonemas entre Dilma e o casal. A informação foi delatada pelos marqueteiro neste ano. Na época, Dilma divulgou nota dizendo ser "fantasiosa" a versão de que informava delatores sobre o andamento da Operação Lava Jato. "Causa aindamais espanto a versão de que por meio de uma suposta 'mensagem enigmática' (estranhamente copiada em um computador pessoal), conforme a fantasia dos delatores, a presidente tivesse tentado 'avisá-los' de uma possível prisão", diz a nota. Segundo a denúncia de Janot, as investigações confirmaram a existência de três e-mails. Segundo delação de Mônica Moura, um dos e-mails dizia: "o seu grande amigo está muito doente. Os médicos consideram que o risco é máximo. O pior é que a esposta, que sempre tratou dele, agora está com câncer e com o mesmo risco. Os médicos acompanham os dois dia e noite". Já em maio de 2016, a delatora registrou em cartório um rascunho de e-mail que teria recebido de Dilma. Na denúncia, Janot afirma que "dados telemáticos obtidos confirmaram a existência dos e-mails em questão, inclusive, daquele em que foi transcrito acima, o qual já havia sido apresentado por meio de ata notarial (...), foi elaborado". De acordo com O Glob, a denúncia conclui que a obstrução das apurações ocorreu mediante criação e utilização de Dilma de correios eletrônicos especificamente voltados para o repasse de informações sobre a Lava Jato. Em nota, a assessoria de Dilma informou que a posição dela continuava a mesma daquela expressa em nota logo após a denúncia: que a atitude de Janot é lamentável e sem qualquer fundamento. Além disso, a petista afirmou que as investigações se basearam em interceptações telefônicas ilegais.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 08:20

Rio Real: Ex-prefeito é acionado por passar cheque 'sem fundo' após eleição

por Francis Juliano

Rio Real: Ex-prefeito é acionado por passar cheque 'sem fundo' após eleição
Foto: Reprodução / Rio Real News

A prefeitura de Rio Real, no agreste do estado, entrou com uma ação judicial contra o ex-prefeito Orlando Brito de Almeida (PSB) pela emissão de um cheque sem fundo. Conforme a Procuradoria do Município, Orlando de Almeida, conhecido como Orlando do Banco, emitiu um cheque de R$ 100 mil, sem “qualquer processo licitatório e sem processo de empenho ou liquidação por parte do setor contábil”. O fato ocorreu logo após as eleições 2016, em que o ex-prefeito não se reelegeu. Segundo a atual gestão, a emissão do cheque foi conhecida após a prefeitura ser citada, na semana passada, em uma ação de cobrança de débito ao Executivo Municipal. Ainda segundo a atual gestão de Antonio Alves dos Santos (PP), o “Carroça”, o ex-prefeito ainda foi denunciado por improbidade administrativa, como desvio de verbas do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] e não prestação de contas ao Conder [Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia], entre outros casos.

Foto: Reprodução/Facebook

Codinome de Geddel em novas planilhas da Odebrecht é 'Babel'; baiano já foi 'Jacaré'
Foto: Bruna Castelo Branco / Bahia Notícias

Com base no Drousys, sistema de comunicação usado pelo Setor de Operações Estruturadas ou o "Departamento de Propina" da Odebrecht, um relatório do Ministério Público Federal (MPF) aponta que há novos codinomes de caciques políticos do PMDB. O documento foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo informações d'O Globo, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, é identificado como "Babel". Os documentos afirmam que o político baiano teria recebido um total de R$ 2,1 milhões em 2010 e R$ 100 mil em 2013. Antes disso, pagamentos feitos em 2008 e 2009 indicam para propinas de mais de R$ 3,5 milhões. O ex-ministro, que foi preso na Operação Tesouro Perdido após ser vinculado a um bunker de R$ 51 milhões, também já foi identificado como 'Jacaré'. Nesse caso, o apelido seria uma referência à forma como o doleiro Lúcio Funaro chamava Geddel, comparando a ambição do baiano com a boca do animal (lembre aqui). De acordo com a publicação, em algumas situações, um mesmo político contou com mais de um apelido nas planilhas e e-mails de pagamentos da empresa. Foi o caso do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que é apontado como "Primo", "Fodão" e "Bicuira". No total, os três pseudônimos teriam recebido quase R$ 5 milhões. Assim como Padilha, o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, teria faturado R$ 600 mil em 2008, R$ 650 mil em 2009, R$ 12 milhões em 2010, R$ 2,2 milhões em 2012, R$ 2,1 milhões em 2013 e R$ 11,1 milhões em 2014 como "Caranguejo". O MPF aponta ainda que o ex-deputado seria o destinatário de três pagamentos que totalizaram R$ 3 milhões como "Acadêmico" e também uma parcela de R$ 300 mil como "Calota". Também listado na planilha aparece outro ex-presidente da Câmara preso, o ex-deputado Henrique Eduardo Alves. Como "Rio Grande", ele teria R$ 112 mil em setembro de 2010 e US$ 67,3 mil, o equivalente a R$ 125 mil na época. Já como "Fanho", ele teria recebido um total de R$ 2 milhões em 2014. Outro ministro do governo de Michel Temer (PMDB) implicado na acusação do MPF foi Moreira Franco, titular da Secretaria-Geral. O ministro é acusado de receber mais de R$ 7 milhões como "Angorá". Por último, há o governador do Tocantins, Marcelo Miranda. Identificado como "Lenhador", ele teria sido alvo de dois pagamentos no valor de R$ 500 mil nos dias 2 de outubro de 2014 e 9 de outubro de 2014. O relatório do MPF destaca também que a criatividade alcançava as senhas de acesso para a retirada das propinas. Miranda, por exemplo, teria usado os códigos "Passarinho" e "Foguista". Já Henrique Alves teria feito uso das senhas "Acerola" e "Mulher" para o codinome "Fanho" e "Jabuti" para "Rio Grande". Com três codinomes, Cunha teria usado as senhas "Mangaba", "Pêssego", "Viola", "Pirulito" e "Aluno". Já Moreira Franco teria usado nomes como "OTP", "Foguete", "Morango", "Pinguim", "Pássaro", "Paulistinha" e "Agenda" para retirar o dinheiro. As senhas de Padilha seriam "Comida" e "Sardinha". (Atualizada às 08h17)

Bahia passa Minas Gerais e fica em 2º lugar em produção de frutas; Baixo Sul é destaque
Foto: Reprodução / TV Bahia

A Bahia acaba de passar Minas Gerais na produção de alimentos e figura agora como segundo produtor de frutas do país. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) são da Pesquisa Nacional Agrícola dos Municípios (PAM) de 2016. O estado de São Paulo continua na primeira posição. Conforme o levantamento, a região do Baixo Sul baiano é o destaque na produção no estado, com Wenceslau Guimarães, que fica na região, aparecendo entre os 20 municípios do país que mais geram renda a partir da fruticultura. Segundo o G1, a cidade saiu da 34ª posição e alcançou a 12ª posição no ranking nacional, que engloba mais de 5.563 municípios. No município, são destaques a produção de graviola e banana. Em 2016, foram produzidas 115,9 mil toneladas de banana, que geraram mais de R$ 207,9 milhões. Ainda segundo a pesquisa, a Bahia se manteve na 7ª posição no ranking nacional.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 07:20

Flecha contra Temer: Com a palavra, a Câmara dos Deputados

por Fernando Duarte

Flecha contra Temer: Com a palavra, a Câmara dos Deputados
Resquícios do impeachment de Dilma Rousseff | Foto: Bahia Notícias

O placar de 10 x 1 no Supremo Tribunal Federal (STF), determinando a remessa da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer para a Câmara dos Deputados, não foi exatamente uma surpresa. Os ministros já haviam sinalizado que dificilmente iriam fazer qualquer juízo de mérito contra o texto remetido pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, antes dos deputados avalizarem, como determina a Constituição. O voto vencido, de Gilmar Mendes, também estava no script. O desafeto de Janot e amigo de Temer não iria se indispor publicamente aos próprios ideais – questionáveis para o restante da população, porém altamente lógicos para alguém como Gilmar Mendes. A denúncia do “quadrilhão do PMDB”, como ficou conhecida a organização criminosa sugerida por Janot, envolve não apenas o presidente da República. Os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, e os ex-deputados federais Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures também são citados. Destes, três estão presos. Joesley Batista e Ricardo Saud, do Grupo J&F, também podem virar réus. Enquanto a denúncia contra eles pode prosseguir sem aval da Câmara, contra Temer é necessária a autorização dos ilustres parlamentares, que, no começo de agosto, enterraram uma primeira investigação contra o presidente com 263 votos. Até o momento, o presidente parece fortalecido, porém o balcão de negócios que sepultou a investigação inicial será refeito e os parlamentares tendem a cobrar mais caro para salvar a pele do peemedebista. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), deu a senha ainda em agosto que uma segunda denúncia poderia não ter o mesmo destino para tirar a corda do pescoço de Temer. O próprio Maia, sucessor direto numa eventual queda de Temer, voltou a tecer críticas ao governo e pode não mexer pauzinhos a favor do aliado. A próxima semana será crucial para o chefe do Palácio do Planalto saber sobre o futuro político. Com a palavra, os deputados federais. Este texto integra o comentário desta sexta-feira (22) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Irecê Líder FM e Clube FM.

Funaro diz à PGR que Temer comprou imóveis com dinheiro de propina
Foto: José Cruz / Agência Brasil

O corretor de valores Lúcio Funaro, delator da operação Lava Jato, informou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que o presidente Michel Temer comprou imóveis com dinheiro originário de propina. O Palácio do Planalto rebateu a acusação e disse que “Funaro continua espalhando mentiras e inverdades de forma contumaz”. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o doleiro ainda afirmou à PGR ainda “que sabe que Eduardo Cunha redistribuía propina a Temer com ‘110%’ de certeza. De acordo com Funaro, o ex-assessor de Temer, José Yunes, lavou dinheiro para o presidente. "Que sabe que Michel Temer tem uma série de imóveis adquiridos da incorporação de Yunes; sabe que, por trabalhar no mercado financeiro, que a maneira mais fácil de lavar dinheiro é por meio de compras de imóveis", aponta o depoimento. Cunha, por sua vez, teria contado a ele detalhes sobre um imóvel em São Paulo: um andar inteiro na Avenida Brigadeiro Faria Lima, “em um prédio que tinha sido recém-inaugurado". "Todos imóveis do presidente Michel Temer foram comprados de forma lícita e estão declarados à Receita Federal", afirmou o Planalto em nota. "O imóvel na Avenida Faria Lima, em São Paulo, por exemplo, foi adquirido no início de 2003. Eduardo Cunha sequer era filiado ao PMDB no momento da compra", acrescenta o comunicado. 

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 06:40

Rock in Rio: Quatro pessoas são retiradas da montanha-russa após falha

por Renato Vieira | Estadão Conteúdo

Rock in Rio: Quatro pessoas são retiradas da montanha-russa após falha
Foto: Miguel Folco / G1

A montanha-russa do Rock In Rio apresentou problemas no início da noite desta quinta-feira (21). Quatro pessoas foram retiradas do brinquedo por meio de um guindaste. Não houve feridos. Segundo a assessoria do evento, houve uma falha em um dos carrinhos e as pessoas foram retiradas conforme os protocolos de segurança. Neste momento, a montanha-russa passa por testes de manutenção para voltar a funcionar. O brinquedo tem sido um dos mais procurados pelos frequentadores do Rock in Rio. 

 

Se valesse atualmente, cláusula de barreira atingiria 12 partidos; lideranças comentam
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Aprovada nesta quarta-feira (20) pela Câmara dos Deputados junto com o fim das coligações partidárias a partir de 2020, a cláusula de barreira pode inviabilizar o futuro dos chamados “partidos nanicos”. Válida já para o pleito de 2018, a cláusula prevê que só terão acesso ao fundo partidário e à propaganda eleitoral gratuita em rádio e TV as legendas que obtiverem mais de 1,5% dos votos válidos na eleição para a Câmara dos Deputados, distribuídos por ao menos nove estados (com mínimo de 1% dos votos em cada um desses estados), ou elejam pelo menos nove parlamentares em nove unidades da federação. Um levantamento feito pelo Bahia Notícias, com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral nas eleições de 2014, aponta que, caso a regra valesse no pleito daquele ano, 12 partidos seriam atingidos atualmente pelas restrições impostas por meio da cláusula. O motivo: tiveram menos que 1,5% dos votos válidos. São eles: PEN (0,69%), PHS (0,97%), PMN (0,48), PPL (0,15), PRP (0,74), PRTB (0,47), PSDC (0,52), PSL (0,83), PSTU (0,19), PTdoB - atual Avante (0,85), PTC (0,35) e PTN - atual Podemos (0,74). A proposta da Câmara, que ainda precisa passar por votação no Senado, tem provocado críticas dos integrantes dessas agremiações, já que a norma poderia levar ao fim muitos deles, cujas dúvidas sobre a musculatura política para atingir o percentual estabelecido pairam. Presidente do PRTB na Bahia, o ex-candidato à Prefeitura de Salvador, Rogério Tadeu da Luz, engrossa o coro. Para ele, a cláusula deveria ser de “roubalheira”, e não de barreira, porque proporciona apenas o funcionamento de siglas envolvidas com esquemas de corrupção. “Os partidos que receberam dinheiro desviado deveriam, automaticamente, perder os registros no TSE. Os partidos que eles querem simplesmente limar na política não estão envolvidos em nada de errado. Os que atingiram essa quantidade de votos o fizeram através de dinheiro de propina, caixa dois, boca de urna. Os partidos usaram anabolizantes e foram disputar eleições contra aqueles que não têm anabolizantes”, criticou, em entrevista ao Bahia Notícias. Da Luz, entretanto, afirmou que o PRTB tem se articulado para atingir o percentual em 2018. Como a regra é essa, nós nos preparamos para atingir este 1,5% na próxima eleição, com aquisição de vários candidatos. Nós vamos atingir a meta”, vislumbrou. O deputado estadual Pastor Sargento Isidório, que comanda o Avante na Bahia, vai na contramão de Da Luz. Na avaliação do parlamentar, a cláusula é importante para acabar com o que classifica como “colcha de retalhos” da política brasileira. Ainda segundo ele, atingir o percentual é função dos partidos menores. “O Avante e esses partidos pequenos precisam fazer um exercício para justificar sua permanência em campo, qualquer partido tem que se esforçar para organizá-lo”, defendeu. Ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e atualmente presidindo o PSL baiano, o deputado estadual Marcelo Nilo acredita no sucesso eleitoral da sigla no próximo ano. “Eu estou convencido que o PSL vai alcançar todos os índices, porque ele cresceu nos últimos três, quatro anos. O partido está em um esforço muito grande de eleger deputados federais. Eu diria a você que acho que o PSL vai aumentar o número de cadeiras na Câmara dos Deputados”, disse, com otimismo. O texto aprovado pela Câmara, entretanto, prevê mudanças futuras envolvendo a cláusula de desempenho. As barreiras aumentariam progressivamente até 2030, chegando a 3% dos votos em ao menos nove Estados (com mínimo de 2% em cada um deles), ou a eleição de 15 deputados em ao menos nove Estados. Com isso, caso a regulamentação valesse no pleito de 2014, o escopo de agremiações atingidas seria ainda maior. Partidos como PCdoB (1,96%) e PV (2,06%) poderiam ser inviabilizados. Entretanto, à reportagem, os presidentes das legendas no estado não demonstraram muita preocupação com isso. Para o deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB), os 3% condizem com a realidade dos comunistas. “A evolução que está se apresentado é factível para a realidade do PCdoB”, declarou, apesar de não concordar com a cláusula. Já o também deputado federal Uldurico Júnior (PV) acredita na força do partido para alcançar este percentual. “O partido vai atingir daqui até lá [2030]”, avaliou.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 00:00

Fim das coligações 'inverteria' representação do SD e do PV na Câmara Municipal

por Guilherme Ferreira

Fim das coligações 'inverteria' representação do SD e do PV na Câmara Municipal
Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

A Câmara dos Deputados aprovou no início da madrugada desta quinta-feira (21), como parte da reforma política, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que põe fim às coligações a partir das eleições de 2020, quando os brasileiros voltam a escolher prefeitos e vereadores. A medida aprovada em Brasília poderia dar um rumo diferente a Salvador caso ela estivesse em vigor já no pleito do ano passado. Um exemplo é a composição da Câmara Municipal, que ficaria alterada em decorrência da coligação PV-SD. Por conta da disparidade de votos entre os partidos, uma fatia do bolo conquistado pela primeira sigla, acabaria passando para a segunda. Juntas, as duas legendas angariaram 137.667 votos, que renderam cinco cadeiras no Legislativo da capital baiana. Individualmente o PV teve resultados melhores e conseguiu ocupar quatro vagas (Sabá, Henrique Carballal, Paulo Magalhães Júnior e Marcelle Moraes), enquanto o SD ficou com uma (Geraldo Júnior, que posteriormente foi nomeado secretário da prefeitura de Salvador e deu lugar a J. Carlos Filho). No entanto, o SD teve resultados melhores coletivamente. Do total de votos destinados à coligação, a legenda ganhou 80.438, contra 59.181 do PV. Dessa forma, se a PEC aprovada na Câmara dos Deputados em Brasília já estivesse valendo na campanha de 2016 e as legendas não estivessem coligadas, o SD teria um salto na sua representatividade. O partido provavelmente teria três vereadores em vez de um, enquanto o PV perderia cadeiras, passando de quatro para duas.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 00:00

Campo Grande não é bairro, mas o CAB é; um breve guia do novo mapa de Salvador

por Guilherme Ferreira

Campo Grande não é bairro, mas o CAB é; um breve guia do novo mapa de Salvador
Foto: Reprodução / Google Street View

Em qual bairro de Salvador você mora, leitor do Bahia Notícias? Se a sua resposta for Campo Grande, lamento dizer que ela está errada. Por mais que seus moradores tenham um afeto especial pelo nome e o circuito mais tradicional do Carnaval da cidade passe por ali, o projeto de lei aprovado na segunda-feira (18) pela Câmara Municipal não o inclui entre os 163 bairros da capital baiana (veja mais) - que podem chegar a 171 (veja mais). E à primeira vista não é correto dizer que a culpa pela "exclusão" do Campo Grande deve cair sobre os ombros dos vereadores, do prefeito ou de interesses políticos. O texto aprovado na Câmara foi fruto de um extenso e embasado estudo liderado por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (Ufba). A partir dele, toda a região que vai da Praça do Campo Grande, passando pela Praça da Piedade e seguindo pela Avenida Sete de Setembro até quase a Praça Castro Alves poderá ser denominada de bairro do Centro. A alguns quilômetros dali, o Centro Administrativo da Bahia (CAB) - esse sim - ganhou o status de bairro. Em meio à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e às secretarias e órgãos do governo do estado da Bahia, foram encontrados os critérios necessários para que essa região vizinha à Avenida Paralela ganhasse o "título". Outro bairro inusitado que surgiu com a nova lei é o Aeroporto, que não vai muito além da área ocupada pelo terminal de chegadas e partidas de aviões. Ele se estende do limite de São Cristóvão até a divisa com a cidade de Lauro de Freitas, passando também pelas dunas do Parque de Abaté até Stella Maris. Com a lista de bairros de Salvador fechada de forma oficial, podemos observar outras curiosidades. Sabe o ônibus Beiru/Tancredo Neves? Ele está tão indeciso sobre o nome do seu destino quanto os estudiosos da Ufba e os moradores da região. Por questões históricas e sociais, os pesquisadores notaram que as duas opções eram fortes o suficiente para dar nome ao bairro. Por isso, ele ficou assim mesmo: Beiru / Tancredo Neves. Fique à vontade para escolher o que lhe soa melhor. E o mesmo vale para Vila Ruy Barbosa / Jardim Cruzeiro. Também esse bairro e seus moradores ganharam dois nomes para chamar de seu. Apesar das mudanças no mapa de Salvador, cada morador da cidade pode seguir falando pelas ruas que o seu bairro é o Campo Grande e que o Aeroporto não vai além do espaço para pousos e decolagens dos aviões. Afinal, o próprio projeto de lei aprovado pela Câmara pontua que um bairro atende também pela noção "de identidade e de pertencimento do território". Ninguém espera que um hábito antigo seja alterado por uma canetada.

Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 00:00

O absurdo aumento do IPTU III

por Ricardo Luzbel

O absurdo aumento do IPTU III
Foto: Reprodução / TV Bahia

Apresentamos mais um caso concreto encaminhado por um leitor deste site, relatando mais uma ilegalidade, na qual o aumento foi da ordem de 3.000% no IPTU em Salvador. O imóvel é um terreno sem construção de propriedade da Bahia Multi Storage Empreendimentos Imobiliários LTDA, sob inscrição imobiliária nº 57271-3 e logradouro na Rua Direita da Palestina, s/nº, Palestina. A avaliação da prefeitura em 2013: R$ 49.374,78. No ano seguinte R$ 1.556.449,98 (com base na lei contestada pela OAB-BA e diversos partidos políticos. Neste caso, o contribuinte ingressou em Juízo (processo nº 0517510-63/2010) e anulou o lançamento em 1ª instância, tendo o município recorrido da decisão. Ou seja, o município nunca reconhece o direito do contribuinte. E, nesta quarta-feira (20), a prefeitura rebateu a série de matérias sobre o IPTU de Salvador. Sobre esse assunto (leia aqui), inicialmente, é preciso deixar claro que a nota em questão nunca teve “o inócuo propósito de influenciar uma decisão do Tribunal de Justiça”, visto que este site confia plenamente na independência do Tribunal de Justiça. Se, de um lado, o voto do relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), desembargador Roberto Frank, elogiado pelos maiores tributaristas do estado, pugnou pela inconstitucionalidade da lei, do outro, a atual administração municipal tem de entender que os contribuintes têm direito a se defender, se proteger dos absurdos aumentos de impostos que lhe são outorgados sem qualquer critério legal, apenas para satisfazer a sanha arrecadadora do poder público. Sobre o caso apresentado na matéria referida, ficou evidente a ilegalidade praticada pelo município, pois elevou o valor venal do imóvel de R$ 13.234.628,56 para R$ 206.515.101,20. No processo de impugnação administrativa que o contribuinte fez, ao contrário do que diz a nota da prefeitura, não houve avaliação do imóvel por “duas empresas especializadas em avaliações de imóveis”. A avaliação foi procedida unicamente pela Sefaz, que reduziu o valor da avaliação para R$ 22.554.957,60, valor este absurdo, tanto que o contribuinte conseguiu em juízo reduzir a avaliação para R$ 3.580.163,85. Não há dúvida sobre a ilegalidade, pois a própria nota da prefeitura reconhece indiretamente a inconstitucionalidade da lei, ao confessar que encaminhou à Câmara de Vereadores projeto de lei para regularizar a situação dos contribuintes proprietários de terrenos e imóveis comerciais.

Oposição critica nomeação de Jusmari para Sedur e diz que Rui feriu moralidade
Jusmari Oliveira foi condenada em maio | Foto: Reprodução/ Mural do Oeste

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) criticou nesta quinta-feira (21) a nomeação da ex-prefeita de Barreiras, Jusmari Oliveira, para o comando da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (veja aqui). Para o líder do bloco, deputado Leur Lomanto Jr. (PMDB), o governador Rui Costa (PT) fere o princípio da moralidade na administração pública ao nomear Jusmari, condenada em maio deste ano a uma pena três anos por fraude em licitação para compra de medicamentos, materiais hospitalares e odontológicos. “É um absurdo que o governador nomeie para um cargo tão importante, em uma das maiores secretarias do estado, uma gestora que responde na Justiça por atos de improbidade administrativas. Há uma evidente falta de observância a um dos princípios que deve valer na escolha de um titular, que é a comprovação de um comportamento inquestionável que o gestor deve ter a frente de uma administração e não é isso que a ficha da ex-prefeita aponta”, afirmou. Para o vice-líder da bancada, Luciano Ribeiro (DEM), a decisão de Rui foi apenas política. “Fica claro o desrespeito e a intenção apenas política do governador em nomear uma liderança de um município grande, às vésperas de um ano eleitoral, num sinal de uso da máquina pública para articulação da pré-campanha ao governo da Bahia”, frisou. 

Quinta, 21 de Setembro de 2017 - 21:40

Segunda denúncia contra Temer chega mais enfraquecida à Câmara, diz ministro

por Vinicius Neder | Estadão Conteúdo

Segunda denúncia contra Temer chega mais enfraquecida à Câmara, diz ministro
Foto: Reprodução / PSDB-MG

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (21) que a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer chegaráà Câmara dos Deputados "muito mais enfraquecida". Segundo ele, no PSDB, o posicionamento contrário à denúncia deverá ser maior agora do que na primeira denúncia. De acordo com Araújo, há uma percepção dentro do partido - embora o tema ainda será discutido - que não há espaço político "para gerar instabilidade que comprometa os resultados positivos que o País começa a colher na economia". Segundo o ministro, na primeira denúncia, o PSDB estava dividido. "Nessa segunda, se ele continuar dividido, o viés pela não aceitação da denúncia deve ser maior dada a fragilidade política com que chega", disse Araújo, após participar da Sessão Especial do Fórum Nacional, organizado pelo Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae), no Rio. Com relação às eleições de 2018, o ministro defendeu a realização de prévias para escolher o nome do partido à Presidência da República e evitou tomar posição a favor do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ou do prefeito de São Paulo, João Doria. "O governador de São Paulo está há mais tempo colocado, e o prefeito se transformou em um importante protagonista da política nacional", afirmou Araújo.

Eunício acredita que Senado aprovará reforma política a tempo de valer para 2018
Foto: Moreira Mariz / Agência Senado

O presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB-CE) afirmou nesta quinta-feira (21) que haverá tempo hábil para que os senadores aprovem o texto da reforma política mesmo que a votação só seja concluída pelo plenário da Câmara dos Deputados na próxima terça-feira (26).  O texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que acaba com as coligações partidárias para deputados e vereadores a partir e 2020 e cria cláusula de barreira no ano que vem já foi praticamente concluído na sessão desta quarta-feira (20). Eunício, afirmou ainda que a contribuição do Senado além de concluir a votação da PEC que virá da Câmara, será tentar fechar um texto para resolver a questão do financiamento de campanha. Na Câmara fracassou a tentativa de criar o chamado fundão - um fundo público para bancar as campanhas.

Quinta, 21 de Setembro de 2017 - 21:10

Halloween no Mavsa Resort

Halloween no Mavsa Resort
Foto: Divulgação

Já estão à venda os pacotes para o Halloween no Mavsa Resort, em São Paulo. O resort separou dois pacotes diferentes para a criançada aproveitar a data mais arrepiante do ano em grande estilo. O pacote Halloween 2017 do resort, conta com quatro diárias, no mínimo, apresentação de abertura com a equipe de laser e entretenimento, desfile infantil de fantasias, concurso de fantasia adulto, noite clássica de rock e noite aterrorizante, balada das bruxas com DJ e caça infantil. Já o pacote Gostosuras e Travessuras conta com duas diárias, no mínimo, e inclui Caça Gostosuras ou Travessuras, balada das bruxas, jogos noturnos para crianças de 07 a 12 anos e noite com clássicos do rock. Todos os pacotes são all inclusive e as atividades são divididas por faixa etária, a partir dos 03 anos. As reservas podem ser feitas a partir do dia 1º de novembro. O mavsa resort está localizado na cidade de Cesário Lange, a 90 minutos da cidade de São Paulo, com acesso fácil pela Rodovia Presidente Castelo Branco. Sua estrutura conta com apartamentos e chalés divididos em cinco categorias, para os diversos estilos. As principais atrações são: complexo aquático com piscinas climatizadas e uma piscina aquecida coberta, esportes e aventura (rappel, tirolesa, arvorismo, trapézio, etc), esportes Náuticos (caiaque, pedalinho, stand-up, banana boat e pesca esportiva), atividades lúdicas, Spa, academia, restaurante com culinária nacional e internacional, bares, entre outros.

Quinta, 21 de Setembro de 2017 - 21:06

Câmara dos Deputados recebe nova denúncia contra Temer

Câmara dos Deputados recebe nova denúncia contra Temer
Foto: Lula Marques/ Agência PT

A Câmara dos Deputados recebeu nesta quinta-feira (21), após envio da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia, a nova denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. O próximo procedimento é a defesa do presidente ser notificada para apresentar a defesa sobre as acusações. Temer foi denunciado ao STF pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. No entanto, a acusação só poderá ser analisada na Corte se a Câmara autorizar. Mais cedo, nesta quinta, o Supremo rejeitou, por 10 votos a 1, pedido da defesa de Temer para suspender o envio da denúncia à Câmara.

Bahia é o 7º estado em geração de empregos formais no mês de agosto
Foto: Ilustrativa

O número de postos de emprego formal cresceu na Bahia no mês de agosto. 2.490 vagas de trabalho com carteira assinada foram geradas no Estado, que ocupa a quinta colocação no ranking de geração de emprego no Nordeste e a sétima em esfera nacional. No Brasil o número de vagas cresceu pela quinta vez consecutiva (veja aqui). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (21), e apontam ainda que a Bahia registrou 48.068 admissões e 45.578 demissões. Setorialmente, em agosto, cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Construção Civil (+2.396 vagas), Indústria de Transformação (+335 vagas), Serviços (+238 vagas), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+34 vagas) e Extrativa Mineral (+17 vagas). Os setores que desligaram trabalhadores celetistas foram: Comércio (-461 postos), Agropecuária (-35 postos) e Administração Pública (-34 postos).

Histórico de Conteúdo